Nome do Projeto
Laboratório de Ensino, Pesquisa e Produção em Antropologia da Imagem e do Som ­ LEPPAIS
Ênfase
Extensão
Data inicial - Data final
16/09/2019 - 31/12/2020
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Humanas
Eixo Temático (Principal - Afim)
Cultura / Comunicação
Linha de Extensão
Metodologias e estratégias de ensino/aprendizagem
Resumo
O Laboratório de Ensino, Pesquisa e Produção em Antropologia da Imagem e do Som (LEPPAIS), criado em 2008, é um dos núcleos estruturantes do Bacharelado em Antropologia e do Programa de Pós-Graduação em Antropologia do Instituto de Ciências Humanas da Universidade Federal de Pelotas. Tem como principal objetivo a criação de condições técnicas, teóricas e metodológicas para a exploração de percepções e de linguagens visuais e audiovisuais em pesquisas sociais, assim como a restituição de seus resultados aos diversos segmentos da sociedade. Toma-se por premissa o fato de que a produção científica vem enfrentando desafios epistêmicos, políticos e metodológicos, na medida em que interlocutores e “objetos” de pesquisa não podem mais ser compreendidos separadamente com base em interpretações unívocas e restritas a determinado campo do saber. Nesse sentido, os investimentos compartilhados na experimentação de recursos criativos e na reflexão sobre dimensões poéticas e políticas de processos e produtos de pesquisas antropológicas desenvolvidas em interação com áreas afins, têm o intuito de promover a quebra de fronteiras entre ensino, pesquisa e extensão, potencializando interesses e desejos mútuos entre conhecimentos acadêmicos formais e conhecimentos populares anti-hegemônicos.

Objetivo Geral

­Constituir um núcleo de aglutinação e de irradiação com comunidade em geral e comunidade
universitária, visando promover ações, oficinas, eventos, exposições, mostras e seminários na área de
Fotografia, Vídeo, Cinema e Multimídia relacionados à Antropologia, Ciências Sociais, Comunicação, Arte e áreas afins. ­ estimular a interdisciplinaridade e a realização de parcerias com organizações civis, outros
cursos da UFPel, outras instituições acadêmicas; ­ subsidiar e fomentar a capacitação técnica e reflexiva de alunos, pesquisadores e comunidade no uso de equipamentos de registro, na exploração das linguagens e na exposição visual, sonora, audiovisual e multimídia em suas pesquisas; ­ desenvolver e divulgar pesquisas de caráter antropológico e interdisciplinar voltadas para as potencialidades heurísticas locais, regionais, nacionais e internacionais; ­ manter grupos de estudo que integrem alunos de graduação, pós-graduação e membros externos à comunidade acadêmica interessados na área a que o projeto se destina.

Justificativa

O LEPPAIS se relaciona com outras unidades da UFPEL e com a comunidade extra- acadêmica, fornecendo apoio a projetos de curto, médio e longo prazo, a partir de uma parceria com diversos cursos e departamentos (com o Centro de Artes, o Programa-de Pós-Graduação em Memória Social e Patrimônio Cultural, o Curso de Museologia, o Departamento de História e Antropologia, entre outros). Dentre suas atividades semanais, desenvolve grupos de estudo que possibilitam o intercâmbio de experiências e fornecem suporte aos projetos em desenvolvimento por diversos pesquisadores. Além disso, apoia a diversos projetos e eventos, elaborando, entre outras coisas, material audiovisual para mostras e eventos, bem como a manutenção dos sites dos cursos de graduação e pós-graduação.
O LEPPAIS atua, ainda, na interface com outros núcleos (como o GEEUR e o NETA), outros centros e institutos (como o CEARTE), através do desenvolvimento de oficinas de desenho; o curso de Enfermagem, através do apoio ao documentário Ouvidores de Vozes, que também está gestando uma parceria com o Cinema; o PPGMP e Secretaria Municipal de Cultura de Pelotas, através do projeto de desenvolvimento do Centro Cultural da Estação Férrea , além do apoio a outros projetos do Bacharelado (Nós nosotros).
A contribuição do LEPPAIS na reconfiguração do site da ABA (Associação Brasileira de Antropologia) e a própria TvABA, através da qual foram veiculados eventos como a exposição de fotografias dos Mbyá Guarani, também merecem destaque.
A abrangência da atuação do referido laboratório - ao mescar atividades de ensino, pesquisa e extensão - indica sua relevância, sobretudo pela sua preponderância nas atividades de caráter extensionista. Ao promover a interação entre diferentes unidades e a elaboração de produtos acadêmicos junto a amplos segmentos da sociedade, o LEPPAIS possibilita diversas formas de devolução e contato com a sociedade. O que, também, reafirma sua extremamente relevância no processo de formação, sobretudo no contexto da curricularização das práticas de extensão.

Metodologia

Promoção de ações e atividades comunitárias visando à interlocução, às trocas e ao diálogo com a comunidade acadêmica; ­ Desenvolvimento, orientação e consultoria de pesquisas e produções individuais e coletivas de caráter antropológico e etnográfico, com ênfase nos aspectos teóricos e metodológicos relativos à imagem, à imagética, ao imaginário, à visualidade, à sonoridade, à representação, à semiótica, à performance e temáticas afins; ­ Incorporação de projetos acadêmicos que atendam a demandas comunitárias.

Indicadores, Metas e Resultados

O Laboratório atinge plenamente a articulação entre pesquisa, ensino e extensão, prática consolidada, de caráter permanente.
Diante disso prevê-se o desenvolvimento de grupos de estudo e a criação de novos projetos de pesquisa; a geração de novos projetos extensionistas; a produção de conhecimento; apropriação de créditos curriculares para estudantes; geração de novas pesquisas indicadores/insumos para análise de políticas públicas; atendimento direto de acordo com as necessidades apontadas pela comunidade atendida; atividade acadêmica complementar; ampliação da rede de antropologia visual brasileira, entre outros.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
AMANDA DIAS WINTER
ANDERSON DA SILVA PEREIRA NERIS
CASSIO GUIMARAES PEREIRA
CLAUDIA TURRA MAGNI8
CLOVIS RENATO HEINRICH DOS SANTOS
CLÁUDIA CARDOSO GOULARTE
DANIELE BORGES BEZERRA46
EVERTON DA CUNHA MACIEL
FLAVIA MARIA SILVA RIETH4
FLOR WIENKE TAVARES
GUILHERME RODRIGUES DE RODRIGUES
GUILHERMO ANDRÉ ADERALDO
HAMILTON OLIVEIRA BITTENCOURT JÚNIOR26
HELANO JADER CAVALCANTE RIBEIRO8
ITALO MARQUES DE CASTRO
KAMILA VALERON RUIZ
LISANDRO LUCAS DE LIMA MOURA
LORI ALTMANN4
MATEUS FERNANDES DA SILVA
TÂNIZE MACHADO GARCIA
VITORIA DE LIMA CARDOSO
VIVIAN HERZOG4
WEMILLY SOARES PEREIRA

Página gerada em 10/12/2019 14:30:32 (consulta levou 0.116598s)