Nome do Projeto
Galeria Virtual da Gestão Integrada do Patrimônio Cultural
Ênfase
Extensão
Data inicial - Data final
14/03/2022 - 29/02/2024
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Multidisciplinar
Eixo Temático (Principal - Afim)
Comunicação / Cultura
Linha de Extensão
Patrimônio cultural, histórico e natural
Resumo
A Galerira Virtual da Gestão Integrada do Patrimônio Cultural é um projetode apoio ao Polo Morro Redondo da Cátedra Unesco-IPT Humanidades e Gestão Cultural Integrada do Território. A cátedra é um programa transdisciplinar, internacional, criado dentro do Programa Cátedras Unesco Unitwin, focado na Gestão Cultural das Paisagens Culturais e na Sustentabilidade. Neste sentido, também promove a integração com as ciências naturais e sociais. Tem origem no projeto europeu Apheleia (www.apheleiaproject.org ) e se desenvolve em um sistema de rede de cooperação entre países de diferentes continentes através de universidades parceiras. No Brasil, a Universidade Federal de Pelotas é uma das universidades parceiras em acordo de cooperação firmado com o Município de Morro Redondo, Universidade Católica de Pelotas e Instituto Politécnico de Tomar. Um dos pilares da Cátedra para a governança dos territórios culturais é a comunicação. E, neste sentido, cumpre à Galeria Virtual GIPC agregar parceiros para exposições relacionadas ao tema da Cátedra. A Galeria foi implantada em um projeto anterior, com o título Museu Virtual da UFPel. No entanto, como sua configuração não pretende gerar acervo museológico, nem documentação fixa, a nomenclatura anterior não se sustentava. Agora implantada, a Galeria será propositiva em exposições envolvendo diretamente a comunidade. Portanto, no seu conselho curador estará, além da representação da municipalidade, convidados da própria comunidade. A curadoria deverá desenvolver por meio de temas as demandas apresentadas ao Polo Morro Redondo por representantes da comunidade. São temas diretamente ligados à sustentabilidade e que podem convergir para a salvaguarda do patrimônio imaterial da Tradição Doceira.

Objetivo Geral

Manter ativa a agenda de exposições e produtos da Galeria, envolvendo diretamente a comunidade de Morro Redondo, tornando-se, assim, um espaço compartilhado de visões da população do município sobre seus traços culturais.
Dado o fácil acesso e o manejo intrinsecamente familiar aos jovens, a Galeria objetiva estabelecer-se como um canal de comunicação entre os valores das comunidades do município e das gerações recentes. Sobre essas há que se dizer a tendência a evadir da cidade em decorrência de vários fatores, inclusive o educacional, haja vista a falta de escola de ensino médio no município.
Mantendo uma agenda dinâmica de produtos vinculados (vídeos, catálogos etc.) a Galeria pretende ser um local de discussão sobre os fatos anelados ou transversais à tradição doceira colonial, enriquecendo o repertório de ações de salvaguarda desse patrimônio imaterial.

Justificativa

Entre as principais características do Polo Morro Redondo está a de ser uma instância habilitada a contribuir, em curto espaço de tempo, com a salvaguarda da tradição doceira colonial no município. Ressalta-se que compete ao município apresentar ações de salvaguarda, mobilizadas dentro de um conjunto convergente de outras ações, que possam subsidiar o IPHAN para a manutenção do selo de patrimônio imaterial da nação a essa tradição alimentar local. Ações isoladas estão sendo feitas por diferentes grupos, no entanto, com registros também isolados que não sistematizam possibilidades para que a municipalidade possa, com participação efetiva da comunidade, elaborar, propor e ativar uma política de salvaguarda municipal. A Galeria Virtual da Gestão Integrada do Patrimônio Cultural vem a ser mais um elemento ativo, de comunicação contínua, para organizar e registrar aspectos elencados pela própria comunidade como essenciais para o reconhecimento do seu território e nele, a tradição doceira colonial como um patrimônio sustentável. Não se apresenta a Galeria como uma ferramenta investida de potencial exclusivo para ser um vetor da salvaguarda local, mas um espaço de fácil acesso, contemporâneo, dinâmico que demanda, agora que está implantada, apenas recursos humanos. No que tange ao seu atingimento, é necessário destacar que o Polo Morro Redondo é um piloto para o exercício de integração da comunidade local, mas, as soluções operadas e as atividades exitosas serão oferecidas aos demais municípios da região denominada pelo INRC como Antiga Pelotas (Morro Redondo, Turuçu, Arroio do Padre e Capão do Leão).

Metodologia

_ O trabalho de manutenção da Galeria Virtual implica na duplicação do espaço virtual pela manutenção de sucessivas exposições no mesmo ambiente expositivo virtual, com o propósito de ter as exposições anteriores como parte de um catálogo móvel, acessível simultaneamente com a nova exposição. Assim, independente da produção dos catálogos, as exposições estarão disponíveis para visitação, não sendo desativadas por conta de novas propostas.
- A elaboração das duas exposições previstas para 2022 e 2023 implicam em um trabalho de construção da proposta junto com a municipalidade, como foi a primeira e com as representações da comunidade.
- Tendo em vista o foco na tradição doceira, na formação do jovem rural, no saneamento básico e no empreendedorismo (demandas da comunidade local apresentadas ao Polo Morro Redondo por seus representantes), pretende-se que o material expositivo a compor as exposições contemple a combinação dos temas, de modo que cada proposta possa vir a ser um espaço de reflexão sobre as comunidades locais (sob diversos aspectos).
- Para motivar a comunidade, pretende-se que as exposições possam elencar atividades prévias como concurso fotográfico, aulas abertas, debates e outras instâncias que mobilizem os grupos locais para se apropriarem-se da proposta de tal modo que os temas específicos podem advir da própria.
- A curadoria, seja do espaço expositivo como dos suportes verbais de comunicação, será construída do mesmo modo, com efetiva participação da comunidade.
-Promoção de encontros para orientar parte da comunidade não habilitada para o uso de recursos digitais às funcionalidades do site.

Indicadores, Metas e Resultados

Indicadores
Carga horária dos gestores do município dispensada às reuniões do Polo Morro Redondo.
Número de atividades com a comunidade para construção das propostas expositivas.
Número de participantes da comunidade nas reuniões abertas chamadas pelo Polo.
Adesão da comunidade (expressa em número de representantes)
Número de exposições realizadas
Número de catálogos ou similares produzidos
Valor de investimentos diretos

Metas
2 exposições por ano
Produção de 2 catálogos
Abertura das exposições realizadas com a participação da comunidade
Envolvimento efetivo dos grupos sociais e/ou representantes com toda a proposta

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
AMANDA MENSCH ELTZ
ANGELICA BOETTGE DOS SANTOS MILECH
CAROLINA CABREIRA MAGALHÃES FALCÃO
FRANCISCA FERREIRA MICHELON4
GIANLUCCA DE MENDONCA BUZO
Giane Trovo Belmonte
ISABELA ALMEIDA NOGUEIRA
JOAO FERNANDO IGANSI NUNES6
JOSSANA PEIL COELHO
PRISCILA CHAGAS OLIVEIRA
RAYZA ROVEDA ATAIDES
UBIRAJARA BUDDIN CRUZ1

Página gerada em 29/02/2024 18:21:59 (consulta levou 0.205360s)