Nome do Projeto
A influência dos Instagrammers na escolha de destinos turísticos
Ênfase
Pesquisa
Data inicial - Data final
15/03/2021 - 15/08/2022
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Sociais Aplicadas
Resumo
O trabalho avaliará a influência do endosso feito por microcelebridades - os "Instagrammers" - na escolha de marcas de destinos turísticos. Para tanto será avaliada a importância que têm as recomendações dos influenciadores digitais na formação/modificação/reforço da atitude em relação a marcas consagradas de destinos, e destas na intenção de escolha dos consumidores/turistas, passando pelo envolvimento dos respondentes com as marcas, com os influenciadores e com o próprio Instagram enquanto plataforma de relacionamento. A pesquisa partirá de um modelo conceitual elaborado a partir de extensa literatura (já revisada), a partir do qual serão elaboradas as hipóteses a serem testadas empiricamente. O trabalho pretende inovar conceitual e gerencialmente, seja por testar hipóteses ainda não verificadas internacionalmente, seja por replicar hipóteses já testadas, no contexto dos mercados português e brasileiro. O modelo analítico seguirá a lógica hipotético-dedutiva, e dele espera-se a publicação de dois ou três artigos em periódicos internacionais de referência.

Objetivo Geral

- Objetivo Geral
Avaliar a influência da recomendação dos Instagrammers na modificação ou no reforço da atitude dos consumidores com as marcas turísticas, e na intenção de visitar os destinos turísticos recomendados.

Justificativa

Com um bilhão de usuários ativos em junho de 2018, o Instagram é sem dúvida um dos mais populares aplicativos de redes sociais do mundo, a ponto de transformar a Hashtag (#) no jargão favorito da geração Y. Praticamente toda história de vida hoje encontra um caminho através de likes e comentários com a ajuda de #Hashtags (Gupta, Agarwal & Singh, 2020). O Instagram é muito mais do que um aplicativo para postar e curtir imagens, e talvez por essa razão ele tenha se tornado tão popular entre as mídias sociais. Apesar da popularidade de outras redes similares, como o Facebook, o Twitter ou o Likedin, o Instagram é a principal rede utilizada com a finalidade de compras (Nugraha, Kusumawardani & Octavianie, 2018).
Os estudos sobre a influência dos Instagrammers nas escolhas dos consumidores são relativamente recentes, e bastante promissores. Amelina & Zhu (2016), em pesquisa referente à efetividade dos anúncios feitos no Instagram, na Indonésia, constataram que a influência dos endossantes atinge a atitude em relação à marca e ao produto de formas diferentes: a atitude em relação à marca é influenciada pela atratividade e pela confiabilidade do endossante, e a atitude em relação ao produto é influenciada pela expertise e pela confiabilidade do mesmo.
Nugraha et al. (2018), em estudo referente à influência dos Instagrammers no consumo de alimentos saudáveis, constataram que a atratividade, a credibilidade e a congruência dos endossantes influenciam fortemente a atitude (um construto mediador) em relação àquela classe de produtos, mas apenas a credibilidade dos endossantes é capaz de influenciar diretamente a intenção de consumo. E Costa (2019), em estudo qualitativo sobre o consumo de produtos de beleza concluiu que é as postagens das influenciadoras digitais têm inequívoca influência nas intenções de compra dos consumidores, especialmente quando se trata de jovens consumidoras.
O trabalho de van der Veen & Song (2010) examinou a efetividade do endosso de celebridades no contexto do turismo, e concluiu pela conveniência de adicionar-se dois construtos atitudinais – a atitude relativa ao destino (Hong-Kong) e a atitude em relação à publicidade – à escala de Ohanian (1990), para melhorar a sua usabilidade entre os turistas chineses.
O trabalho, de Barreiro et al. (2019), avaliou a adequação dos marketing de influência para a gestão das DMO portuguesas e concluiu que embora os influenciadores digitais e as redes sociais sejam tendências internacionais na área do turismo, ainda são escassos os trabalhos relativos a estas tendências no contexto estudado por elas. Na mesma trilha, Avelino, Silva & Leal (2020) buscaram mensurar, através da mineração de dados, o grau de engajamento nas publicações do Instagram das DMOs brasileiras endossadas por influenciadores, e não encontraram evidências de que aquele tipo de endosso de fato produzisse efeitos relevantes na interação de compra dos usuários.

Metodologia

A pesquisa utilizará fundamentalmente dados primários, que serão colhidos através de questionários bilíngues autopreenchíveis, a serem disponibilizados na plataforma institucional (https://survey.ufpel.edu.br). A adesão à pesquisa será voluntária e encorajada através das redes de contatos dos pesquisadores. Como a pesquisa não envolverá experimentação nem consulta a crianças, a adesão será condicionada à leitura de um termo de consentimento livre e esclarecido e duas perguntas de filtro: se o respondente é maior de 18 anos e se é (ou não) usuário do Instagram.
O trabalho contará com a parceria da Profa. Maria de Belém da Conceição Ferreira Barbosa (BELÉM BARBOSA), da Universidade do Porto – Portugal, pesquisadora com a qual o Autor já vem trabalhando, e que se propõe a recebe-lo para desenvolver parte da pesquisa naquele país, caso se viabilize o seu afastamento para pós-doutorado durante o período de validade do projeto.
Em princípio o trabalho será realizado em três etapas: na primeira e na terceira fases (2021/1 e 2022/1) as atividades serão desenvolvidas à distância, mantendo-se os pesquisadores cada um no seu país de residência; e na etapa intermediária (2021/2), tentar-se-á viabilizar um ou dois períodos de atividades conjuntas, preferencialmente na Universidade do Porto (Portugal), para interação com pós-graduandos de diferentes nacionalidades, o que permitirá análises de maior profundidade e dará maior visibilidade aos resultados. O trabalho conjunto dos docentes é muito desejável, para melhorar a qualidade dos resultados, entretanto a pesquisa não se inviabilizará caso o intercâmbio precise ser retardado ou não se viabilize por qualquer razão.
A UFPel e a Universidade do Porto possuem acervos e suporte tecnológico suficientes para a realização do trabalho que está sendo proposto, e os recursos para estadia, deslocamento internacional, coleta de dados e tradução serão prospectados pelos próprios pesquisadores ao longo da pesquisa.

Indicadores, Metas e Resultados

Ao final a pesquisa deverá oportunizar a publicação de três artigos em revistas de referência, seguindo as trilhas da bibliografia já levantada:
Almeida, M. N. de, Costa, A. C., & Pinto, D. C. (2018). Influencer marketing on Instagram: how influencer type and perceived risk impact choices in the beauty industry. Universidade Nova de Lisboa. Retrieved from https://run.unl.pt/handle/10362/71585
• Amelina, D., & Zhu, Y.-Q. (2016). Investigating effectiveness of source credibility elements on social commerce endorsement: the case of instagram in Indonesia. In Association for Information Systems AIS Electronic Library (AISeL). Retrieved from http://aisel.aisnet.org/pacis2016/232
• Avelino, M. R. M. de M., Silva, A. S., & Leal, S. R. (2020). DEIXE SEU LIKE! O Engajamento nas Publicações com Digital Influencers no Instagram das DMOs Brasileiras. Revista Brasileira de Pesquisa Em Turismo, 14(3), 50–67. https://doi.org/10.7784/rbtur.v14i3.1889
• Barbosa, L. S. da S., Andrade-Matos, M. B. De, & Perinotto, A. R. C. (2020). Marketing digital: a influência das mídias sociais digitais no processo de decisão de compra dos consumidores de meios de hospedagem. PODIUM Sport, Leisure and Tourism Review, 9(1), 154–170. https://doi.org/10.5585/podium.v9i1.14822
• Barreiro, T., Dinis, G., & Breda, Z. (2019). Marketing de influência e influenciadores digitais: aplicação do conceito pelas DMO em Portugal. Marketing & Tourism Review, 4(1). https://doi.org/10.29149/mtr.v4i1.5702
• Cheng, J. M.-S., Blankson, C., Wang, E. S.-T., & Chen, L. S.-L. (2009). Consumer attitudes and interactive digital advertising. International Journal of Advertising, 28(3), 501–525. https://doi.org/10.2501/S0265048709200710
• Corrêa, S. C. H., Soares, J. L., Christino, J. M. M., Gosling, M. de S., & Gonçalves, C. A. (2020). The influence of YouTubers on followers’ use intention. Journal of Research in Interactive Marketing, 14(2), 173–194. https://doi.org/10.1108/JRIM-09-2019-0154
• Costa, I. O. M. (2019). The impact of influencer marketing on consumer purchase intentions and brand attitude: the Instagrammers. Master thesis. https://doi.org/10.15444/gmc2020.04.06.01
• Erdogan, B. Z. (1999). Celebrity Endorsement: A Literature Review. Journal of Marketing Management, 15(4), 291–314. https://doi.org/10.1362/026725799784870379
• Ferreira, F., & Barbosa, B. (2017). Consumers’ attitude toward Facebook advertising. International Journal of Electronic Marketing and Retailing, 8(1), 45. https://doi.org/10.1504/IJEMR.2017.083552
• Gaber, H. R., Wright, L. T., & Kooli, K. (2019). Consumer attitudes towards Instagram advertisements in Egypt: The role of the perceived advertising value and personalization. Cogent Business & Management, 6(1), 1618431. https://doi.org/10.1080/23311975.2019.1618431
• Gaur, S. S., Tiwari, S. P., & Bathula, H. (2012). Ohanian’s celebrity endorsers’ credibility scale: evaluation and validation in the context of an emerging economy. International Journal of Indian Culture and Business Management, 5(2), 152. https://doi.org/10.1504/IJICBM.2012.045642
• Gonçalves, C. S., Costa, L. M. da, & Maia, C. R. (2019). Atuação de influenciadores digitais: relação entre credibilidade e intenção de compra dos novos consumidores. SINERGIA - Revista Do Instituto de Ciências Econômicas, Administrativas e Contábeis, 23(2), 21–31. https://doi.org/10.17648/sinergia-2236-7608-v23n2-8229
• Gross, J., & von Wangenheim, F. (2018). The Big Four of Influencer Marketing. A Typology of Influencers. Marketing Review St. Gallen, 2, 30–38.
• Gupta, R., Kishor, N., & Verma, D. (2017). Construction and validation of a five-dimensional celebrity endorsement scale: introducing the pater model. European Journal of English Language and Literature Studies, 5(4), 15–35. Retrieved from www.eajournals.org
• Gupta, Y., Agarwal, S., & Singh, P. B. (2020). To Study the Impact of Instafamous Celebrities on Consumer Buying Behavior. Academy of Marketing Studies Journal, 24(1), 1528–2678.
• Hall, J. (2016). The influencer marketing gold rush is coming: are you prepared? Forbes. Retrieved from www.forbes.com/sites/johnhall/2016/04/17/the-influencer-marketing-gold-rush-is-coming-are-you-prepared/#1960ee7d2964 (accessed by 26-Dec-20)
• Jin, S. V., Muqaddam, A., & Ryu, E. (2019). Instafamous and social media influencer marketing. Marketing Intelligence & Planning, 37(5), 567–579. https://doi.org/10.1108/MIP-09-2018-0375
• Johansen, I. K., Guldvik, C. S., & Hem, L. (2017). Influencer Marketing and Purchase Intentions. Master thesis in Marketing and Brand Management. Norwegian School Of Economics. Retrieved from https://brage.bibsys.no/xmlui/bitstream/handle/11250/2453218/masterthesis.PDF?sequence=1&isAllowed=y
• Lou, C., & Yuan, S. (2019). Influencer Marketing: How Message Value and Credibility Affect Consumer Trust of Branded Content on Social Media. Journal of Interactive Advertising, 19(1), 58–73. https://doi.org/10.1080/15252019.2018.1533501
• MacKenzie, S. B., & Lutz, R. J. (1989). An Empirical Examination of the Structural Antecedents of Attitude toward the Ad in an Advertising Pretesting Context. Journal of Marketing, 53(2), 48. https://doi.org/10.2307/1251413
• Maia, C. R., Lunardi, G. L., Dolci, D., & D’Avila, L. C. (2019). Competitive Price and Trust as Determinants of Purchase Intention in Social Commerce. BAR - Brazilian Administration Review, 16(4). https://doi.org/10.1590/1807-7692bar2019190074
• Nugraha, R., Kusumawardani, K. A., & Octavianie, V. (2018). The Influence of Celebrity Endorsement in Instagram towards Customer Behavior and Purchase Intention in Healthy Food Diet Business. Firm Journal of Management Studies, 3(2). https://doi.org/10.33021/firm.v3i2.476
• Ohanian, R. (1990). Construction and Validation of a Scale to Measure Celebrity Endorsers’ Perceived Expertise, Trustworthiness, and Attractiveness. Journal of Advertising, 19(3), 39–52. https://doi.org/10.1080/00913367.1990.10673191
• Rebelo, M. (2017). How influencers’credibility on Instagram is perceived by consumers and its impact on purchase intention, Masters’ Thesis. Católica Lisbon Business & Economics. Retrieved from https://repositorio.ucp.pt/bitstream/10400.14/23360/1/TESE_FINAL PDFA.pdf
• Santos, F. dos, Lunardi, G. L., Maia, C. R., & Añaña, E. da S. (2020). Fatores que influenciam a participação dos consumidores no Turismo Eletrônico. Revista Brasileira de Pesquisa Em Turismo, 14(2), 139–155. https://doi.org/10.7784/rbtur.v14i2.1831
• Senecal, S., & Nantel, J. (2004). The influence of online product recommendations on consumers’ online choices. Journal of Retailing, 80(2), 159–169. https://doi.org/10.1016/j.jretai.2004.04.001
• Silva, A. C. (2020). Credibilidade do travel influencer no Instagram afetando a intenção do viajante na escolha de destinos. Dissertação de Mestrado. Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Retrieved from https://docplayer.com.br/198618599-Universidade-federal-do-rio-grande-do-norte-centro-de-ciencias-sociais-aplicadas-programa-de-pos-graduacao-em-turismo-ayslane-costa-da-silva.html
• Speck, P. S., & Elliott, M. T. (1997a). Predictors of Advertising Avoidance in Print and Broadcast Media. Journal of Advertising, 26(3), 61–76. https://doi.org/10.1080/00913367.1997.10673529
• Speck, P. S., & Elliott, M. T. (1997b). The Antecedents and Consequences of Perceived Advertising Clutter. Journal of Current Issues & Research in Advertising, 19(2), 39–54. https://doi.org/10.1080/10641734.1997.10524436
• van der Veen, R., & Song, H. (2010). Exploratory Study of the Measurement Scales for the Perceived Image and Advertising Effectiveness of Celebrity Endorsers in a Tourism Context. Journal of Travel & Tourism Marketing, 27(5), 460–473. https://doi.org/10.1080/10548408.2010.499059
• Xiao, M., Wang, R., & Chan-Olmsted, S. (2018). Factors affecting YouTube influencer marketing credibility: a heuristic-systematic model. Journal of Media Business Studies, 15(3), 188–213. https://doi.org/10.1080/16522354.2018.1501146
• Zhu, Y.-Q., Amelina, D., & Yen, D. C. (2020). Celebrity Endorsement and Impulsive Buying Intentions in Social Commerce - The Case of Instagram in Indonesia. Journal of Electronic Commerce in Organizations, 18(1), 1–17. https://doi.org/10.4018/JECO.2020010101

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ALANA RODRIGUES FRAGA
EDAR DA SILVA ANANA6
Maria de Belém da Conceição Ferreira Barbosa

Página gerada em 28/06/2022 15:16:24 (consulta levou 0.071007s)