Nome do Projeto
Avaliação de cepas de Mycobacterium bovis BCG expressando antígenos quiméricos como vacinas contra leptospirose animal frente a desafio heterólogo
Ênfase
Pesquisa
Data inicial - Data final
01/12/2021 - 01/12/2023
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Multidisciplinar
Resumo
A leptospirose é uma doença infecciosa emergente de importância global causada por espiroquetas do gênero Leptospira. Diferentes abordagens têm sido exploradas para o desenvolvimento de uma vacina recombinante de amplo espectro contra essa doença. Nosso grupo construiu dois antígenos quiméricos compostos de proteínas de Leptospira interrogans, que quando vetorizados por BCG recombinante para avaliação como formulação vacinal contra leptospirose animal foram capazes de conferir taxas de 100% de proteção e imunização esterilizante dos hamsters submetidos a desafio homólogo. O primeiro antígeno quimérico é composto pelas proteínas de membrana externa LipL32, LemA e LigANI e o segundo antígeno quimérico é constituído por epítopos das proteínas barril-β transmembrana (βb-OMP) LIC10896, LIC10964 e LIC12374. A fim de buscar ampliar o espectro de proteção para diferentes cepas de Leptospira sanando assim a atual problemática das vacinas disponíveis contra leptospirose, que protegem apenas contra os sorovares específicos presentes na formulação vacinal, este projeto tem por objetivo avaliar a taxa de proteção e resposta imunológica dos animais vacinados com as cepas de rBGC frente a desafio heterólogo contra as cepas leptospirais Canicola, Pomona e Mozdok.

Objetivo Geral

Avaliar o potencial imunoprotetor de cepas recombinantes de M. bovis BCG expressando antígenos quiméricos previamente construídos pelo nosso grupo, sendo uma quimera constituída das proteínas de membrana externa LemA, LipL32 e LigANi, e outra constituída de epítopos das proteínas barril-beta transmembrana LIC10896, LIC10964 e LIC12374, frente à desafio heterólogo com os sorovares Canicola, Pomona e Mozdok em hamsters sírio dourado (Mesocricetus auratus).

Justificativa

A leptospirose é uma das doenças zoonóticas mais difundidas mundialmente. O desenvolvimento de uma vacina efetiva contra diferentes sorovares leptospirais promoverá significativo impacto na saúde pública, na produção e bem estar animal. Com este projeto, buscamos caracterizar a capacidade de proteção heteróloga e indução da resposta imune por duas formulações recombinantes com bons resultados frente a desafio homólogo. Com os resultados que serão obtidos esperamos validar as vacinas alvo deste estudo, contribuindo para o desenvolvimento de um produto com inovação tecnológica capaz de impactar positivamente a saúde humana e animal. Este projeto fará parte de uma dissertação de mestrado. Além disso, a execução do projeto possibilitará a formação de recursos humanos e a produção de conhecimento que será divulgado através de artigos científicos, patentes e de outros meios de divulgação científica.

Metodologia

Nos dias 0 e 21, nos grupos correspondentes serão administradas duas doses das formulações vacinais BCG Pasteur ou rBCG contendo cada uma 106 UFC pela via subcutânea, e da bacterina contendo 109 células de Leptospira spp. pela via intramuscular.Cada grupo será desafiado intraperitonealmente cinquenta e um dias após a primeira dose conforme descrito por OLIVEIRA et al 2021, utilizando uma dose de 100 x a DL50 de cada cepa de Leptospira. Para obtenção do soro, coletas de sangue serão conduzidas durante os períodos pré e pós imune nos dias 0, 21 e 51 por punção de veia gengival usando anestesia com isoflurano, e os soros serão posteriormente separados e armazenados a -20 ° C. Após o desafio, os animais serão monitorados diariamente durante 30 dias, a fim de se acompanhar e registrar os possíveis sinais clínicos de leptospirose. Conforme as normas e regulamentos do Comitê de Ética em Experimentação Animal (CEEA), animais moribundos serão eutanasiados por inalação de CO2. Os critérios adotados para determinação da eutanásia serão perda de 10% do peso máximo, hematúria, sangramento nasal, prostração, pelo eriçado, apatia e falta de apetite. Animais sobreviventes 30 dias pós desafio serão eutanasiados pelo mesmo método. Serão realizadas análises histopatológicas de amostras de tecido renal, hepático e pulmonar dos animais sobreviventes, assim como avaliação da proteção contra colonização renal através de PCR quantitativo em tempo real e cultura dos rins em meio EMJH. A resposta imune humoral será avaliada através de ELISA e a proteção contra mortalidade e as taxas de sobrevivência serão determinadas usando teste exato de Fisher e teste de log-rank.

Indicadores, Metas e Resultados

Caracterizar o potencial imunoprotetor de vacinas baseadas em BCG recombinante contra
leptospirose através de desafio heterólogo em hamsters. Determinar a capacidade dessas vacinas de
conferir imunidade cruzada contra diferentes sorovares da bactéria, atendendo a uma problemática
amplamente relatada na literatura em relação as bacterinas, vacinas convencionais que são
sorovar-específicas. Além disso, proporcionar o aumento do conhecimento referente ao
desenvolvimento de vacinas vetorizadas por BCG contra a leptospirose, resultando em pelo menos
um artigo científico veiculado em periódico de circulação internacional e em resumos divulgados em
congressos científicos. Este projeto também possibilitará o treinamento e a qualificação de alunos de
graduação e pós-graduação no decorrer de seu período de atividades.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
AMILTON CLAIR PINTO SEIXAS NETO
ANDRIELE BÖNEMANN MADRUGA
FRANCISCO DENIS SOUZA SANTOS
MARA ANDRADE COLARES MAIA
NATASHA RODRIGUES DE OLIVEIRA
ODIR ANTONIO DELLAGOSTIN1
THAIS LARRÉ OLIVEIRA1
TIFFANY THUROW BUNDE
VITÓRIA ADRIELLY CATSCHOR DOS SANTOS

Página gerada em 29/06/2022 16:35:53 (consulta levou 0.068190s)