Nome do Projeto
Qualificação de madeiras oriundas de sistemas silvipastoris implantados na metade Sul do Rio Grande do Sul
Ênfase
Pesquisa
Data inicial - Data final
22/03/2022 - 22/12/2023
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Agrárias
Resumo
O sistema silvipastoril é uma importante alternativa para a produção de madeira em propriedades rurais, integrando a produção pecuária e a produção florestal. Este sistema vem sendo implementado na metade sul do Rio Grande do Sul, considerando a tradição econômica com a pecuária e investimentos em plantios florestais na região. Neste contexto, o objetivo do presente projeto é avaliar a qualidade da madeira produzida em sistema silvicultural na metade sul do Rio Grande do Sul. Na avaliação da qualidade da madeira serão consideradas propriedades como a densidade básica; o crescimento excêntrico, a relação cerne alburno, a durabilidade natural, a incidência de defeitos pré e pós secagem. A densidade básica será determinada a partir da norma Norma ABCP M 14/70. A durabilidade será avaliada a partir do estabelecimento de campo de aprodecimento e ensaios acelerados de acordo com as normas: ASTM D-2017 (1994b) e para controle de cupins as normas ASTM D-1413 (1994a) e ASTM 3345-D (1999) e a norma alemã DIN 68800 (1994). Os defeitos serão avaliados a partir das normas para classificação de madeira serrada de folhosas (IBDF, 1983). Os dados obtidos serão submetidos a análise estatística a partir de análise de variância e teste de comparação de médias.

Objetivo Geral

Avaliar a qualidade da madeira oriunda de sistemas silvipastoris implantados na metade Sul do Rio Grande do Sul.

Justificativa

O crescimento de árvores é influenciado por aspectos genéticos e por aspectos ambientais aos quais estas plantas estão expostas. Os aspectos ambientais passam pelas questões edafo-climáticas e pelo manejo florestal adotado. Isto implicará, diretamente, na qualidade da madeira produzida. O comportamento deste crescimento será distinto entre um manejo em povoamentos tradicionais homogêneos (maciço florestal) e em um sistema silvipastoril (linhas ou outros arranjos). No sistema silvipastoril a maior disponibilidade de luz e menor competição hídrica e nutricional entre as árvores terá efeito na qualidade da madeira produzida. Desta forma, o presente projeto tem por objetivo avaliar a qualidade desta madeira produzida em sistema silvipastoril. O conhecimento da qualidade desta madeira produzida em sistema silvicultural é determinante para o entendimento das possibilidades de finalidade de uso destas madeiras. Espera-se que com esses conhecimentos gerados, com a verificação da qualidade e os possíveis usos destas madeiras, possa sirvir como estimulo a intensificação de plantios no sistema silvipastoril na região.

Metodologia

Será avaliada a qualidade de madeiras oriundas de sistemas silvipastoris implantados na metade sul do Rio Grande do Sul. A avaliação vai considerar propriedades como densidade básica; o crescimento excêntrico, a relação cerne alburno, a durabilidade natural, a incidência de defeitos pré e pós secagem. A densidade básica será determinada a partir da norma Norma ABCP M 14/70. Para tanto, serão retirados discos com aproximadamente 2,5 cm de espessura da base do tronco e a 25%, 50%, 70% e 90% da altura total. Para o crescimento excêntrico será avaliado o deslocamento e excentricidade da medula serão calculados, por meio das equações abaixo, para cada uma das extremidades da tora. Será tomada como variável de estudo a média por tora, ou seja, a média dos dois valores obtidos em cada tora.
A relação cerne/alburno será determinada, inicialmente, a partir de identificado em cada torete, a região limite entre cerne e albur¬no, De uma extremidade à outra de cada torete, serão traçadas duas retas perpendiculares, passando pelo cen¬tro da medula. serão feitas as medições do diâ¬metro total e do diâmetro do cerne com uma ré¬gua de precisão igual a 10 mm.
A durabilidade será avaliada a partir do estabelecimento de campo de aprodecimento e ensaios acelerados de acordo com as normas: ASTM D-2017 (1994b) e para controle de cupins as normas ASTM D-1413 (1994a) e ASTM 3345-D (1999) e a norma alemã DIN 68800 (1994). Os defeitos serão avaliados a partir das normas para classificação de madeira serrada de folhosas (IBDF, 1983). Os dados obtidos serão submetidos a análise estatística a partir de análise de variância e teste de comparação de médias.

Indicadores, Metas e Resultados

No presente projeto visa-se estabelecer estudos a respeito da qualidade da madeira oriunda de sistemas silvipastoris, tendo como preceito ser um suporte e contribuir para a consolidação deste tipo de sistema de cultivo em nossa região.
Espera-se determinar qualidade da madeira, particularmente, considerando a densidade básica, a durabilidade e a incidência de defeitos nestas madeiras oriundas de sistemas silvipastoris;
A partir da identificação da qualidade destas madeiras sinalizar a potencialidade de uso deste material.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
CINTIA BOLDT SOUZA4
ERIKA DA SILVA FERREIRA2
FELIPE DOS SANTOS CARDOSO
GABRIEL VALIM CARDOSO2
Helio Tonini
LEONARDO DA SILVA OLIVEIRA4
MARCOS THEODORO MULLER4
MATHEUS RECH
MERIELEN DE CARVALHO LOPES4
VINICIUS REIS VASQUES2

Página gerada em 30/06/2022 08:19:28 (consulta levou 0.113499s)