Nome do Projeto
Permanência no Ensino Superior: desafios do processo de Afiliação Institucional
Ênfase
Ensino
Data inicial - Data final
21/09/2020 - 30/07/2021
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Sociais Aplicadas
Resumo
A permanência do estudantes no Ensino superior envolve tanto aspectos materiais, quanto simbólicos, os quais contribuem para o processo de afiliação institucional (COULON, 2008) ao ensino superior, ao oferecer condições para que o aluno usufrua das oportunidades abertas pela Universidade. Assumo como referencia para pensar o tema da permanência os estudos de Alain Coulon, sociólogo francês, que estava buscando, no contexto da Reforma universitária francesa entender as razoes da evasão. Ao ingressar na Universidade os alunos devem aprender a lidar com outros códigos simbólicos, dominar as regras do fazer e pensar científico, o que inclui (re)aprender como estudar, ler e interpretar conteúdos, como interagir e se colocar diante dos colegas e professores, desenvolver novas formas de apropriação do saber e até estabelecer novas redes de relações profissionais e afetivas no espaço acadêmico. Há que se ressaltar a importância de estabelecer de relações com colegas de curso, que apresentam percursos e vivências similares, bem como com os estudantes mais antigos na universidade, capazes de auxiliá-los na compreensão do mundo acadêmico e no entendimento das regras e códigos implícitos, os quais são decisivos neste aprendizado. É neste momento das trajetórias estudantis que este projeto visa atuar, apoiando por meio de atividades didáticas e extra-classe o processo de tornar-se estudantes, facilitando a afiliação estudantil.

Objetivo Geral

Apoiar o processo de afiliação institucional dos estudantes da Faculdades de Direito, proporcionando condições para a constituição de um habitus de estudante, que favoreça a permanência dos mesmos na Universidade.

Justificativa

O processo de expansão e democratização do ensino superior que teve lugar no Brasil na primeira década dos anos 2000, por meio do SISU e ações afirmativas, produziu uma ampliação no campo de possibilidades de jovens e adultos que passaram a acessar as universidades públicas. À essa conquista um desafio se soma, qual seja o de criar possibilidades para a permanência destes alunos na universidade, uma vez que não basta ingressar, é necessário que ao final do período previsto em cada curso, estes alunos saiam graduados.

Metodologia

serão desenvolvidas ações em quatro direções complementares:
1 Atividades de apoio acadêmico: (i) exercícios de leitura, interpretação e escrita, tendo por base textos de disciplinas do primeiro ano; (ii) estimular a formação de grupos de alunos veteranos no curso que possam auxiliar os ingressantes na experiência de inserção na vida universitária e monitorias para disciplinas com maiores índices de reprovação; (iii) buscar parcerias com outras unidades acadêmicas e com a biblioteca da FD para enfrentamento das dificuldades identificadas;
2 Atividades de apoio à inserção na vida universitária: (i) organizar, em conjunto com as iniciativas já existentes, atividades de recepção e acolhimento dos alunos ingressantes; (ii) Rodas de conversa sobre o processo de afiliação na universidade, compartilhamento de experiências, e busca de parcerias para abordar temas de interesse dos alunos; (iii) buscar parcerias para abordar temas de interesse dos alunos (tais como saúde mental, diversidade na universidade, interdisciplinaridade, etc.)
3 Atividades de integração universidade-comunidade: proposição e realização de ações junto à comunidade, preferencialmente, da região de moradia dos estudantes.
4 Atividades de pesquisa: elaboração de um diagnóstico acerca da condição estudantil, aliando mitologias quantitativas e qualitativas; elaboração do diário de afiliação e discussão de textos, de experiências práticas e de propostas acerca dos temas inclusão no ensino superior, permanência e evasão.

Indicadores, Metas e Resultados

- fortalecimento dos vínculos e laços de colaboração entre alunos, promovendo a afiliação social dos mesmos na universidade;
- melhoria das habilidades de leitura, interpretação de textos e escrita
- fortalecimento da identidade universitária dos alunos e da relação dos mesmos com a universidade

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ANTONIA ESPINDOLA LONGONI KLEE
CLAUBER GONCALVES DOS SANTOS1
GABRIEL GAIA DUARTE
MARIA DE FATIMA MURIAS BARBOZA
MARILIS LEMOS DE ALMEIDA4
MARTA MARQUES AVILA1

Página gerada em 05/12/2020 12:57:26 (consulta levou 0.115842s)