Nome do Projeto
Multiações patrimoniais no Museu do Doce - Edição 2021
Ênfase
Extensão
Data inicial - Data final
26/04/2021 - 15/12/2021
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Humanas
Eixo Temático (Principal - Afim)
Cultura / Educação
Linha de Extensão
Patrimônio cultural, histórico e natural
Resumo
Esse projeto objetiva promover ações de extensão no âmbito do Museu do Doce-ICH/UFPel. As atividades serão desenvolvidas em formato online, e se as condições sanitárias decorrentes da pandemia de Covid-19 permitirem também nas dependências do referido Museu, seguindo-se então os protocolos sanitários vigentes. O projeto tem como parâmetro conceitos gerais sobre memória e patrimônio e o próprio patrimônio representado pela sede do museu e de seu acervo. Serão envolvidos estudantes da UFPel dos cursos de Museologia e de Conservação e Restauração de Bens Culturais Móveis, dentre outros. O projeto tem também base na publicação "Subsídios para a elaboração de Planos Museológicos" além do "Dossiê de Registro da Região Doceira de Pelotas e Antiga Pelotas do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN)" e do próprio regimento do Museu do Doce da UFPel "Resolução nº 16, de 19 de dezembro de 2019". A proposta reconhece a importância do patrimônio encontrado no Museu do Doce, seja pela dimensão arquitetônica de sua sede e entorno, seja pela cultura do Doce propriamente dita, Patrimônio Cultural Imaterial de Pelotas.

Objetivo Geral

Espera-se que os resultados do projeto colaborem com a consolidação dos espaços e ações institucionais do Museu quanto a sua missão, de acordo com o Art. 2º de seu regimento, qual seja: "salvaguardar os saberes e fazeres da tradição doceira de Pelotas e região, bem como, a pesquisa e comunicação desse patrimônio" de forma articulada com as ações de extensão previstas na proposta.

Justificativa

Esse projeto de extensão considera, a partir do "Dossiê de Registro da Região Doceira de Pelotas e Antigas Pelotas do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN)", a importância do trânsito das práticas e saberes relacionados aquilo que torna o doce em Pelotas uma forma singular de Patrimônio Imaterial. Portanto, a realização das ações previstas pelo projeto, ao colaborarem com as atividades do museu, colaboram também com a valorização desses patrimônio na medida em que potencializarão essa circulação de saberes e memórias por meio de atividades museais.

Metodologia

Realização de reuniões online regulares com os membros participantes do projeto.
Construção coletiva de estratégias e ações que tornem possível o alcance dos objetivos do projeto.
Prática de leitura e discussão sobre os temas pertinentes ao projeto.
Ações práticas e variadas no âmbito do Museu do Doce, no sentido de materializar propostas e objetivos do projeto.

Indicadores, Metas e Resultados

O projeto terá resultado satisfatório na medida em que, por meio de suas propostas e ações, colaborar com a ampliação da capacidade de registro e divulgação das informações e conhecimentos oriundos do patrimônio cultural imaterial relativo ao Doce de Pelotas e região da antiga Pelotas. Nesse sentido, a contagem do número de produções culturais diversas que dialoguem com o tema do doce, constitui-se em um indicador simples, porém, efetivo, do alcance e possível sucesso das referidas propostas.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ANDREA LACERDA BACHETTINI2
DANIELLA MANO MARQUES
MATHEUS CRUZ6
ROBERTO HEIDEN5
SANDRA REGINA XAVIER CAVALHEIRO

Página gerada em 17/08/2022 22:04:57 (consulta levou 0.076541s)