Nome do Projeto
Ação Interdisciplinar a Carroceiros e Charreteiros na Periferia de Pelotas
Ênfase
Extensão
Data inicial - Data final
15/05/2017 - 15/08/2020
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Agrárias
Eixo Temático (Principal - Afim)
Saúde / Saúde
Linha de Extensão
Saúde Animal
Resumo
O Projeto “Ação interdisciplinar a carroceiros e charreteiros na periferia de Pelotas”, envolve alunos da graduação, pós-graduação e residentes do programa de residência multiprofissional e professores com o intuito de cumprir com o preceito da indissociabilidade ensino-pesquisa-extensão e, a partir de um projeto didático-pedagógico com ações inter-profissionais e inter-institucionais, atuar e fornecer atendimento aos animais da comunidade de carroceiros e catadores de lixo da cidade de Pelotas, minimizando a vulnerabilidade e exclusão social. Além disso, o projeto busca investir na melhoria da qualidade de vida da população a partir da orientação sobre saúde pública, saúde animal e bem-estar através de palestras educativas e capacitações.

Objetivo Geral

Pretendendo cumprir com o preceito da indissociabilidade ensino-pesquisa-extensão e a partir de um projeto didático-pedagógico para a flexibilização e integralização curricular e a interdisciplinaridade, com ações inter-profissionais e inter-institucionais objetivamos:
- Constituir uma equipe multidisciplinar (saúde pública, direito, educação, recreação, arte, cultura e cidadania) para atuar na Comunidade CEVAL com a finalidade de minimizar a vulnerabilidade e exclusão social e investir na melhoria da qualidade de vida da população que ali reside.

Como objetivos específicos pretendemos:
- Propiciar uma melhor expectativa de futuro às crianças da comunidade através de ações recreativas, técnicas e pedagógicas;
- Estimular responsabilidade social e fluxo de informações e conhecimento entre os atores do projeto;
- Construir uma cultura de mobilização comunitária conduzidas pelas necessidades comuns, motivando o crescimento pessoal dos indivíduos com suas diferenças e, assim, procurar romper barreiras sociais;
- Incentivar a profilaxia das principais doenças, através de programas de educação e prevenção;
- Proporcionar aos estudantes uma vivência multi e interdisciplinar com atuação em uma comunidade da periferia da zona urbana de Pelotas para que possam exercitar aprendizados de forma holística;
- Propiciar a formação de profissionais de nível superior integrados à realidade local, regional e brasileira;
- Oferecer oportunidades de exercício de cidadania, nas diversas áreas de atuação através da multidisciplinaridade;
- Fornecer ao público alvo informações e conhecimentos básicos nas diversas áreas de atuação da Universidade;
- Utilizar a equipe multiprofissional para formar extensionistas nas diferentes áreas de formação acadêmica;
- Produzir e disponibilizar saberes nos meios e fóruns acadêmicos sobre a experiência.

Justificativa

Localizado na periferia urbana de Pelotas, a CEVAL comunidade atendida pelo programa interdisciplinar pode ser caracterizada como abaixo da linha de pobreza, o que por si só a indica para ser o público alvo do Projeto de Extensão. A partir do cadastro sócio-econômico realizado, e do trabalho comunitário de mais de 7 anos, obtivemos informações que descrevem as 400 famílias e percebemos que há uma história que os une: são famílias jovens, com muitos filhos, sobrevivem da coleta de resíduos da cidade, trabalham com animais de tração (cavalos e carroças), tem baixa escolaridade e pouco vínculo com direitos essenciais como escola e saúde (não há, no local, nem escola nem posto de saúde). O Projeto de Extensão: Ação Interdisciplinar a carroceiros e catadores de Pelotas, se justifica por sua:
- Natureza acadêmica: o projeto oportunizará que a partir da Faculdade de Veterinária outras as Faculdades envolvidas, através de diferentes ações extensionistas, integrem os preceitos da Universidade quanto ao seu caráter público (ensino, pesquisa e extensão) produzindo saberes, disponibilizando-os à comunidade e formando professores com novos princípios;
- Possibilidade de Inclusão social: a comunidade é caracterizada como de vulnerabilidade social extremada, despossuída de bens econômicos e com frágeis vínculos sociais e culturais. Através desse projeto de extensão poderá acessar a ação extensionista universitária;
- Necessidade: Há um público-alvo (em torno de duas mil pessoas) ávido por informações, atendimentos, orientação e vínculos com os saberes e práticas que a Universidade dispõe;
- Relação com a sociedade: Existe uma convivência semanal com a comunidade alicerçada no trabalho do Ambulatório Veterinário e, no último ano, em ações dos demais profissionais que se somaram ao trabalho extensionista. Isso possibilita a execução do Programa no mais curto prazo;
- Preponderância do tema: Minimizar a vulnerabilidade social de uma comunidade é sempre um tema preponderante, intimamente ligado às políticas públicas do Estado.
- Relevância Social: Há, na comunidade ribeirinha, um grupo significativo de crianças sem perspectiva social a continuar o quadro de abandono cidadão. Pessoas e animais convivem em uma mesma área dividindo espaço e comida, como forma de sobrevivência. Vivem sem as mínimas condições de saúde e a despeita do trabalho com o lixo que é recolhido com o auxílio dos cavalos, que são elementos fundamentais para a sobrevivência destas famílias;
- Oportunidade: a UFPel tem, em seu quadro de projetos de Extensão, experiências longevas de sucesso no atendimento a grupos vulneráveis além de ter uma longa e competente experiência no atendimento à população que trabalha com animais, caracterizando a oportunidade em realizar, de forma interdisciplinar, o programa;
- Viabilidade: a proposição tem uma equipe qualificada e experiente nas diferentes áreas e é apoiado por uma rede de colaboradores que atuam em diferentes projetos na cidade. Além disso, cada um desses professores conta com um grupo de extensionistas que, de forma voluntária, tem atuado incansavelmente junto À comunidade, o que torna viável sua execução dentro do prazo;
- Missão da Universidade Pública: A relação que a Universidade deve preservar com a sociedade é de impacto social através de ações transformadoras sobre os problemas sociais no sentido de inclusão de grupos que estão à margem não apenas economicamente. Através do acesso a processos de trocas de saberes, pode e deve formular, implementar e avaliar iniciativas no campo da inclusão cidadã;
Por fim, entendemos que cabe à Universidade, intervir e tornar menor, através da produção de saberes e da proposição de ações, a desigualdade social em nossa região. É da natureza e missão da Universidade Pública a proposição de saídas teóricas e metodológicas e a ela cabe sensibilizar e produzir formas de participação solidária de jovens universitários com a realidade.

Metodologia

Este projeto de extensão constitui-se de uma proposta que envolve extensão, ensino e pesquisa. Tem como pressuposto básico o caráter interdisciplinar, ou seja, uma equipe de trabalho formada por orientadores e estudantes de graduação e pós-graduação, que irão propor ações de interação entre as áreas do conhecimento para a atuação na comunidade. Situa-se no campo da intervenção qualitativa e a intenção é que as ações possibilitem a integração de saberes para encontrar soluções aos problemas comunitários, assim como facilitem a relação das pessoas que compõe o grupo de trabalho, o público alvo e a comunidade em geral.
Para tal, os procedimentos a serem adotados são:
- Todo trabalho deverá obedecer a um cronograma e não poderá romper com princípio que norteia este projeto, a interdisciplinaridade;
- Todas as intervenções deverão ser discutidas e aprovadas pela coordenação do projeto e seus demais membros;
- Cada uma das áreas de conhecimento deverá ter um professor orientador e um grupo de estudantes que tem a responsabilidade de propor formas de atuação na comunidade dentro de sua especialidade e linha de atuação;
- As ações poderão, eventualmente, ser assistenciais, mas devem ter como objetivo a evolução para projetos de pesquisa e ensino a partir dos dados e material colhidos na atuação.

Indicadores, Metas e Resultados

Durante o período vigente do projeto, serão realizadas atividades multi e interdisciplinares envolvendo os alunos e professores cadastrados no projeto, tal como profissionais de diferentes áreas que atuaram diretamente na comunidade CEVAL. Através do assistencialismo social pretende-se atingir mais de 400 famílias que utilizam o cavalo como meio de sustento ou como forma de complemento da renda. Serão oferecidos atendimentos semanais aos animais destas famílias, tais como equinos, bovinos e animais de companhia, com o intuito de melhorar a qualidade de vida destes animais, incentivar a profilaxia de doenças e fornecer informações referentes a nutrição, sanidade e manejo. Além disso, serão realizadas ações periódicas com a comunidade envolvendo profissionais da medicina veterinária, pedagogia, enfermagem, direito e psicologia. Dentre estas atividades, serão realizadas palestras informativas, oficinas e atividades recreativas envolvendo crianças e adultos. A partir destas ações será possível transmitir informações básicas de diversas áreas para as famílias cadastradas, fornecer atendimento veterinário aos animais da comunidade e a prevenção de doenças, proporcionando aos extensionistas o aperfeiçoamento técnico, contato com a realidade local e o exercício da cidadania.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ALICE CORRÊA SANTOS
AUGUSTO LUIZ POSTAL DALCIN
BRUNA DA ROSA CURCIO1
BRUNA DOS SANTOS SUÑÉ MORAES
CAMILA GERVINI WENDT
CARLOS EDUARDO WAYNE NOGUEIRA
CAROLINA LITCHINA BRASIL
CASSIANO MORAES DORNELES
CHARLES FERREIRA MARTINS1
DÉBORA MACHADO NOGUERA
EDUARDO GAUSS GRIEBELER
FERNANDA MARIA PAZINATO
FERNANDA TIMBO D'EL REY DANTAS
FRANCINE DEQUECH BELEM
GABRIELA CASTRO DA SILVA
JEMHALLY DILLENBURG HACK
JOÃO PEDRO HÜBNER ETGES
JULIO NETTO DOS SANTOS DANIELSKI
LEANDRO AMERICO RAFAEL1
LETÍCIA DA SILVA SOUZA
LORENA SOARES FEIJO
LUCIANA DE ARAUJO BORBA
LUZIA LEON COELHO LEAL
MARCO AURELIO SILVEIRA NUNES FILHO
MARIANA ANDRADE MOUSQUER
MIKAELE SAYURE TAKADA
NATHALIA DE OLIVEIRA FERREIRA
NATÁLIA RIBEIRO PINTO
RAFAELA PINTO DE SOUZA
TAMARA FONSECA ORTIZ
TATIANE LEITE ALMEIDA
THIAGO SIMON PES
VINICIUS DE SOUZA IZQUIERDO
VITÓRIA MÜLLER

Página gerada em 22/10/2019 00:52:58 (consulta levou 0.126574s)