Nome do Projeto
Avaliação de probióticos para melhorar variáveis fisiológicas, sanitárias, microbiológicas e de desempenho em frangos de corte criados em diferentes substratos de cama
Ênfase
Pesquisa
Data inicial - Data final
01/08/2020 - 31/12/2021
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Agrárias
Resumo
Serão utilizados 270 frangos com 1 dia de idade que serão distribuídos aleatoriamente a 45 boxes experimentais em esquema fatorial 3x3 (3 níveis de probióticos e 3 níveis de substrato de cama) totalizando os seguintes tratamentos: T1) Controle – sem probiótico e cama de maravalha T2) sem probiótico e cama de casca de arroz; T3) Sem probiótico e mistura de maravalha e casca de arroz. : T4) Saccharomyces boulardii (1 x 108 UFC/g) e cama de maravalha; T5) Saccharomyces boulardii (1 x 108 UFC/g) e cama de casca de arroz; T6 Saccharomyces boulardii (1 x 108 UFC/g) e mistura de maravalha e casca de arroz; : T7) Saccharomyces cerevisiae e cama de maravalha T8) Saccharomyces cerevisiae e cama de casca de arroz; T9) Saccharomyces cerevisiae e mistura de maravalha e casca de arroz As variáveis respostas avaliadas neste projeto serão: produção de anticorpos, desempenho zootécnico e características de carcaça, peso dos órgãos, morfologia da mucosa intestinal, população bacteriana cecal, níveis de proteínas plasmáticas, microbiologia, análise físico química e microbiológica da cama aviária e incidência de lesões do tipo dermatites.

Objetivo Geral

Avaliar a atividade probiótica da Saccharomyces boulardii e do Saccharomyces cerevesiae em frangos de corte. Com estes dados pretende-se avançar no tratamento sustentável dos animais, diminuindo desta forma a necessidade de utilização de produtos de origem de síntese química.
Avaliar os efeitos dos tipos de substratos sobre variáveis fisiológicas, sanitárias, microbiológicas e de desempenho em frangos de corte diminuindo desta forma os custos de produção.
Avaliar se existe interação entre a suplementação com probióticos e o tipo de substrato de cama sobre as variáveis fisiológicas, sanitárias, microbiológicas e de desempenho em frangos de corte.

Justificativa

Poucos trabalhos relatam estudos da influência de probióticos não pertencentes às bactérias ácido-lácticas na imunidade. Pesquisas vêm sendo realizadas buscando estudar o efeito modulador de probióticos na resposta imune vacinal de animais suplementados. Dessa forma, torna-se necessário avaliar o mecanismo de ação desenvolvido pela Saccharomyces boulardii e Saccharomyces cerevisiae através da avaliação da produção de anticorpos e resposta celular envolvidas nesse processo. Por outro lado, os materiais mais utilizados como cama em aviários de frangos de corte, na região sul do Brasil, são maravalha de pinus, casca de arroz e serragem. No caso da maravalha a recomendação é de que a madeira seja cortada entre 6 e 12 meses antes de ser picada ou triturada para que seque apropriadamente e tenha no máximo 30% de umidade (HCCMPW, 2008). No entanto, esse material está se tornando escasso em todo o mundo, principalmente devido ao crescimento da indústria avícola e à crescente demanda deste material para outros usos. Assim, existe a necessidade de procurar continuamente materiais alternativos para substituição da maravalha como por exemplo, a casca de arroz e a mistura de maravalha com casca de arroz. E a seleção deste material mais apropriado deve ser baseada em resultados da literatura e experimentação científica .

Metodologia

Serão utilizados 270 frangos com 1 dia de idade que serão distribuídos aleatoriamente a 45 boxes experimentais em esquema fatorial 3x3 (3 níveis de probióticos e 3 níveis de substrato de cama) totalizando os seguintes tratamentos: T1) Controle – sem probiótico e cama de maravalha T2) sem probiótico e cama de casca de arroz; T3) Sem probiótico e mistura de maravalha e casca de arroz. : T4) Saccharomyces boulardii (1 x 108 UFC/g) e cama de maravalha; T5) Saccharomyces boulardii (1 x 108 UFC/g) e cama de casca de arroz; T6 Saccharomyces boulardii (1 x 108 UFC/g) e mistura de maravalha e casca de arroz; : T7) Saccharomyces cerevisiae e cama de maravalha T8) Saccharomyces cerevisiae e cama de casca de arroz; T9) Saccharomyces cerevisiae e mistura de maravalha e casca de arroz
As variáveis respostas avaliadas neste projeto serão: produção de anticorpos, desempenho zootécnico e características de carcaça, peso dos órgãos, morfologia da mucosa intestinal, população bacteriana cecal, níveis de proteínas plasmáticas, microbiologia, análise físico química e microbiológica da cama aviária e incidência de lesões do tipo dermatites.

Indicadores, Metas e Resultados

Com este a execução deste projeto teremos uma tese e uma dissertação no Programa de Pós-Graduação em Zootecnia. Ao final do projeto espera-se que sejam publicados ao menos três artigos científicos em revistas Qualis A1.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ALINE ARASSIANA PICCINI ROLL
BRENNA KELEN MELLO DE FREITAS
CAMILA VON MÜHLEN
DICIANE ZENI GIEHL
EDUARDO GONCALVES XAVIER1
FABIO PEREIRA LEIVAS LEITE1
RENATA CEDRÊS DIAS
VICTOR FERNANDO BUTTOW ROLL8

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
FAPERGS / Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado Rio Grande do SulR$ 18.200,00Coordenador

Plano de Aplicação de Despesas

DescriçãoValor
Material de laboratórioR$ 18.200,00

Página gerada em 26/01/2021 19:23:00 (consulta levou 0.100780s)