Nome do Projeto
Central de Artes: os técnicos artistas e seus territórios de atuação
Ênfase
Extensão
Data inicial - Data final
17/05/2021 - 19/05/2023
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Linguística, Letras e Artes
Eixo Temático (Principal - Afim)
Cultura / Educação
Linha de Extensão
Artes integradas
Resumo
A Central de Artes é um espaço que lota servidores técnicos administrativos atuantes em ações de pesquisa, ensino e extensão que tem por finalidade integrar essas atividades ao atendimento de alunos, professores, técnicos e comunidade em geral. De tal modo, nos organizamos no sentido de construir e experimentar nova forma de ambiente organizacional que gere condições efetivas e afetivas para se atuar coletivamente e colaborativamente. A partir de ações situadas em frentes de trabalho unificadas, surge dentro desse contexto novas formas de pensar e agir dentro de um centro tão diversificado. Estamos falando aqui de uma unidade plural que abriga cursos de diferentes linguagens artísticas e saberes que se entrecruzam. Nesse sentido, o grupo de técnicos buscou a criação de um projeto unificado que favoreça encontros, convergências de interesses, construção de vínculos, sentidos de pertencimentos e formas de socialização das ações protagonizadas pelos técnicos. Assim, pretendemos fortalecer a interação dialógica da comunidade acadêmica com a sociedade por meio da troca de conhecimentos, da participação e do contato com as questões complexas contemporâneas presentes no contexto social, essa interação será possibilitada através das ações propostas pelo projeto. E ainda, ao mesmo tempo, a inserção dos discentes irá oportunizar aos mesmos uma formação cidadã na prática da execução das ações numa proposta de projeto que valoriza a integração com várias áreas simultâneas do saber. Portanto, será possível pensar numa dimensão coletiva em que as especificidades se potencializam a partir das trocas, das partilhas, dos diálogos e dos cruzamentos gerados. Assim, poderemos aproveitar as características e as potencialidades de uma Unidade como a do Centro de Artes, a qual abrange uma diversidade de cursos e criar territórios/tempos construídos por práticas que articulam ensino/extensão/pesquisa, ancoradas em processo pedagógico interdisciplinar, político educacional, cultural, científico e tecnológico.

Objetivo Geral

Promover, ampliar, qualificar e capacitar a atuação articulada e colaborativa entre os Técnicos Administrativos em Educação conjuntamente a discentes e a docentes do Centro de Artes na criação de territórios/tempos construídos de modo dialógico com as comunidades a partir de práticas que articulam ensino/extensão/pesquisa. E ainda, potencializando uma dimensão formativa, ao criar espaços de aprendizados teóricos-práticos aos acadêmicos, principalmente com vivências enquanto agente de atividades extensionistas, com vistas ao desenvolvimento de práticas que se estabelecem no contato direto com a realidade.

Justificativa

A Central de Artes constitui um espaço privilegiado de formação que integra técnicos, estudantes e professores do Centro de Artes com intenção de debater, repensar práticas educativas em torno da arte na contemporaneidade. Nesse momento, interessa ao grupo problematizar a fruição, a produção, a reflexão a partir das ações mobilizadas pelos técnicos sobre nossa área de conhecimento. Os técnicos que atendem demandas específicas com ênfase em arte-educação integram o conselho, as câmaras de ensino, pesquisa e extensão do Centro de Artes. Estimulando tanto o protagonismo dos profissionais quanto a qualificação da Unidade em termos administrativos, acadêmicos, e em termos de inserção social. Pensando, assim, na ampliação do protagonismo, da proatividade, da integração e da qualificação da atuação profissional, surge a ideia de criar uma Central de Artes com projeto para articular as ações dos técnicos lotados no Centro de Artes.
As ações propostas via Central de Artes articulada com discentes e docentes justificam-se, pois, além de ampliar as possibilidades de reflexões e práticas no campo das artes, o projeto atua no sentido de atender demandas sociais. Enquanto os acadêmicos conhecem as comunidades, eles interferem e entendem melhor os meandros do funcionamento dos diferentes espaços educativos, o que possibilita a construção de um diálogo afinado com as necessidades comunitárias.

Metodologia

A Central de Artes (que é o grupo articulador desse projeto), apresenta-se constituída por diferentes servidores técnicos administrativos com saberes específicos: Auxiliar em Administração; Contra-regra; Coreógrafa; Costureira de Espetáculo-Cenário; Diagramadora; Diretor de Produção; Editor de Imagem; Operador de Câmera de Cinema e TV; Técnico em Audiovisual; Técnico em Laboratório (Programação Visual); Técnico em Música. Os quais possuem atribuições gerais e específicas de cada cargo. A forma de trabalho assumida nesse projeto parte de uma metodologia de natureza aberta, flexível e híbrida que permite operar com diferentes métodos e estratégias para alcançar os objetivos propostos. Tais como: identificação de demandas, discussão de propostas, redefinição de metas, pesquisa bibliográfica, pesquisa-ação, execução das ações (mostras, feiras, seminários, grupos de estudos, cursos, atividades culturais/artísticas/educacionais, produção de materiais etc), avaliação, registro, divulgação e disseminação de resultados e produtos para a comunidade em geral.
Dando uma forma de trabalho que visa criar ações que integrem todos os cursos do Centro de Artes, realizar-se-á anualmente um "Evento Interdisciplinar" como a FICA- a qual pretende interagir com os futuros acadêmicos as práticas e projetos dos cursos do Centro de Artes. A feira Integrada dos Cursos de Artes é uma proposição dos técnicos do centro de Artes em conjunto com discentes e docentes para fomentar e articular com a sociedade as possibilidades de inserção dos futuros estudantes as atividades deste centro. Um evento que interage com a organização de todos os agentes do Centro de Artes e com os interesses e as demandas da comunidade externa.
Desenvolvendo materiais e ferramentas de informação, a divulgação do C.A. (Agenda Cultural) será de responsabilidade deste projeto, democratizando de forma mais ampla as informações dos cursos e eventos promovidos por essa unidade.
Coordenando e participando de ações na unidade e da universidade, se atuará em atividades de ensino, pesquisa e extensão previamente planejadas (conjuntamente aos docentes e aos acadêmicos).
A organização se dará através de reuniões de planejamento e avaliação, que serão realizadas semanalmente para a orientação dos integrantes conforme as ações pré-postas.
Os projetos de pesquisa executados pelos técnicos, discentes e docentes serão fortalecidos ao se integrarem a uma agenda comum de compartilhamento e planejamento de ação. E os resultados, frutos de estudos e pesquisas serão amplamente divulgados e compartilhados com a comunidade.

Indicadores, Metas e Resultados

Fomentar formas de estar junto para que as ações coletivas do projeto possam fazer fruir o compartilhamento dos resultados. Assim sendo, as discussões com a comunidade local e acadêmica serão potencializadas e as ações do Centro de Artes disponibilizadas com maior integração;

Participação da comunidade externa principalmente nos cursos, feiras, pesquisas e demais atividades culturais-artísticas-educacionais, criando assim sentidos de pertencimento a universidade pública;

Com a capacitação interna dos técnicos envolvidos no projeto, as demandas poderão ser atendidas com maior proficiência;

Divulgar e dar visibilidade às ações do Centro de Artes e assim, criar uma dimensão pública do que se faz e o que se produz dentro deste centro;

Para os acadêmicos, o contato direto com as circunstâncias reais e cotidianas estimula discussões facilitadoras da construção de conhecimento teórico e prático em consonância com a realidade. Ou seja, as ações contribuem para a promoção da cidadania, o desenvolvimento da auto-organização e autonomia de todos os envolvidos.

Esse projeto pretende avançar na reflexão sobre as questões do campo das artes, com apresentação de suas pesquisas de maneira ampla, além de oferecer à comunidade exposições de trabalhos, cursos de formação, atividades culturais, etc. Ainda enfatizamos a maior integração entre alunos de licenciatura, bacharelado, professores e demais funcionários, que aborde temas que muitas vezes não são contemplados na grade curricular, e que propicie o incentivo a pesquisa e autonomia na formação dos alunos.

Página gerada em 21/09/2021 14:02:28 (consulta levou 0.202973s)