Nome do Projeto
CULTURA MICROBIOLÓGICA EM PLACAS DE CULTIVO CROMOGÊNICOS PARA O DIAGNÓSTICO ETIOLÓGICO DE MASTITE BOVINA COMO ESTRATÉGIA PARA A REDUÇÃO DO USO DE ANTIBIÓTICOS NA PRODUÇÃO DE LEITE
Ênfase
Pesquisa
Data inicial - Data final
10/12/2020 - 10/12/2022
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Agrárias
Resumo
A mastite bovina é considerada uma das principais enfermidades responsável pelo uso demasiado de antibióticos na bovinocultura leiteira. Segundo estudos, 10 a 40 % dos casos não necessitam de antibióticos, e devido a crescente preocupação mundial em relação a crescente resistência a antimicrobianos, se torna uma preocupação de Saúde Pública. Sendo necessário a adoção de ferramentas que diminuam o uso errôneo de medicamentos na pecuária. Diante do exposto, o objetivo deste estudo é avaliar os impactos do uso de cultura microbiológica em placas em uma propriedade leiteira para o diagnóstico etiológico de mastite em vacas leiteiras sobre a redução do uso de antibióticos, de resíduos no leite, a fim de evitar o uso indiscriminado de antibióticos e salientar a importância de se realizar um tratamento adequado diminuindo os quadros de resistência. Para o presente estudo, o período de setembro de 2017 a setembro de 2018 em que a Granja não utilizava a cultura microbiológica em placas para diagnosticar o agente causador de mastite, será utilizado para comparar a frequência do uso de antibióticos em relação a outubro de 2018 a outubro de 2019 em que a Granja começou a utilizar a cultura microbiológica.

Objetivo Geral

Avaliar a redução do uso de antimicrobianos após o uso de cultura em placas no
diagnóstico etiológico de mastite em uma propriedade leiteira

Justificativa

Tendo em vista que i) a resistência aos antibióticos é considerada o principal desafio de Saúde Pública do século XXI (Thomson et al., 2004) e que ii) vem sendo considerada pela Organização Mundial da Saúde como uma crise global de Saúde a qual deve ser gerenciada com máxima urgência (OMS, 2015), o objetivo deste estudo é avaliar os impactos do uso de placas de cultura em fazendas para o diagnóstico etiológico de mastite em vacas leiteiras sobre a redução do uso de antimicrobianos, de resíduos no leite e de seleção de
bactérias resistentes, a fim de evitar o uso indiscriminado de antibióticos e salientar a importância de se realizar um tratamento adequado diminuindo os quadros de resistência.

Metodologia

O experimento será realizado em uma propriedade leiteira denominada Granjas 4 Irmãos S/A, localizada no Município de Rio Grande, sul do Rio Grande do Sul, Brasil, apresentando coordenadas geográficas 32º 16’ S, 52º 32’ W, a qual possui convênio firmado com a Universidade Federal de Pelotas para a realização de atividades de pesquisa. Atualmente, a propriedade possui aproximadamente 500 vacas da raça Holandês em lactação, mantidas em sistema compost barn, com duas ordenhas diárias.
Será realizado o levantamento de dados referente aos tratamentos com antibióticos durante os anos de 2017, 2018 e 2019. Para o presente estudo, o período de janeiro de 2017 a setembro de 2018 em que a Granja não utilizava a cultura microbiológica em placas para diagnosticar o agende causador de mastite será utilizado para comparar a frequência do uso de antibióticos em relação ao período de outubro de 2018 a setembro de 2019 em que a Granja passou a utilizar a cultura microbiológica. Tal método de cultura em placas Accumast® (FERA- Animal Health LCC, Ithaca, NY) vem sendo utilizado para identificar os agentes etiológicos da mastite clínica de vacas através de seleção cromogênica (Ganda et al., 2016) e os resultados tem sido utilizados para instituir os tratamentos, realizados apenas em vacas que apresentam crescimento microbiológico. Os dados disponibilizados pela propriedade serão acondicionados em
planilhas Microsoft Excel®, sendo divididos por ano, mês, dia do tratamento, brinco do animal, dias em lactação, número de lactações, presença de grumos, qual quarto mamário foi afetado, tipo de microrganismo que cresceu nas placas e dados sobre o tratamento e princípio ativo utilizado, dias de descarte do leite por resíduo. Após o processamento dos dados, será realizada a comparação dos
períodos (janeiro de 2017 a setembro de 2018 e outubro de 2018 a setembro de 2019) e a observação se houve redução do uso de antibióticos e seus possíveis impactos.

Indicadores, Metas e Resultados

A hipótese desse estudo é de que a partir do uso das placas para diagnóstico microbiológico de mastite, haverá uma redução do uso de medicamentos. Espera-se com o desenvolvimento deste trabalho, o aprimoramento profissional, a contribuição com a cadeia produtiva, além de salientar a importância do
diagnóstico e tratamento correto da mastite bovina a partir do uso criterioso de antimicrobianos. Estas medidas visam evitar a resistência e desenvolvimento de superbactérias tanto na pecuária como em seres humanos. Assim como, conhecer a epidemiologia, etiologia envolvida e os fatores predisponentes para ocorrência dessa enfermidade, para assim traçar métodos de prevenção e controle com formas alternativas que possam substituir e diminuir o uso de antibióticos.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ALEXANDRE MARTINS DE LIMA
ANTÔNIO AMARAL BARBOSA
BRUNA MURADÁS ESPERON
CASSIO CASSAL BRAUNER
EDERSON DOS SANTOS
EDUARDO GULARTE XAVIER
EDUARDO SCHMITT5
ELIZA ROSSI KOMNINOU
FRANCISCO AUGUSTO BURKERT DEL PINO
JOSIANE DE OLIVEIRA FEIJÓ
MARCIO NUNES CORREA6
MATHEUS WREGE MEIRELES BARBOSA
RODRIGO FONSECA DA FONSECA
VANESSA DA SILVEIRA PEREIRA
VIVIANE ROHRIG RABASSA

Página gerada em 06/07/2022 22:58:56 (consulta levou 0.075768s)