Nome do Projeto
Museu Virtual Gestão Integrada do Patrimônio Cultural
Ênfase
Extensão
Data inicial - Data final
21/12/2020 - 31/12/2021
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Multidisciplinar
Eixo Temático (Principal - Afim)
Comunicação / Cultura
Linha de Extensão
Patrimônio cultural, histórico e natural
Resumo
O Museu Virtual da Gestão Integrada do Patrimônio Cultural é um projeto de apoio ao Polo Morro Redondo da Cátedra Unesco-IPT Humanidades e Gestão Cultural Integrada do Território. A cátedra é um programa transdisciplinar, internacional, criado dentro do Programa Cátedras Unesco Unitwin, focado na Gestão Cultural das Paisagens Culturais e na Sustentabilidade. Neste sentido, também promove a integração com as ciências naturais e sociais. Tem origem no projeto europeu Apheleia (www.apheleiaproject.org ) e se desenvolve em um sistema de rede de cooperação entre países de diferentes continentes através de universidades parceiras. No Brasil, a Universidade Federal de Pelotas é uma das universidades parceiras em acordo de cooperação firmado com o Município de Morro Redondo, Universidade Católica de Pelotas e Instituto Politécnico de Tomar. Um dos pilares da Cátedra para a governança dos territórios culturais é a comunicação. E, neste sentido, cumpre ao Museu Virtual GIPC agregar parceiros para exposições relacionadas ao tema da Cátedra.

Objetivo Geral

Gerar um espaço virtual para mostras e exposições do patrimônio cultural, material e imaterial, inicialmente e preferencialmente vinculado aos temas do Polo Morro Redondo da Cátedra Unesco-IPT Humanidades e gestão cultural integrada do território, sediando, assim, um espaço contínuo de comunicação na internet para trabalhos e grupos que desenvolvam estudos, experiências ou trabalho que possam ingressar no escopo do Polo Morro Redondo.

Justificativa

Em 2010, a UFPel adquiriu o complexo fabril Laneira Brasileira S.A., constituído por um conjunto de galpões industriais cujo início se deu em 1949. Parte do complexo foi destinado à ocupação por um Museu. Assim, a Portaria 1327 de 06 de setembro de 2011, criou o Museu da UFPel, que levava o seguinte subtítulo: Acessibilidade e Conhecimento para Todos. Ainda, por outra Portaria, 1931 de 30 de dezembro de 2011, constituiu-se uma Comissão multidisciplinar, presidida pela proponente deste projeto, para coordenar os atos e medidas de organização deste Museu, cujo produto foi o Regimento Interno e Plano de Estrutura de funcionamento, efetivamente elaborado. No ano seguinte, no Projeto de Extensão, intitulado "O Museu do Saber e do Fazer", também coordenados pela proponente, foram levantados e sistematizados acervos históricos de diferentes unidades para exposições temáticas. Os remanescentes da Laneira foram incorporados a esse acervo. Dois outros programas de extensão, também financiados no Edital do MEC Proext, e, igualmente, propostos, apresentados e executados pela proponente, subsidiaram o projeto "Laneira Casa dos Museus". O projeto qualifica parte do espaço da Laneira para a recepção do Museu Carlos Ritter e implantação do Museu de Arqueologia e Antropologia e do Museu da UFPel, além do Memorial da Laneira. O projeto, concluído em 2014, não foi executado. O acervo recolhido encontra-se reunido, sob a guarda do Instituto de Ciências Humanas. Não tendo sido o projeto físico implantado, parte-se da ideia do Museu da UFPel para constituir um espaço virtual, que aproveita o projeto do espaço físico para instituir um local de mostras dos patrimônios da ufpel e de outros, de modo a constituir mais um canal de comunicação para os estudos em patrimônio. Observando a metodologia da Cátedra que orienta a implantação do Polo Morro Redondo, justifica-se o presente projeto por conta da internacionalização das discussões sobre o patrimônio cultural.

Metodologia

1) Criação do espaço virtual do Museu por meio de modelagem da área do projeto arquitetônico do Museu da UFPel na Laneira. A criação parte de um trabalho de equipe que discute as formas de uso do espaço e o desenvolvimento da modelagem em atenção a esse uso.
2) Aproveitamento do espaço para exposições relacionadas ao patrimônio cultural de Morro Redondo. As mostras poderão ser resultado do trabalho interno do Polo ou convites, conforme aprovação do Comitê Gestor.

Indicadores, Metas e Resultados

1) Criação do espaço virtual.
2) Montagem de ao menos duas mostras ano.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ANDERSON DA ROCHA GUTHS
ANDRÉA CUNHA MESSIAS
Angelica Boettge dos Santos
DIEGO LEMOS RIBEIRO1
EDEMAR DIAS XAVIER JUNIOR
FRANCISCA FERREIRA MICHELON4
GIANLUCCA DE MENDONCA BUZO
INGUELORE SCHEUNEMANN
JOAO FERNANDO IGANSI NUNES4
LAILA DA SILVA OLIVEIRA
MAURICIO COSTA MONTONE
RAYZA ROVEDA ATAIDES
SILVANA DE FATIMA BOJANOSKI2
UBIRAJARA BUDDIN CRUZ3

Página gerada em 29/07/2021 22:53:59 (consulta levou 0.097910s)