Nome do Projeto
Central de Artes: os técnicos artistas e seus territórios de atuação
Ênfase
Extensão
Data inicial - Data final
17/05/2021 - 21/05/2025
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Linguística, Letras e Artes
Eixo Temático (Principal - Afim)
Cultura / Educação
Linha de Extensão
Artes integradas
Resumo
A Central de Artes é um espaço que lota servidores técnicos administrativos atuantes em ações de pesquisa, ensino e extensão que tem por finalidade integrar essas atividades ao atendimento de alunos, professores, técnicos e comunidade em geral. De tal modo, nos organizamos no sentido de construir e experimentar nova forma de ambiente organizacional que gere condições efetivas e afetivas para se atuar coletivamente e colaborativamente. A partir de ações situadas em frentes de trabalho unificadas, surge dentro desse contexto novas formas de pensar e agir dentro de um centro tão diversificado. Estamos falando aqui de uma unidade plural que abriga cursos de diferentes linguagens artísticas e saberes que se entrecruzam. Nesse sentido, o grupo de técnicos buscou a criação de um projeto unificado que favoreça encontros, convergências de interesses, construção de vínculos, sentidos de pertencimentos e formas de socialização das ações protagonizadas pelos técnicos. Assim, pretendemos fortalecer a interação dialógica da comunidade acadêmica com a sociedade por meio da troca de conhecimentos, da participação e do contato com as questões complexas contemporâneas presentes no contexto social, essa interação será possibilitada através das ações propostas pelo projeto. E ainda, ao mesmo tempo, a inserção dos discentes irá oportunizar aos mesmos uma formação cidadã na prática da execução das ações numa proposta de projeto que valoriza a integração com várias áreas simultâneas do saber. Portanto, será possível pensar numa dimensão coletiva em que as especificidades se potencializam a partir das trocas, das partilhas, dos diálogos e dos cruzamentos gerados. Assim, poderemos aproveitar as características e as potencialidades de uma Unidade como a do Centro de Artes, a qual abrange uma diversidade de cursos e criar territórios/tempos construídos por práticas que articulam ensino/extensão/pesquisa, ancoradas em processo pedagógico interdisciplinar, político educacional, cultural, científico e tecnológico.

Objetivo Geral

Promover, ampliar, qualificar e capacitar a atuação articulada e colaborativa entre os Técnicos Administrativos em Educação conjuntamente a discentes e a docentes do Centro de Artes na criação de territórios/tempos construídos de modo dialógico com as comunidades a partir de práticas que articulam ensino/extensão/pesquisa. E ainda, potencializando uma dimensão formativa, ao criar espaços de aprendizados teóricos-práticos aos acadêmicos, principalmente com vivências enquanto agente de atividades extensionistas, com vistas ao desenvolvimento de práticas que se estabelecem no contato direto com a realidade.

Justificativa

A Central de Artes constitui um espaço privilegiado de formação que integra técnicos, estudantes e professores do Centro de Artes com intenção de debater, repensar práticas educativas em torno da arte na contemporaneidade. Nesse momento, interessa ao grupo problematizar a fruição, a produção, a reflexão a partir das ações mobilizadas pelos técnicos sobre nossa área de conhecimento. Os técnicos que atendem demandas específicas com ênfase em arte-educação integram o conselho, as câmaras de ensino, pesquisa e extensão do Centro de Artes. Estimulando tanto o protagonismo dos profissionais quanto a qualificação da Unidade em termos administrativos, acadêmicos, e em termos de inserção social. Pensando, assim, na ampliação do protagonismo, da proatividade, da integração e da qualificação da atuação profissional, surge a ideia de criar uma Central de Artes com projeto para articular as ações dos técnicos lotados no Centro de Artes.
As ações propostas via Central de Artes articulada com discentes e docentes justificam-se, pois, além de ampliar as possibilidades de reflexões e práticas no campo das artes, o projeto atua no sentido de atender demandas sociais. Enquanto os acadêmicos conhecem as comunidades, eles interferem e entendem melhor os meandros do funcionamento dos diferentes espaços educativos, o que possibilita a construção de um diálogo afinado com as necessidades comunitárias.

Metodologia

A Central de Artes (que é o grupo articulador desse projeto), apresenta-se constituída por diferentes servidores técnicos administrativos com saberes específicos: Auxiliar em Administração; Contra-regra; Coreógrafa; Costureira de Espetáculo-Cenário; Diagramadora; Diretor de Produção; Editor de Imagem; Operador de Câmera de Cinema e TV; Técnico em Audiovisual; Técnico em Laboratório (Programação Visual); Técnico em Música. Os quais possuem atribuições gerais e específicas de cada cargo. A forma de trabalho assumida nesse projeto parte de uma metodologia de natureza aberta, flexível e híbrida que permite operar com diferentes métodos e estratégias para alcançar os objetivos propostos. Tais como: identificação de demandas, discussão de propostas, redefinição de metas, pesquisa bibliográfica, pesquisa-ação, execução das ações (mostras, feiras, seminários, grupos de estudos, cursos, atividades culturais/artísticas/educacionais, produção de materiais etc), avaliação, registro, divulgação e disseminação de resultados e produtos para a comunidade em geral.
Dando uma forma de trabalho que visa criar ações que integrem todos os cursos do Centro de Artes, realizar-se-á anualmente um "Evento Interdisciplinar" como a FICA- a qual pretende interagir com os futuros acadêmicos as práticas e projetos dos cursos do Centro de Artes. A feira Integrada dos Cursos de Artes é uma proposição dos técnicos do centro de Artes em conjunto com discentes e docentes para fomentar e articular com a sociedade as possibilidades de inserção dos futuros estudantes as atividades deste centro. Um evento que interage com a organização de todos os agentes do Centro de Artes e com os interesses e as demandas da comunidade externa.
Desenvolvendo materiais e ferramentas de informação, a divulgação do C.A. (Agenda Cultural) será de responsabilidade deste projeto, democratizando de forma mais ampla as informações dos cursos e eventos promovidos por essa unidade.
Coordenando e participando de ações na unidade e da universidade, se atuará em atividades de ensino, pesquisa e extensão previamente planejadas (conjuntamente aos docentes e aos acadêmicos).
A organização se dará através de reuniões de planejamento e avaliação, que serão realizadas semanalmente para a orientação dos integrantes conforme as ações pré-postas.
Os projetos de pesquisa executados pelos técnicos, discentes e docentes serão fortalecidos ao se integrarem a uma agenda comum de compartilhamento e planejamento de ação. E os resultados, frutos de estudos e pesquisas serão amplamente divulgados e compartilhados com a comunidade.

Indicadores, Metas e Resultados

Fomentar formas de estar junto para que as ações coletivas do projeto possam fazer fruir o compartilhamento dos resultados. Assim sendo, as discussões com a comunidade local e acadêmica serão potencializadas e as ações do Centro de Artes disponibilizadas com maior integração;

Participação da comunidade externa principalmente nos cursos, feiras, pesquisas e demais atividades culturais-artísticas-educacionais, criando assim sentidos de pertencimento a universidade pública;

Com a capacitação interna dos técnicos envolvidos no projeto, as demandas poderão ser atendidas com maior proficiência;

Divulgar e dar visibilidade às ações do Centro de Artes e assim, criar uma dimensão pública do que se faz e o que se produz dentro deste centro;

Para os acadêmicos, o contato direto com as circunstâncias reais e cotidianas estimula discussões facilitadoras da construção de conhecimento teórico e prático em consonância com a realidade. Ou seja, as ações contribuem para a promoção da cidadania, o desenvolvimento da auto-organização e autonomia de todos os envolvidos.

Esse projeto pretende avançar na reflexão sobre as questões do campo das artes, com apresentação de suas pesquisas de maneira ampla, além de oferecer à comunidade exposições de trabalhos, cursos de formação, atividades culturais, etc. Ainda enfatizamos a maior integração entre alunos de licenciatura, bacharelado, professores e demais funcionários, que aborde temas que muitas vezes não são contemplados na grade curricular, e que propicie o incentivo a pesquisa e autonomia na formação dos alunos.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ADRIANE RODRIGUES CORRÊA
ALEXANDRE SEVERO MASOTTI17
ANA JULIA DOS SANTOS VIANNA
ANA PAULA FREITAS MARGARITES
ANNA GIULIA MORETTI ALVARENGA
CARLOS WALTER ALVES SOARES6
CATIA FERNANDES DE CARVALHO26
CÍNTIA LANGIE ARAUJO2
DANIELA LLOPART CASTRO3
EMANUEL ANTUNES DOS SANTOS
EMILY DA SILVA DE MOURA
Eduardo Guedes Pacheco
FABIANO GUSTAVO HENDGES
FERNANDA DE SOUZA MOREIRA
Fernando do Ó Neto
GABRIEL BILHALVA ALVES
GABRIELA MAGALHAES MONTEIRO
GEOVANNA REIS BRITO
GIULIA BELMONTE KIST
GUSTAVO DE OLIVEIRA NUNES
HENRIQUE OLIVEIRA BORGES
JERONIMO NETTO DE AZAMBUJA
JONATHAN ALEXANDER ARAUJO GREGORY
JORDAN BUCHOVITEZ DA SILVA
JOSIANE DUARTE DOS SANTOS CRIZÉL43
JOSIMARA WIKBOLDT SCHWANTZ
LARISSA TAVARES MARTINS36
LAURA CORDEIRO MILKE
LIVEA LUZEIRO DO CARMO
LUANA DE MELO PEREIRA11
LUNA AURORA ANTUNES MAKSUDE
MARIA EDUARDA LISBOA SILVEIRA
MARINA DOS SANTOS PEREIRA29
Maiara Borraz de Ávila
Marcelo Barros de Borba6
NADIA DA CRUZ SENNA5
NÁTHALY DE BARROS BORGES
TATIANA DOS SANTOS DUARTE
THAIS DOS SANTOS RAMOS
THIAGO HEINEMANN RODEGHIERO
THIAGO HEINEMANN RODEGHIERO31
VITORIA ALVES E ALVES
WESLEY BARBOZA PEREIRA

Página gerada em 24/05/2024 00:56:24 (consulta levou 0.268248s)