Nome do Projeto
Terminologia da Conservação de bens culturais
Ênfase
Pesquisa
Data inicial - Data final
12/10/2020 - 30/11/2022
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Multidisciplinar
Resumo
O projeto visa realizar estudos terminológicos na área da Conservação e Restauração de bens culturais. Adota-se os referenciais teóricos Terminologia com um viés linguístico, buscando-se harmonizar o uso dos termos e definições relacionados à preservação, conservação e restauração do patrimônio cultural, no contexto dos termos utilizados pelos especialistas brasileiros, mas que também considere a terminologia já estabelecida em outras línguas. Tem-se como parâmetro essencial nos estudos dos termos a necessidade de comunicação clara e efetiva, tanto em situações de formação profissional, entre diferentes profissionais que atuam no campo do patrimônio cultural, bem como com o público em geral.

Objetivo Geral

Desenvolver estudos sobre a terminologia do campo da preservação, conservação e restauração de bens culturais que subsidiem e aperfeiçoem os processos de comunicação entre os vários profissionais que atuam no campo do patrimônio cultural e também com o público em geral.

Justificativa

A preservação do patrimônio cultural material tem como tem como foco os objetos e/ou monumentos que a sociedade define como bens culturais, os quais se caracterizam como portadores de múltiplos significados. Atualmente os valores atribuídos aos bens culturais não se restringem apenas aos tradicionais valores históricos ou artísticos, reconhecendo-se também valores informacionais, sociológicos, científicos, de pesquisa, simbólicos, memoriais, dentre tantos outros. As justificativas para a sua preservação também podem variar, reconhecendo-se as distintas e inúmeras manifestações culturais podem possuir significados tanto para a humanidade e para as nações, assim como para comunidades regionais e locais.
Por sua natureza a preservação do patrimônio cultural é um campo amplo e diverso, que envolve várias disciplinas e diferentes profissionais. Neste contexto o estudo terminológico é uma questão transversal, especialmente quando se considera que a comunicação, seja no processo de formação profissional, entre os profissionais, assim como com o público em geral, deve ser uma prioridade.
Dentre as inúmeras possibilidades de abordagens de estudos terminológicos, optou-se em adotar a proposta da Terminologia com um viés linguístico, em uma perspectiva descritivista, comunicativa e textual, que privilegia termos e textos especializados em um contexto social, assim como estabelece os princípios metodológicos para a elaboração de obras de referência, como glossários e dicionários técnicos.
É a partir deste referencial teórico e metodológico que buscar-se-á realizar uma adequação ou harmonização do uso dos termos e definições relacionados à preservação do patrimônio cultural, em um contexto dos especialistas brasileiros, mas que também considere a terminologia já estabelecida em outras línguas. Tem-se como parâmetro essencial no estudo dos termos a questão da comunicação, tanto entre diferentes profissionais como com o público em geral.

Metodologia

No projeto será adotado o referencial teórico os princípios estabelecidos pela Teoria Comunicativa da Terminologia – TCT, a qual é resultado dos trabalhos desenvolvidos pelo grupo de pesquisadores do IULARTERM, ligado ao Institut Universitário de Lingüistica Aplicada (IULA) da Universidade Pompeu Fabra de Barcelona, sob a liderança da terminóloga Maria Teresa Cabré.
Em termos gerais, a teoria proposta por Cabré (1993; 2005) pretende dar conta dos termos como unidades singulares e ao mesmo tempo similares a outras unidades de comunicação, dentro de um esquema global de representação da realidade, que admite a variação conceitual e denominativa, e tem em conta a dimensão textual e discursiva dos termos.
Também se utiliza como referência as seguintes normas: ABNT NBR 13789:1997 - Elaboração e apresentação de normas de terminologia; ABNT NBR 13790:1997 - Harmonização de conceitos e termos; ABNT NBR 13791:1997 Terminologia - Indicativo de línguas – Simbologia, além de outros documentos internacionais que tratem deste tema.
As etapas a serem realizadas, adequando-se a cada ação específica do projeto, são indicadas a seguir.
- Levantamento bibliográfico, incluindo bibliografia sobre terminologia, glossários e dicionários e outras publicações que possam subsidiar a pesquisa;
- Identificação e organização de textos especializados da área da preservação do patrimônio cultural que possam constituir corpora textuais para estudos terminológicos;
- Definição de critério para identificação e coleta de candidatos a termo;
- Coleta e organização dos candidatos a termo em fichas terminográficas;
- Coleta de contextos definitórios dos termos selecionados;
- Elaboração das definições;
- Coleta de equivalentes (se forem contempladas línguas estrangeiras);
- Avaliação de tradutores, quando se abordar termos em outras línguas;
- Submissão e avaliação dos termos, contextos definitórios e definições coletados a especialistas;
- Elaboração de produtos terminológicos, como vocabulários controlados, glossários e dicionários.

Indicadores, Metas e Resultados

Tem-se como meta a elaboração, divulgação e publicação de produtos terminológicos, como por exemplo, glossários de temas e áreas específicas do campo da preservação patrimonial. Os estudos e discussões sobre a terminologia do campo da preservação também resultará em artigos sobre as especificidades e também dos processos de desenvolvimento da área.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ALBA INÊZ MACIEL
Ana Carolina Neves Miranda
BEATRIZ FERREIRA MELO
OTAVIO OLIVEIRA BOSZCZOVSKI
Ozana Hannesch
SILVANA DE FATIMA BOJANOSKI2

Página gerada em 03/07/2022 05:33:24 (consulta levou 0.057206s)