Nome do Projeto
Material Didático Digital sobre Biodegradação da Madeira
Ênfase
Ensino
Data inicial - Data final
02/03/2020 - 17/12/2021
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Agrárias
Resumo
O presente trabalho tem por objetivo desenvolver materiais didáticos digitais, como vídeos, podcasts, entre outros materiais, sobre a temática de biodegradação da madeira.Para a produção dos vídeos serão utilizados os materiais da coleção de agentes xilófagos do Laboratório de Biodegradação da Madeira (LBM) do CEng da UFPel. Serão considerados indivíduos, peças de madeira atacadas e resíduos gerados por esses agentes na degradação da madeira. Os podcasts serão gravados a partir de depoimentos e entrevistas de professores e/ou profissionais que atuam na área da biodegradação da madeira. Além desses materiais será elaborado um site para disponibilizar os materiais de forma acessível aos acadêmicos. Também será realizado um levantamento sobre plataformas online possíveis de serem utilizadas no processo ensino-aprendizagem na área de biodegradação da madeira. A partir dessas proposições espera-se contribuir para o melhor entendimento dos acadêmicos sobre a biodegradação da madeira, visando estimulá-los sobre o tema e qualificar o processo ensino-aprendizagem.

Objetivo Geral

O presente trabalho tem por objetivo desenvolver materiais didáticos digitais, como vídeos, podcasts, entre outros materiais sobre a temática de biodegradação da madeira.

Justificativa

O conteúdo de biodegradação da madeira é abordado na disciplina de biodegradação e preservação da madeira do Curso de Engenharia Industrial Madeireira da UFPel e em outras disciplinas do curso e de outros cursos que tratam da temática madeira.
Conforme Alves e Mendes (2002) a biodegradação da madeira é causada por organismos xilófagos compreendidos basicamente por: bactérias, fungos, insetos, moluscos e crustáceos. Os fungos e os insetos formam os grupos mais importantes, responsáveis por perdas significativas nos vários tipos de produtos de madeira.
O processo de ensino-aprendizagem no ensino superior, principalmente, a partir dos adventos tecnológicos, passa por o um período de intensa transformação. Os atuais acadêmicos tem anseios e demandas muito distintas dos acadêmicos da década passada, quiçá do século passado, conseqüentemente, as relações de ensino-aprendizagem tem que se adequar a esse novo contexto.
Intensifica-se a utilização de materiais e ferramentas digitais em sala de aula, buscando aproximar os conteúdos acadêmicos aos interesses desse novo perfil de alunos.
Neste sentido, Marcelino e Marcelino (2018) destacam que em uma educação formal (tradicional) o objetivo era a transmissão do conhecimento pelo professor de uma forma arqueada sobre um modelo vivenciado por anos, exigindo apresentação das aulas presencialmente e requerendo que o aluno memoriza-se e estuda-se sobre tais assuntos, hora apresentados formalmente, e depois cobrados em uma avaliação. Hoje, com o avanço principalmente do modo de pensar na educação, a tecnologia ocupa lugar de destaque e o centro das atenções passa a ser o aluno, o qual busca o conhecimento dentro de uma universidade preparada para oferecer de forma atual, online ou presencial, mas respeitando a individualidade e perspectiva do aluno.
Santos et al. (2016) salientam que com o uso de novas tecnologias de comunicação, pudemos dinamizar as aulas. A produção de audiovisual, bem como de outros recursos tecnológicos, no meio acadêmico tem sido cada vez mais inserida e utilizada pelos docentes, a fim de facilitar a aprendizagem dos alunos.
Nesta forma, o presente projeto busca desenvolver materiais didáticos digitais que possam contribuir no processo de ensino-aprendizagem de disciplinas que abordem a temática sobre biodegradação da madeira.
Cabe ressaltar que iniciativas desta natureza, tem como propósito ser um instrumento para implementar o processo de ensino-aprendizagem, mas de forma alguma, suprimindo as demais práticas pedagógicas já estabelecidas e utilizadas. BEHAR et al., (2009), destacam que o uso das tecnologias digitais não podem de forma alguma substituir o professor, sendo apenas uma ferramenta dele, por mais importante que sejam esses recursos.

Metodologia

Para o desenvolvimento dos vídeos será utilizado um smartfone, Motorola Moto E4, com resolução de filmagem de 1280 x 720 pixel. Após a filmagem os vídeos serão enviados a um computador e editados pelo programa livre LightWorks.
Na edição dos vídeos serão realizadas edições de imagem, inserção de textos, fotos, áudios e realização de demais ajustes para a qualificação destes materiais.
Serão utilizados materiais da Coleção de Agentes Xilófagos do Laboratório de Biodegradação (LBM) do Centro de Engenharias (CEng) da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), sendo utilizados, exemplares de fungos e insetos, peças de madeiras atacadas e resíduos gerados pela ação desses agentes xilófagos na madeira. As fotos utilizadas nos vídeos também serão realizadas com o mesmo smartfone.
Os podcasts são gravados com smartfone e serão utilizados depoimentos e entrevistas de professores e/ou profissionais que atuam na área da biodegradação da madeira.
Será construído a partir do ambiente Wordpress da UFPel um site onde serão disponibilizados os materiais digitais produzidos no projeto.
Será realizado um levantamento na rede mundial de computadores (internet) sobre plataformas online disponíveis na área educacional, sendo estudadas as possibilidades de utilização no ensino-aprendizagem relacionado a biodegradação da madeira.

Indicadores, Metas e Resultados

A meta do projeto é produzir materiais didáticos digitais e disponibilizá-los de forma acessível aos acadêmicos interessados na área de biodegradação da madeira.
Com isto, espera-se que esses materiais didáticos digitais contribuam na promoção de um melhor entendimento da área biodegradação da madeira, sendo ferramentas que tornem o assunto mais atrativo aos acadêmicos. Que desta forma, qualifique a abordagem sobre biodegradação da madeira e torne o processo ensino-aprendizagem mais ampliado e construtivo.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
CINTIA BOLDT SOUZA2
FELIPE DOS SANTOS CARDOSO
GABRIEL ANTUNEZ BRAZ
LEONARDO DA SILVA OLIVEIRA6
MARCOS THEODORO MULLER4
MERIELEN DE CARVALHO LOPES4
ROBERTO SOARES MACHADO

Página gerada em 28/11/2021 14:28:54 (consulta levou 0.116545s)