Nome do Projeto
Fenologia, visitantes florais e germinação de Erythrina crista-galli L. (Fabaceae) na região Sul do Rio Grande do Sul
Ênfase
Pesquisa
Data inicial - Data final
01/07/2020 - 30/06/2022
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Biológicas
Resumo
Erythrina crista-galli L. (Fabaceae) popularmente conhecida como corticeira-do-banhado, é uma espécie arbórea, caducifólia, apresenta caule rugoso, galhos retorcidos, flores com coloração vermelha, frutos secos e deiscentes. Espécie típica de terrenos brejosos e muito úmidos, frequente nas formações de florestas ciliares, tem grande potencial ornamental, usada na arborização de parques e jardins, além de reconhecida importância na recomposição de ambientes degradados, em especial por pertencer ao grupo das pioneiras. Sua distribuição ocorre do Nordeste ao Sul do Brasil, além do Uruguai, Argentina, Paraguai e Bolívia. A corticeira-do-banhado tem importantes interações ecológicas, suas flores possuem características ornitófilas e são visitadas tanto por aves quanto por insetos, além disso, existe grande variedade de plantas epifíticas associadas, constituindo-se elemento de destacado valor ecológico nos sistemas naturais onde ocorre. Esta espécie apresenta baixo potencial germinativo por apresentar dormência tegumentar e também, sofre danos significativos causados por insetos nas suas sementes, produz anualmente boa quantidade de sementes, mas devido a predação, diminui seu potencial de regeneração natural. Dentro deste contexto pretende-se elucidar aspectos fenológicos, visitantes florais e germinativos de Erythrina crista-galli no sul do Rio Grande do Sul em locais com diferentes impactos de antropização. O estudo será desenvolvidos em três áreas, sendo duas na cidade de Pelotas (região central e região próximo a rodovia) e outra área no município do Capão do Leão (região mais preservada). Os dados fenológicos serão coletados quinzenalmente, ao longo de um ano (setembro/2020 a agosto/2021). Observação de visitantes florais será realizada durante a fenofase de floração. Testes de emergência serão feitos a partir das sementes coletadas das matrizes selecionadas no presente estudo.

Objetivo Geral

O presente projeto tem como objetivo geral descrever aspectos ecológicos de Erythrina crista-galli em três locais com diferentes impactos de antropização, no sul do Rio Grande do Sul. Dentro deste contexto pretende-se:
- descrever o comportamento fenológico vegetativo e reprodutivo;
- verificar a relação de quantidade de flores e quantidade de frutos formados;
- descrever a guilda de visitantes florais;
- avaliar a germinação das sementes a partir diferentes testes de emergência: escarificação mecânica, imersão em água quente e imersão em água em temperatura ambiente;
- verificar se há influência do local (impacto de antropização) sobre os aspectos ecológicos analisados.

Justificativa

Apesar de Erythrina crista-galli ser considerada uma espécie conhecida e vários trabalhos já terem sido desenvolvidos por outros autores, estudos envolvendo fenologia, visitantes florais e germinação ainda tem muito a responder, muitas vezes o detalhamento das diferentes fenofases é necessário por permitir a avaliação da disponibilidade de recursos para polinizadores e dispersores, prever o período de reprodução do espécime, sendo essencial no conhecimento ecológico sobre as interações, na conservação dos recursos genéticos e nas ações à conservação e uso sustentável da espécie. Conhecer as características ecológicas de espécies da flora brasileira se faz necessária, pois a crescente procura de sementes e mudas de espécies arbóreas nativas, principalmente na Região Centro-Sul do Brasil, deve-se ao seu uso cada vez mais intenso em programas de recuperação ambiental e de conservação de recursos hídricos. Estudos com espécies nativas vem aumentando, isto se dá especialmente pela megadiversidade que o Brasil apresenta, mas vale ressaltar a carência de informações sobre os aspectos silviculturais das espécies nativas. No presente estudo pretende-se também, avaliar se ambientes em diferentes processos de antropização influenciam sobre aspectos fenológicos, guilda de visitantes florais, produção de frutos e germinação das sementes. A fragmentação de hábitats pode ter como consequência indireta a diminuição da qualidade fisiológica das espécies, uma vez que as razões diretas podem estar associadas ao fato de que pequenos fragmentos simplesmente não suportarem populações significativas de polinizadores ou a mudança na composição das espécies polinizadoras, afetando ainda a quantidade de pólen depositado nos estigmas das flores, a redução da frutificação e de produção de sementes.

Metodologia

Área de estudo
As áreas de estudo estão localizadas no Bioma Pampa no sul do Rio Grande do Sul, na região geomorfológica da Planície Costeira e na fisionomia vegetal Formações Pioneiras (IBGE 1986, 2007).
Área 1 (bairro central): situa-se no município de Pelotas, na Avenida Juscelino Kubitschek de Oliveira, bairro São Gonçalo. Esta região apresenta terras inconsoladas a parcialmente consolidadas chamadas de planícies flúvio-acustres, as quais desenvolvem formações vegetais pioneiras como áreas inundáveis e banhados.
Área 2 (próxima à rodovia) localiza-se no município Pelotas, na Avenida Três de Maio, próximo a BR-392, bairro Fragata. Área com fluxo intenso de veículos devido à proximidade da BR-116.
Área 3 (menor antropização) encontra-se no município do Capão do Leão, RS, arredores do Horto Botânico Irmão Teodoro Luís, no campus da Universidade Federal de Pelotas.
Levantamento fenológico
Fenologia, segundo Lieth (1974), é o estudo da ocorrência de eventos biológicos repetitivos, das causas de sua ocorrência em relação aos fatores bióticos e abióticos e da inter-relação destes eventos em uma ou várias espécies. As observações para descrição do comportamento fenológico vegetativo e reprodutivo será realizado quinzenalmente, de setembro de 2020 a agosto de 2021, em matrizes selecionadas em cada área de estudo. Será considerado neste estudo as seguintes fenofases:
-Floração: presença de botões florais, flores abertas, senescência, coloração;
-Frutificação: frutos jovens, frutos maduros, deiscência, coloração;
-Queda foliar: espaço vazio na copa ou nos galhos, coloração das folhas;
-Brotação: aparecimento de folhas pequenas, brilhantes e verde claras.
Também serão selecionados alguns racemos em cada uma das matrizes dos diferentes locais de estudo, para analisar o comportamento reprodutivo, será verificado o número total de botões florais produzidos, número total de flores produzidas e número total de frutos em cada um destes racemos selecionados.
Visitantes florais
As observações ocorrerão quinzenalmente ao longo da fenofase de floração, serão feitas entre às 7:00 e às 11:00 da manhã, com duração de 30min em cada matriz. Para a observação da guilda de visitantes florais será utilizado o método de objeto-focal, adaptado a partir de Altmann (1974). Quando não for possível a identificação do visitante no local, este será fotografado e/ou coletado para posterior análise com auxílio de literatura ou especialista.
Avaliação da germinação
Erythrina crista-galli sofre significativos danos causados por insetos nas suas sementes, como também, observa-se uma baixa germinação natural. Para tentar elucidar alguns aspectos da germinação serão utilizadas matrizes das três áreas de estudo, os frutos serão coletados em dois estados fenológicos distintos, a metodologia utilizada será adaptada a partir de Mello et al. (2016):
-Frutos maduros semi-lenhosos e não-deiscentes;
-Frutos maduros, lenhosos e deiscentes.
As sementes coletadas a partir destes diferentes tipos de frutos de acordo com o estágio de maturação serão submetidos a três testes de emergência:
-Escarificação mecânica com lixa para madeira;
-Imersão em água quente;
-Imersão em água em temperatura ambiente.
Para cada teste de emergência será avaliado percentual de sementes germinadas, altura das plântulas, número de folhas simples e folhas compostas; relação entre a germinação e estado fenológico; comparação se estas características variam com a área de estudo. O experimento será conduzido utilizando bandejas plásticas, nestas será colocada uma camada de areia peneirada (cerca de 4cm), na sequência as sementes e estas cobertas com mais 1,5cm de areia peneirada. A avaliação será diária ao longo de 30 dias. Também será feita a comparação dos resultados dos três testes de emergência utilizados.

Indicadores, Metas e Resultados

Ao término do estudo espera-se:
- Documentar características ecológicas de Erythrina crista-galli a partir da fenologia, visitantes florais e germinação;
- Verificar se há influência do local de estudo aspectos ecológicos de Erythrina crista-galli;
- Proporcionar aos alunos vivência nas etapas fundamentais de estudos sobre a flora;
- Contribuir na formação de recursos humanos;
- Divulgar as informações geradas em eventos científicos, periódicos e comunidade.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
AGATA FERNANDES JUSTIN
CAROLINE SCHERER3

Página gerada em 27/02/2024 10:56:40 (consulta levou 0.314599s)