Nome do Projeto
Cooperativas de crédito no Brasil e seus impactos no desenvolvimento regional
Ênfase
Pesquisa
Data inicial - Data final
01/11/2020 - 30/04/2021
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Sociais Aplicadas
Resumo
Este projeto pretende mensurar os efeitos da expansão das cooperativas de crédito nos municípios brasileiros sobre diversas dimensões do desenvolvimento regional. Especificamente, sobre o mercado de trabalho formal, o volume de crédito rural, o spread da taxa de juros, o número de apólices de seguro com contratação do Programa de Subvenção ao Seguro Rural, e a ocorrência de crimes ambientais ligados ao desmatamento. Para tanto, o desenho da pesquisa consistirá no estimador de Diferença em diferenças. Serão testatadas diversas especificações para mensuração de diferentes níveis de intensidade para presença do cooperativismo. Serão utilizados dados do Sistema de Crédito do Banco Central do Brasil, informações sobre o relacionamento de cooperativas, a Relação Anual de Informações Sociais (RAIS), o Atlas do seguro rural, dados de crimes ambientais do IBAMA, além de dados socioeconômicos dos municípios presentes nas bases de dados do IBGE. Os resultados podem contribuir no entendimento de como as cooperativas auxiliam na redução das restrições de crédito e suavização da renda de famílias em zonas rurais, bem como possibilitar a avaliação de custo-benefício de políticas que subsidiam a expansão das atividades destas instituições, especialmente nas regiões em que a presença do cooperativismo de crédito ainda é menor.

Objetivo Geral

Avaliar os efeitos do cooperativismo de crédito em diversas dimensões do desenvolvimento regional no nível dos municípios brasileiros.

Justificativa

Os resultados deste projeto contribuem para a mensuração dos benefícios associados a expansão das instituições de crédito cooperativo no Brasil, possibilitando a avaliação do custo-benefício de políticas que subsidiam a expansão destas instituições, especialmente nas regiões em que a presença das cooperativas ainda é menor. A mensuração dos efeitos do cooperativismo no volume de crédito rural e na contratação de seguro rural também possibilita entender como as cooperativas podem auxiliar na redução das restrições de crédito e suavização da renda de famílias em zonas rurais, subsidiando políticas de flexibilização de acesso a microcrédito para estas populações. Por fim, outros efeitos, como a redução de crimes ambientais (principalmente os ligados a desmatamentos) e melhora em indicadores de desenvolvimento regional e do mercado de trabalho, podem demonstrar a importância da expansão das atividades das cooperativas em regiões mais desfavorecidas.

Metodologia

O desenho de pesquisa será baseado no estimador de Diferença em Diferenças. Diversas especificações econométricas serão testadas para mensuração de diferentes tipos de efeitos heterogêneos, como efeitos da expansão do cooperativismo de crédito na margem extensiva (chegada inicial do cooperativismo nos municípios) e efeitos da expansão na margem intensiva (aumenta de cobertura da rede).

Indicadores, Metas e Resultados

i. Elaboração de dois relatórios técnicos;
ii. Apresentação dos resultados para o departamento econômico e diretoria do Sicredi;
iii. Subísidar a discussão de políticas públicas para o desenvolvimento regional através de crédito rural e instrumentos de seguro rural;
iv. Contribuir com a literatura que estuda efeitos do crédito rural no desenvolvimento regional de países em desenvolvimento.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
FELIPE GARCIA RIBEIRO35
Fernando Pozzobon
REGIS AUGUSTO ELY35
SILVIO DA ROSA PAULA

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
SICREDI / SICREDIR$ 78.729,00Fundação Delfim Mendes da Silveira

Plano de Aplicação de Despesas

DescriçãoValor
339020 - Auxílio Financeiro a PesquisadorR$ 69.000,00
339039 - Outros Serviços de Terceiro - Pessoa JurídicaR$ 9.729,00

Página gerada em 25/06/2022 16:35:39 (consulta levou 0.071998s)