Nome do Projeto
Desenvolvimento de uma formulação de liberação lenta associado a um analgésico para mitigação da dor
Ênfase
Pesquisa
Data inicial - Data final
01/03/2021 - 01/03/2025
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Agrárias
Resumo
A proposta do projeto é o desenvolvimento de uma formulação de liberação lenta para o controle da dor. O controle e alívio da dor continuam gerando um grande desafio na medicina bovina, sendo necessário o estabelecimento de novos protocolos, tratamentos e medicamentos que atenuem a dor de forma mais segura e com maior eficácia e duração, promovendo o alívio e bem-estar animal.

Objetivo Geral

Desenvolver uma formulação de liberação lenta para controle da dor, que vise uma atenuação clínica da dor por 72 horas, visando o bem-estar animal, tendo uma ação a nível central e provendo uma melhora clínica do animal frente a determinados desafios (amochamento, descorna, castração, traumas, enfermidades).

Justificativa

A crescente pressão da sociedade em produzir alimentos saudáveis preconizando o bem-estar animal, está cada vez mais, sendo abordado. A associação de analgésicos a uma formulação de liberação lenta permitirá o controle da dor por 72 horas com uma única aplicação, provendo uma melhora clínica do animal frente a determinados desafios (amochamento, descorna, castração, traumas, enfermidades). Tendo com diferencial uma ação a nível central (COX 3), que permite ser aplicado por um período prolongado com menos efeitos colaterais se comparado a outros fármacos anti-inflamatórios, refletindo em melhor bem-estar e desempenho animal.
Quando focamos nas abordagens trabalhadas atualmente em medicina veterinária, a inovação farmacêutica direcionada a setores de maior demanda por parte do mercado consumidor, como o controle da dor, pode ser um importante ponto de consolidação desta terapia. Desenvolver um produto associado a uma formulação de liberação lenta que possa ser utilizado no controle da dor em bovinos submetidos a situações traumáticas, procedimentos cirúrgicos ou manejos que podem causar dor. Além disso, mesmo que existam diversos produtos disponíveis no mercado para a controle da dor em bovinos, os mesmos se restringem a aplicação diária e a efeitos colaterais, com indicação de administração restrita a cinco dias.

Metodologia

Recursos Humanos
O projeto está vinculado à linha de pesquisa de “Metabolismo e Saúde" do Núcleo de Pesquisa, Ensino e Extensão em Pecuária (NUPEEC), mais especificamente na área de “Metabolismo Animal” e " Inovação Farmacêutica Veterinária". Neste projeto, alunos dos Programas de Pós-Graduação em Biotecnologia, Veterinária, Zootecnia; além de alunos de iniciação científica dos cursos de graduação de Medicina Veterinária e Zootecnia, serão envolvidos. Todos estes alunos fazem parte da equipe do grupo NUPEEC, sendo estas atividades um importante instrumento para a formação pessoal.
Animais e Manejo
Serão utilizadas 30 bezerras da raça holandês, divididas em três grupos (grupo controle, tratamento comercial, tratamento inovação) para posterior realização do amochamento térmico, coletas de sangue e posteriormente análises de parâmetros metabólicos, avaliações clínicas e comportamentais.
Avaliações clínicas
Serão realizadas avaliações clínicas, comportamentais e coletas de sangue e fezes antes e após o procedimento, nos dias 0 (3h, 6h, 12h), 1, 2, 3 após o amochamento térmico.


Indicadores, Metas e Resultados

A aplicação do produto deve manter o controle da dor por 72 horas, provendo uma melhora clínica do animal frente ao amochamento térmico. Diminuindo o nível de cortisol fecal e plasmático comparados ao grupo controle. Refletindo em melhor bem-estar e desempenho animal.
Disponibilizar ao meio acadêmico-científico, através de resumos e artigos, informações relevantes ao controle da dor e bem-estar animal.
Produzir um produto passível de transferência tecnológica para área das ciências agrarias, afim de obter maior visibilidade da Universidade, auxiliando assim no aumento da avaliação seu conceito CAPES dos
programas.
Reduzir o estresse nos animais por diminuir o número de manejos.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ANTÔNIO AMARAL BARBOSA
BRUNO AUGUSTO OSTERKAMP BLOEMKER
EDERSON DOS SANTOS
EDERSON DOS SANTOS
EDUARDO SCHMITT9
JOSIANE DE OLIVEIRA FEIJÓ
MARCIO NUNES CORREA8
MARTIELO IVAN GEHRCKE
MARTIELO IVAN GEHRCKE2
RODRIGO FONSECA DA FONSECA
VANESSA DA SILVEIRA PEREIRA

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
UFPel / Universidade Federal de PelotasR$ 45.600,00UGR
Agropecuária Dourado / Comercial Agropecuária Dourado Ltda.R$ 10.000,00Coordenador

Plano de Aplicação de Despesas

DescriçãoValor
339030 - Material de ConsumoR$ 10.000,00
339018 - Auxílio Financeiro a EstudantesR$ 45.600,00

Página gerada em 28/02/2024 00:07:58 (consulta levou 0.146348s)