Nome do Projeto
Treinamento de Boas Práticas de Fabricação (BPF)
Ênfase
Extensão
Data inicial - Data final
05/11/2020 - 05/11/2022
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Agrárias
Eixo Temático (Principal - Afim)
Tecnologia e Produção / Educação
Linha de Extensão
Educação profissional
Resumo
O presente projeto aprecia o aumento do contato discente/profissionais formados atuantes o que gera um ambiente de trocas e crescimento de todas as partes envolvidas com o setor de alimentos; alunos se aproximam e adquirem noção de como funciona o mercado atual enquanto profissionais, alinhados com seus locais de trabalho, recebem informações e adequações coerentes sobre práticas corretas conforme regulamentos de órgãos fiscais de forma segura viável. Enfoca-se, no entanto, em um melhoramento industrial através da adequação de procedimentos higiênicos, sanitários e operacionais em todo fluxo de produção, otimizando e padronizando os mesmos, o que gera maior segurança para os responsáveis da cadeia produtiva.

Objetivo Geral

Disseminar e trocar conhecimentos e experiências com profissionais e/ou interessados da comunidade em geral no crescimento profissional, seja individual ou coletivo (pequenas empresas), com ênfase nas Boas Práticas de Fabricação que toma por base a essência das Resoluções RDC nº 216, de 15 de setembro de 2004 e RDC nº 275, de 21 de outubro de 2002 da Agência Nacional de Vigilância Sanitária.

Justificativa

Existe uma necessidade inenarrável do cumprimento dos procedimentos higiênicos, sanitários e operacionais em todo fluxo de produção, desde a obtenção de matéria prima e ingredientes até a distribuição dos produtos finais destinados à alimentação, a fim de garantir a qualidade sanitária e a conformidade dos mesmos com regulamentos técnicos; assim, o correto cumprimento das Boas Práticas de Fabricação, por parte de qualquer indivíduo físico ligado ao serviço de alimentação resulta na responsabilidade pela qualidade, conformidade e segurança dos alimentos.
O comprometimento de qualquer manipulador de alimentos de uma cadeia produtiva, unido ao conhecimento e cumprimento pelo mesmo das Boas Práticas de Fabricação, é requisito primordial para o sucesso industrial do ramo alimentício e, por isso, esse projeto fomenta a prática das Boas Práticas de Fabricação.

Metodologia

A metodologia desse projeto compreende 6 etapas:
1. Realizar primeiro contato;
2. Visita, juntamente a realização do check list proposto pela ANVISA, na empresa;
3. Direcionamento do curso de BPF conforme as necessidades do local;
4. Aplicação do treinamento;
5. Primeiro acompanhamento: visita na empresa após um mês do treinamento;
6. Segundo acompanhamento: visita na empresa após seis meses do treinamento;
Existe ainda a opção da aplicação deste treinamento completo ou em partes, especificadas conforme a necessidade; em caso de o treinamento não ser destinado a empresas, o mesmo abordará todos os pontos das Boas Práticas de Fabricação, sem ênfases específicas.

Indicadores, Metas e Resultados

Traça-se como meta realizar, pelo menos, 10 treinamentos ao final dos dois anos de atuação do projeto. Além disso, como resultado do projeto espera-se:
• aproximação dos alunos do curso de Tecnologia e Química de Alimentos com o mercado de trabalho;
• fomento da representatividade profissional dos mesmos no que tange às atribuições do profissional de Alimentos;
• proporcionar atualização dos profissionais assim como a otimização dos processos, garantindo qualidade, conformidade e segurança em setores alimentícios.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
BRUNA TIMM GONÇALVES
JUAN CARLOS MEDEIROS SOARES
NATALI VIEIRA DA CRUZ
PEDRO FERNANDES VIANA
RAFAELA FAO NUNES
ROSANA COLUSSI1

Página gerada em 28/07/2021 09:45:24 (consulta levou 0.070078s)