Nome do Projeto
Caracterização hidrológica de Bacias Hidrográficas no RS: impactos do manejo, do uso da água e do solo na drenagem superficial em áreas rurais e urbanizadas.
Ênfase
Pesquisa
Data inicial - Data final
28/07/2016 - 31/07/2017
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Engenharias
Resumo
As Bacias Hidrográficas são contornadas por divisores de águas, no qual as precipitações que caem no seu interior, parte são infiltradas e após atingir a capacidade de infiltração da água no solo inicia o processor de escoamento superficial. O escoamento é direcionado para a rede de drenagem, na qual a água da chuva, mais partículas de sedimento em suspensão e arraste são transportadas em quantidade e intensidade proporcional a energia de escoamento. As características morfológicas de uma bacia hidrográfica repercutem em todo o fluxo superficial de água, sendo esta utilizada como unidade geomorfológica fundamental para estudos e diagnósticos. Assim, torna-se necessário a utilização da Bacia Hidrográfica como unidade territorial para o desenvolvimento de atividades ligadas ao planejamento e gestão de recursos hídricos. O comportamento hidrológico de uma bacia é variável de uma para outra, sendo função das características morfológicas como: área, forma, topografia, geologia, solos e cobertura vegetal. Assim, estas características afetam, em uma bacia hidrográfica, diretamente a infiltração, produção de escoamento, evapotranspiração, armazenamento de água no solo, entre outros. Além de que qualquer interação destes componentes ou ações antrópicas são perceptíveis na seção de controle da bacia. Em bacias hidrográficas urbanas são muito mais pronunciáveis os efeitos das ações antrópicas no comportamento hidrológico, tendo como principal problema e geração de enchentes, causando grandes impactos em áreas urbanas, prejudicando as condições de vida da população e provocando prejuízos econômicos (PERES FILHO et al., 2006). De um modo geral, o processo de urbanização de áreas que antes se apresentava em um estado de uso e ocupação do solo praticamente inalterado, passa pela construção de medidas estruturais tais como, pavimentação de vias públicas, construção de rede de drenagem, canalização e retificação de cursos d’água. No entanto tais medidas podem intensificar os problemas de inundações. Certamente isto se agrava quando não é realizado um planejamento adequado na ocupação da bacia hidrográfica, sendo que a população mais carente tende a habitar áreas de risco de inundação. Assim, se faz necessários estudos hidrológicos, para compor um diagnóstico do manejo da bacia e das medidas mitigadoras tanto estruturais como não estruturais a serem adotadas, possibilitando uma melhoria de vida para a população.

Objetivo Geral

OBJETIVO GERAL

O diagnóstico técnico, com vistas ao adequado manejo de duas sub-bacias urbanas inseridas na Bacia Hidrográfica do Arroio Teodósio (Padre Doutor), no Município de Capão do Leão-RS.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS

1. Estudos hidrológicos e hidrométricos para apurar a necessidade de realização de obras destinadas ao esgotamento de água de chuva sob área urbanizada do município do Capão do Leão, em sub-bacia hidrográfica do Arroio Teodósio (Padre Doutor) com a finalidade de minimizar os efeitos de chuvas intensas, assim como as relações destas com a via férrea operada pela América Latina Logística (ALL) e o estado atual de urbanização;
2. Estudos Hidrológicos, hidrométricos, topográficos e hidráulicos de canal de drenagem construído para drenagem de área recentemente urbanizada no Loteamento Estrela em sub-bacia do Arroio Teodósio (Padre Doutor) no município do Capão do Leão, observando a forma, estruturas e aspectos construtivos;
3. Estudos Hidrológicos, hidrométricos, topográficos e hidráulicos de bacia hidrográfica rural sob uso intensivo de pecuária, da zona sul, observando a fisiografia, estruturas de drenagem para diagnóstico e indicação de manejo;
4. Diagnosticar situações de uso e manejo dessas sub-bacias para remediar os efeitos de chuvas e seus excessos;
5. Apontar um plano de ações que visem soluções adequadas sob um manejo sustentável.

Justificativa

O presente projeto justifica-se para que as atividades de pesquisa à campo estejam associadas as atividades de ensino, integrando permanentemente os alunos do curso de Engenharia Hídrica, em especial ao núcleo de Hidrometria e Manejo de Bacias Hidrográficas, nas relações com a comunidade do entorno da UFPel.
O município do Capão do Leão encontra-se na metade sul do RS e faz limite com o município de Pelotas, inserido na Bacia Hidrográfica Mirim-São Gonçalo. A sub-bacia do Arroio Teodósio (Padre Doutor) está contida nos limites desse município e possui áreas rurais e urbanizadas. Muitas delas com urbanização recente e com demandas de manejo que devem estabelecer um plano que se sustente no tempo. Os problemas enfrentados pelo município são bastante grandes na condução de estratégias de manejo do uso do solo e na condução da água de drenagem, considerando os problemas advindos da crescente urbanização e uso inadequado do solo. Na zona central (área de estudo a), em uma área de aproximadamente 0,48 km2 a montante da via férrea operada pela ALL, os curso naturais de água foram canalizados e a impermeabilização do solo, por conta da urbanização aumentada significativamente tem causado problemas frequentes de alagamentos pela incapacidade das estruturas existentes em atender chuvas com intensidades elevadas. No Loteamento Estrela (área de estudo b), Bairro Jardim América no Município do Capão do Leão, foi construído um canal para drenagem das águas superficiais provindas da rede de drenagem pluvial. Sua localização está em Latitude 31°45'35.80"S e Longitude 52°26'18.90"O, situado as margens da BR 116, com comprimento de 2.220m em terra que, somados aos 670m de canal em alvenaria de pedra, totalizam 2.890 metros. Os 670 metros citados, foram construídos em alvenaria, as paredes laterais construída com pedras de granito, dimensões 25 x 25 x25 cm, dispostas longitudinalmente, até uma altura de 1,50 m e sua estrutura amarrada com vigas de concreto armado dispostas na face inferior e superior das paredes, e transversalmente a cada 5 m, ligando as duas laterais numa estrutura única. No fundo foram dispostas pedras amarroadas por toda a superfície. No entanto, mesmo com o canal de drenagem a população tem sofrido com os constantes alagamentos, decorrida da ineficiência deste.
Em bacia hidrográficas rurais sob uso intenso de animai, verifica-se a necessidade de observar a drenagem natural, a capacidade de suporte ao pisoteio e as condições de trafego para apontar estratégias de manejo sustentáveis
Portanto, estratégias que aponte para um manejo sustentável, indicando as alternativas de uso e conduções da água devem ser perseguidas. O sistemas de macro drenagem urbana deverá atender as demandas da expansão econômica e urbana mas não podem prescindir da técnica e da necessidade de manter o ambiente sustentável.

Metodologia

Serão realizadas visitas técnicas observacionais, amostragens de material in loco, tanto de solo como de água e dos ambientes. Específicamente serão realizados: 1. caracterização do solo; 2. diagnóstico da caracterização do solo; 3. mapeamento aéreo e topográfico das áreas de estudo; 4. aquisição de dados hidrológicos; 5. análises dos efeitos da urbanização no incremento dos deflúvios.

Indicadores e Metas

1. Diagnóstico hidrológico da sub-bacia hidrográfica do Arroio Teodósio (Padre Doutor);
2. Confecção de mapas de uso e manejo;
3. Alternativas técnicas, sustentáveis, para o manejo da água de drenagem da área urbana próxima a via férrea da ALL e;
4. Alternativas técnicas, sustentáveis, para o manejo do canal de drenagem construído em área urbanizada recentemente, Loteamento Estrela.
5. Diagnóstico de área rural, sob uso intenso de bovinos, apontando condições e capacidades de trafego intenso sob pisoteio animal e implicações na rede de drenagem e recursos hídricos locais.

Resultados Esperados

Relatórorios e Diagnósticos com base nas observações e análises dos ambientes de estudo para apontar aos gestores públicos locais, situações e estratégias para o manejo adeuquado das bacias hidrográficas, urbana e rural, condizentes com as questões de solo e clima presentes, impactados pelos usos decorrentes da urbanização e pecuária intensiva, respectivamente

Indicadores, Metas e Resultados

1. Diagnóstico hidrológico da sub-bacia hidrográfica do Arroio Teodósio (Padre Doutor);
2. Confecção de mapas de uso e manejo;
3. Alternativas técnicas, sustentáveis, para o manejo da água de drenagem da área urbana próxima a via férrea da ALL e;
4. Alternativas técnicas, sustentáveis, para o manejo do canal de drenagem construído em área urbanizada recentemente, Loteamento Estrela.
5. Diagnóstico de área rural, sob uso intenso de bovinos, apontando condições e capacidades de trafego intenso sob pisoteio animal e implicações na rede de drenagem e recursos hídricos locais.
Relatórorios e Diagnósticos com base nas observações e análises dos ambientes de estudo para apontar aos gestores públicos locais, situações e estratégias para o manejo adeuquado das bacias hidrográficas, urbana e rural, condizentes com as questões de solo e clima presentes, impactados pelos usos decorrentes da urbanização e pecuária intensiva, respectivamente

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
FELIPE RODRIGUES PRESTES
GEORGE MARINO SOARES GONÇALVES
GILBERTO LOGUERCIO COLLARES3
GRACIANE VIVAN POMATTI
GUILHERME KRUGER BARTELS
HENRIQUE LEIVAS TEIXEIRA
LUCIANA SHIGIHARA LIMA
MATHEUS CASSALHO
MICHAELA BÁRBARA NETO
RAFAELE GENRO BILHALBA
REGINALDO GALSKI BONCZYNSKI2
ROBERTA MACHADO KARSBURG
VIVIANE SANTOS SILVA TERRA1

Recursos Arrecadados

FonteValorAdministrador
Prefeitura Municipal do Capão do LeãoR$ 2.936,64Fundação Delfim Mendes da Silveira
MinervaFoods S.A.R$ 7.056,39Fundação Delfim Mendes da Silveira

Plano de Aplicação de Despesas

DescriçãoValor
BolsasR$ 9.287,39
Despesa administrativa da fundação de apoioR$ 705,64

Página gerada em 27/06/2022 17:59:57 (consulta levou 0.085598s)