Nome do Projeto
As práticas pedagógicas utilizadas no Curso de Graduação em Enfermagem: formação permanente dos atores envolvidos
Ênfase
Ensino
Data inicial - Data final
01/08/2020 - 01/08/2021
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências da Saúde
Resumo
O Curso de Enfermagem da UFPel, a partir das DCN/ENF, Resolução n°03 novembro de 2001 foi provocado a romper com paradigmas, não só relacionados aos modos de ensinar, mas, também, na direção de uma formação com pertinência social, de forma articulada ao mundo do trabalho, demonstrando seu compromisso com a formação do enfermeiro generalista, crítico, reflexivo, comprometido com a viabilização e a consolidação do Sistema Único de Saúde –SUS ( BRASIL, 2001). A organização do currículo, a partir das DCN/ENF, foi idealizada para dar conta das propostas de mudanças, tanto no que diz respeito às concepções de currículo, como de práticas pedagógicas, desde as que envolvem estratégias de processo ensino bem como as de avaliação da aprendizagem. As concepções de currículo e de ensino bem como a organização dos conhecimentos são pautadas em uma indicação de um currículo integrado, mediante os conteúdos teóricos e práticos, competências e habilidades. Nesse currículo, o professor atua como um facilitador, um mediador da aprendizagem do aluno; realiza trabalhos partilhados, fruto de uma pedagogia e avaliações comuns, características essas bem diferentes do currículo anterior em que o professor era considerado o principal detentor de saberes, cabendo-lhe um papel fundamental no processo do currículo de transmissão. Esse currículo exigiu que novas práticas pedagógicas fossem adotadas, visualizando-se, através delas, a interdisciplinaridade, e consequentemente a redução de fronteiras entre as disciplinas. Assim o desenvolvimento da aprendizagem do aluno apoia-se em metodologias ativas e em práticas pedagógicas, como caso de papel, simulação, e práticas que ocorre em cenários reais de formação, síntese de campo e seminário, independente do semestre em que o aluno se encontre. Educadores como Beane e Bernstein, enfatizam que a operacionalização de um currículo integrado ou mesmo tendente a integração é um processo difícil, pois exige uma aproximação contínua dos atores que o fazem (BEANE,2003; BERNSTEIN, 2003).

Objetivo Geral

Proporcionar, aos atores da ação educativa, elementos que possibilitem uma reconfiguração dos históricos papéis atribuídos aos professores e aos alunos no processo de pedagogização previsto no Projeto Pedagógico do Curso de Enfermagem - UFPel.

Justificativa

Considera-se que esses conceitos, presentes no Projeto Pedagógico do Curso de Enfermagem da UFPel, necessariamente requereram apreciações e debates contínuos por parte da comunidade do curso, no sentido de operacionalizar e ressignificar o currículo, isto porque, anterior a reformulação, apresentava-se na forma de disciplinas isoladas, com fronteiras bem delimitadas e pouca comunicação entre elas, o que não favorecia encontros que proporcionassem a reflexão e críticas do processo de pedagogização.
Mediante as considerações tecidas, justifica-se a importância desse projeto entendendo-se que para a operacionalização desse currículo é necessário que os atores que o operam, sendo estes os docentes, os técnicos em assuntos educacionais enfermeiras (os), os técnicos de enfermagem que atuam nos laboratórios de procedimentos, considerados facilitadores no processo ensino-aprendizagem, bem como os discentes envolvidos nele, sejam protagonistas das ações praticadas e se percebam em formação pedagógica contínua.
Outra justificativa para este projeto de ensino, pauta-se no número elevado de docentes que ingressaram no curso após a implementação do projeto pedagógico, evidenciando-se assim necessidade de capacitações para operar o currículo.
Este projeto justifica-se também diante da realidade que estamos vivenciando e o desafio de manter a proposta do currículo mesmo com uma proposta de calendário alternativo pautado no ensino a distância.

Metodologia

Serão realizados encontros mensais, neste momento de forma online através das diversas ferramentas disponíveis, com duração de 1 hora e/ou sempre que houver outras demandas levantadas pelo Colegiado e pelo NDE, por meio de metodologias ativas, tais como palestras, oficinas, cafés pedagógicos (quando for possível), seminários, rodas de conversa. Será enfatizado temas como processos avaliativos e metodologias problematizadoras e interdisciplinares, considerando o contexto concreto das práticas de enfermagem.

Indicadores, Metas e Resultados

Espera-se que com o processo de formação contínuada, prevista neste projeto, os atores envolvidos no currículo do Curso de Enfermagem da UFPel possam operacionaliza-lo no sentido da integração das atividades teóricas e práticas, além da perspectiva de construção de um conhecimento mais global que rompa com as fortes fronteiras das disciplinas, numa perspectiva interdisciplinar, sem diminuição da importância das áreas específicas do conhecimento, pois compreende-se que uma atitude interdisciplinar eficaz sustenta-se do aprofundamento nas várias áreas específicas do saber articuladas entre si, de formas mais diversificadas possíveis, conforme previsto no Projeto Pedagógico do Curso de Enfermagem.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
AFRA SUELENE DE SOUSA4
ALITEIA SANTIAGO DILELIO2
ARIADNE DE SOUZA CUIMBRA
BEATRIZ FRANCHINI2
BRENDA LOPES DA SILVA
BRUNA DA SILVA ANDRETT
CARLA LUCIANE DOS SANTOS BORGES
CAROLINE VASCONCELLOS LOPES
DANIELA CORREA PEREIRA2
DIANA CECAGNO2
GABRIELA LOBATO DE SOUZA2
LENICE DE CASTRO MUNIZ DE QUADROS4
MATHEUS TASSO MADRUGA
ODETE TERESINHA PONCIANO DE ALMEIDA2
RENATA CUNHA DA SILVA2
RENATA GONCALVES DE OLIVEIRA
RITA LILIANA BANDEIRA ALVES2
SILVIA KNORR UNGARETTI FERNANDES
VITORIA SCHMIELE

Página gerada em 12/08/2020 20:19:01 (consulta levou 0.160495s)