Nome do Projeto
Avaliação da durabilidade natural e de tratamentos preservativos em madeira e painéis de madeira
Ênfase
Pesquisa
Data inicial - Data final
14/03/2022 - 22/12/2023
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Agrárias
Resumo
A biodeterioração da madeira é um aspecto limitante para a utilização desta nobre matéria prima. Basicamente, existem duas estratégias para minimizar esta problemática: o uso de madeiras de maior resistência natural ou a utilização de madeiras com tratamento preservativo. Neste contexto o objetivo do presente projeto é avaliar a durabilidade natural e o tratamento preservativo de madeiras e painéis de madeira. Para tanto serão avaliadas madeiras oriundas de florestas plantadas na região de Pelotas-RS, como: Acacia mearnsii e espécies dos gêneros Eucalyptus e Pinus, tanto na forma de madeira sólida, como também painéis destas madeiras. As avaliações ocorreram a partir do estabelecimento de campo de apodrecimento e em ensaios acelerados como em câmara de intemperismo e ensaios acelerados com cupins de madeira seca e fungos apodrecedores, de acordo com as normas ASTM D-2017 (1994b), ASTM D-1413 (1994a), ASTM 3345-D (1999) e DIN 68800 (1994). Para o tratamento preservativo serão analisados substâncias naturais e sintética de baixo impacto ambiental.

Objetivo Geral

Avaliar a durabilidade natural e tratamentos preservativos em madeira e painéis de madeira.

Justificativa

A madeira é um material nobre, com inúmeras qualidades e, extremamente, versátil podendo ser utilizada para a confecção de delicados objetos como instrumentos musicais, pequenos utensílios como um palito de fósforo e também na construção de estruturas que demandam enorme resistência mecânica como prédios ou pontes. Além de todas essas propriedades a madeira ainda é um recurso natural, facilmente, renováveis e que demanda um baixo insumo energético para a geração de seus produtos. Entretanto, a madeira apresenta algumas fragilidades, uma delas é estar sujeita a biodeterioração. Isto se deve ao fato da madeira ser um material de origem orgânica. Este aspecto acaba por limitar a vida útil dos produtos de madeira, fato indesejável para qualquer material. Entre as principais formas de minimizar a deterioração da madeira, ou seja, prolongar a vida útil de seus produtos, estão o uso de madeiras de maior durabilidade natural e o emprego de tratamento preservativo à madeira e seus derivados como os painéis reconstituídos. Desta forma o presente projeto visa avaliar a durabilidade natural, principalmente, de madeiras cultivadas na região de Pelotas-RS. Assim como, avaliar produtos para o tratamento preservativo para madeira e painéis de madeira, buscando identificar preservativos naturais e de baixo impacto ambiental.

Metodologia

No estudo serão utilizadas, basicamente, madeiras oriundas de florestas plantadas na região de Pelotas-RS. Sendo da espécie Acacia mearnsii e espécies dos gêneros Eucalyptus e Pinus. Serão avaliadas peças de madeira sólida e também painéis de madeira (principalmente, compensados e MDPs). Os painéis de madeira serão produzidos no Laboratório de Painéis de Madeira (LAPAM) do Centro de Engenharias (CEng) da Universidade Federal de Pelotas (UFPel). As avaliações ocorrerão a partir do estabelecimento de experimentos em campo de apodrecimento e ensaios acelerados. O campo de apodrecimento será instalado no Centro Agropecuário da Palma (CAP) da UFPel, sendo realizadas periódicas avaliações. Os ensaios acelerados serão realizados no Laboratório de Biodegradação da Madeira (LBM) do CEng da UFPel. Para os ensaios acelerados será utilizada câmara de intemperismo e serão realizados experimentos com exposição da madeira e painéis de madeira ao ataque de cupins de madeira seca (Cryptotermes brevis) e fungos apodrecedores, de acordo com as normas: ASTM D-2017 (1994b), ASTM D-1413 (1994a), ASTM 3345-D (1999) e DIN 68800 (1994). Os dados obtidos nos experimentos serão submetidos a análise estatística a partir de análise de variância e teste de comparação de médias.

Indicadores, Metas e Resultados

Consolidar uma linha pesquisa sobre durabilidade e preservação da madeira, considerando madeiras cultivadas na região de Pelotas-RS.
Entre os resultados esperados destacam-se: verificar a durabilidade natural de espécies cultivadas na região. Assim como, identificar substâncias e produtos que possam ser utilizados como preservantes de madeira e de painéis de madeira, tendo escopo ambiental.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
CINTIA BOLDT SOUZA2
ERIKA DA SILVA FERREIRA2
FELIPE DOS SANTOS CARDOSO
LEONARDO DA SILVA OLIVEIRA4
MARCOS THEODORO MULLER4
MATHEUS RECH
MERIELEN DE CARVALHO LOPES2
VINICIUS REIS VASQUES2

Página gerada em 30/06/2022 07:39:13 (consulta levou 0.092199s)