Nome do Projeto
Laboratório Regional de Diagnóstico
Ênfase
Extensão
Data inicial - Data final
05/05/2020 - 28/02/2024
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Agrárias
Eixo Temático (Principal - Afim)
Tecnologia e Produção / Saúde
Linha de Extensão
Desenvolvimento Rural e Questão Agrária
Resumo
O projeto visa identificar as principais enfermidades dos animais domésticos e silvestres que ocorrem na região de influência da Universidade Federal de Pelotas, estabelecendo a etiologia e epidemiologia das enfermidades pouco conhecidas ou não bem estudadas, a epidemiologia e a importância econômica das enfermidades conhecidas ou subclínicas e estabelecer a etiologia de enfermidades não diagnosticadas anteriormente na região.

Objetivo Geral

O presente projeto objetiva por meio do funcionamento do Laboratório Regional de Diagnóstico da Faculdade de Veterinária levar o conhecimento acadêmico à zona rural que faz parte da área de abrangência da Universidade Federal de Pelotas promovendo o seu desenvolvimento a partir do conhecimento dos fatores limitantes da produção especialmente no que diz respeito a saúde animal. Por meio dos serviços prestados objetiva-se, também, treinar estudantes de graduação e pós-graduação colocando-os em contato com a realidade da região e criar linhas de pesquisa direcionadas aos reais problemas da comunidade rural da região, além de realizar estudos retrospectivos e prospectivos das enfermidades que ocorrem em animais domésticos na área de influência da UFPel.

Justificativa

O conhecimento dos fatores limitantes da produção animal é de fundamental importância para o funcionamento dos programas de saúde animal e, consequentemente para o desenvolvimento da pecuária no âmbito regional. Os laboratórios regionais de diagnóstico são estabelecimentos dedicados ao estudo das doenças dos animais desde o ponto de vista epidemiológico, das causas determinantes das mesmas e seu controle. Isto se realiza mediante o exame dos animais vivos, cadáveres completos ou parte dos mesmos, usando técnicas especiais com objetivo de identificar organismos causantes de doenças ou substâncias responsáveis ou produzidas no desenvolvimento das mesmas.

Metodologia

A área a ser estudada está formada pelos municípios de Arroio Grande, Bagé, Capão do Leão, Turuçu, Herval, Jaguarão, Canguçu, Pedro Osório, Cerrito, Morro Redondo, Pelotas, Pinheiro Machado, Piratini, Rio Grande, Hulha negra, Candiota, Santa Vitória do Palmar, São Lourenço do Sul e Cristal. A população animal da área é de aproximadamente 1.928.000 bovinos, 220.000 eqüinos, 4.437.000 ovinos, 7.633.000 aves, existindo também, suínos, coelhos e bubalinos em menor número. Insere-se no estudo também o diagnóstico em animais de companhia que vivem no meio urbano (cães, gatos e outras espécies). Os participantes do projeto desenvolverão as atividades em sistema de plantões semanais junto com os alunos de graduação (nos horários disponíveis) e de pós-graduação, recebendo os materiais e/ou cadáveres de animais que serão distribuídos para os diferentes laboratório, conforme a necessidade do caso. Os dados serão armazenados em um sistema de computação elaborado para esse serviço.

Indicadores, Metas e Resultados

a. determinar a ocorrência, epidemiologia e a importância econômica das doenças dos animais na área de influência da UFPel;
b. colaborar com os veterinários atuantes na área com relação ao diagnóstico e controle das doenças da coletividade animal;
c. proporcionar informação aos pesquisadores que permitam determinar prioridade e criar novas linhas de pesquisa;
d. realizar vigilância epidemiológica e informar as autoridades sanitárias sobre os problemas de saúde pública e zoonoses quando necessário;
e. treinar veterinários e estudantes de graduação e pós-graduação na realização e/ou interpretação de técnicas de diagnóstico e no conhecimento das doenças dos animais na área de influência.
f. divulgar as principais enfermidades que ocorrem em animais domésticos na região sul do Rio Grande do Sul, aos profissionais que atuam na região e também a produtores rurais e acadêmicos por meio do Boletim do LRD publicado anualmente.
g. divulgar o conhecimento sobre as diversas enfermidades diagnosticadas na região sul do RS em periódicos científicos quando isso for julgado procedente.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ANA LUCIA PEREIRA SCHILD34
BIANCA LUDTKE PAIM
DAIANE DA MOTTA XAVIER20
DANIELA ISABEL BRAYER PEREIRA4
ELISA ROCHA DA SILVA
ELIZA SIMONE VIEGAS SALLIS10
FABIANO DA ROSA VENANCIO
FABIO PEREIRA MACHADO20
GILBERTO D'ÁVILA VARGAS2
HAIDE VALESKA SCHEID
HAIDE VALESKA SCHEID
JERONIMO LOPES RUAS50
JOSIANE BONEL8
JÉSSICA LINE FARIAS DE LIMA
LEONARDO SCHULER FACCINI
LUCAS DOS SANTOS MARQUES
LUCIA DIAS MENDES20
LUIZA SOARES RIBEIRO
LUÍSA MARIANO CERQUEIRA DA SILVA
MARGARIDA BUSS RAFFI16
MAURO PEREIRA SOARES60
RENATA COSTA SCHRAMM8
ROSIMERI ZAMBONI
SARA PATRON DA MOTTA
SILVIA REGINA LEAL LADEIRA64
TAINA DOS SANTOS ALBERTI
TAINA DOS SANTOS ALBERTI

Recursos Arrecadados

FonteValorAdministrador
Prestação de serviçosR$ 100.000,00Fundação Delfim Mendes da Silveira

Plano de Aplicação de Despesas

DescriçãoValor
Manutenção de máquinas e equipamentosR$ 10.000,00
Confecção de cartaz para divulgaçãoR$ 12.728,00
Despesa administrativa da fundação de apoioR$ 16.272,00
Material de laboratórioR$ 53.000,00
Equipamentos e material permanente (móveis, máquinas, livros, aparelhos etc.)R$ 8.000,00

Página gerada em 23/09/2020 00:37:33 (consulta levou 0.170936s)