Nome do Projeto
PEPEU - Programa de Extensão em Percussão da UFPel
Ênfase
Extensão
Data inicial - Data final
24/04/2017 - 30/04/2018
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Linguística, Letras e Artes
Eixo Temático (Principal - Afim)
Cultura / Educação
Linha de Extensão
Música
Resumo
O Programa de Extensão em Percussão da UFPel, o PEPEU, criado em 2013 inaugurou um canal de diálogo com a comunidade a partir da música de percussão e possibilitou a aproximação da universidade com espaços e pessoas ligadas a educação musical, a cultura popular e a música de percussão. Nos três anos de atividade o PEPEU realizou oficinas para professores e alunos de diversos cursos da ufpel, escolas e universidades públicas, espaços da comunidade, realizou concertos no RS, MG, SC e PR. Oportunizou o acesso de mais 5.000 pessoas à música de percussão realizada da UFPel. A intensão deste projeto é dar continuidade nas atividades já realizadas nos anos anteriores, potencializando seus resultados.

Objetivo Geral

Articular o estudo de percussão realizado em sala de aula pelos alunos dos Cursos de Música - Licenciatura e Bacharelado, com a cidade de Pelotas e região, por meio de ações de extensão que possibilitem alcançar professores e alunos de escolas da rede pública de ensino, alunos de outros cursos da UFPel e comunidade interessada no estudo da percussão, buscando desenvolver um canal de diálogo entre universidades do sul do Brasil interessadas em temáticas relacionadas a música, educação música e a percussão.

Justificativa

Este projeto justifica-se por dar continuidade a um dos programas musicais da UFPel de maior visibilidade.
Em três anos de Programa foi possível realizar ações de extensão que alcançaram seu publico alvo tendo excelentes resultados
Foram realizadas oficinas de percussão no Centro de Artes da UFPel, em escolas públicas de Pelotas, na Escola de Educação Infantil da Universidade Federal de Santa Maria, no encontro da Associação Brasileira de Educação musical - ABEM - em Curitiba, no Seminário de Extensão universitária realizado em Balneário Camboriú, para professores das escolas de educação infantil de Pelotas, para alunos de escola públicas de Capão do Leão. Foram realizadas apresentações artisticas na UFPel, na UFSM em vários espaços públicos e da comunidade.

Metodologia

Para este ano estão previstas as seguintes ações de extensão:

1) Oficinas de Percussão do Centro de Artes, turma com 10 vagas, 10 encontros semanais;

2) Recitais de Percussão: Recitais didáticos de percussão em diferentes campus da UFPel e em escolas públicas de Pelotas e Região;

3) Tambor de Escola: oficina de percussão para professores e alunos. Acontecerá e escolas públicas de Pelotas, vinculadas ao PIBID UFPel;

4) Oficinas de música latino-americano: Serão realizadas oficinas eventuais de música latino americana no Centro de Artes da UFPel;

5) Encontro de Bateristas do Sul; Encontro de músicos para celebrar o instrumento Bateria, performance do maior número possível de bateristas tocando juntos no Largo do Mercado de Pelotas;

6) Oficinas de percussão com professores convidados; oficinas de percussão oportunizadas aos
alunos da ufpel e comunidade, ministradas por professores de outras universidades brasileiras e internacionais e percussionistas da região.

7) Noite dos Tambores Poéticos: encontros noturnos realizados para tocar e celebrar os diferentes tambores e a poesia;

8) Semana de Percussão: Semana dedicada à eventos relacionados à percussão;
(concertos, recitais, oficinas, aulas abertas, rodas de conversa, mini-cursos).

9) Concertos Didáticos de Percussão:

10) Festival Música de Londrina: Participação do PEPEU, conforme convite da coordenação do 37º Festival Internacional de Londrina.

11) Concertos Itinerantes: Concertos de Percussão em outros municípios brasileiros.

Indicadores, Metas e Resultados

Esperamos alcançar um número significativo de participantes em nossas atividades.
Serão realizadas aproximadamente 20 oficinas no centro de Artes; 12 oficinas em escolas públicas, 1 encontro de Bateristas, quatro Noites dos Tambores, seis oficinas de música latino-americana, 6 recitais didáticos e 4 concertos.
Esperamos fortalecer a inserção da universidade na comunidade, assim como a área de percussão.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ADEMIR BELCHIOR MOTTA
DANIELA GAZIS
GABRIEL FILIPE MOREIRA ALVES
GABRIELA CINTRA DOS SANTOS
GEORGIA DIAS BENTO
JOSE EVERTON DA SILVA ROZZINI2
LIBER DANIEL BERMUDÉZ MEDINA
Marcelo Barros de Borba2
OTAVIO AUGUSTO ZANIN DELEVEDOVE2
VITOR HUGO RODRIGUES MANZKE2

Página gerada em 25/10/2020 03:16:01 (consulta levou 0.520772s)