Nome do Projeto
Perscrutando novas possibilidades de investigação historiográfica no Centro de Documentação (CEDOC) do Centro de Estudos em História da Educação (Ceihe-UFPel)
Ênfase
Pesquisa
Data inicial - Data final
26/05/2022 - 25/05/2024
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Humanas
Resumo
O presente projeto, intitulado “Perscrutando novas possibilidades de investigação historiográfica no Centro de Documentação (CEDOC) do Centro de Estudos em História da Educação (Ceihe-UFPel)”, tem como principal objetivo a adequação do Centro de Documentação do Centro de Estudos e Investigação em História da Educação (CEDOC/Ceihe-UFPel), a fim de potencializar pesquisas que se subsidiem de seu acervo, investigando processos e práticas educativas – escolares e não-escolares – no ambiente cultural, pedagógico e político local, regional e transnacional, particularmente no que se refere à cultura escolar, arquivos de memória, instituições educativas, imigrantes, cultura impressa e infância. Culminando com a elaboração, organização e publicação de coletâneas de textos que abordem aspectos da história e da memória de instituições e práticas de ensino local, regional e transnacional. Como objetivos específicos, pretendese: adequar o espaço do CEDOC com recursos que garantam o acesso aos seus acervos e possibilitem a realização de pesquisas; organizar e catalogar parte dos acervos do CEDOC; digitalizar uma parcela de documentos, ofícios e textos escolares, a fim de salvaguardar essas fontes para futuros empreendimentos investigativos; produzir e orientar uma série de pesquisas cuja temática se voltem aos objetos dos acervos do CEDOC e às práticas de educabilidade inseridas no interior de um conjunto de representações de determinadas sociedades, em específicos contextos históricos; publicar pesquisas no campo da História da Educação, por meio da produção de e-books, contando com a colaboração de variados pesquisadores da área do Rio Grande do Sul. Vale destacar o pioneiro processo de institucionalização do Centro de Estudos e Investigações em História da Educação (Ceihe), no âmbito do Programa de Pós-Graduação em Educação na Universidade Federal de Pelotas (UFPel), no ano de 2000. Essa iniciativa, possibilitou a organização de um espaço específico para o desenvolvimento de pesquisas de Mestrado e Doutorado diretamente vinculadas com a História da Educação brasileira, com especial destaque para os locus regional e local (Região Sul do Estado). Pertinente, também, alertar no que se refere ao objetivo de preservar e constituir acervos documentais, o Ceihe foi responsável pela criação e manutenção do Centro de Documentação (CEDOC). Um espaço dedicado à preservação da memória da História da Educação regional, conservando todo o tipo de material e constituindo acervos documentais temáticos; disponibilizando o acervo documental – fontes impressas, manuscritas e iconográficas; constituir um acervo de dissertações e teses produzidas no campo da história da educação; reconstituindo a materialidade das rotinas e do cotidiano escolar: carteiras escolares, mesas, lousas, lápis, canetas, palmatórias, cadernos escolares, manuais escolares; recolhendo e catalogando materiais doados por instituições ou pessoas; promovendo exposições e mostras sobre História da Educação. Durante muitos anos, o maior desafio do CEDOC foi vencer a exiguidade de espaços físicos dentro da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), uma vez que o acervo do CEDOC possui alguns milhares de títulos – destaco, aqui, a existência de manuais, textos e documentos escolares raros. Esse obstáculo só foi completamente superado no ano de 2021, quando o Ceihe garantiu adequadas condições para o CEDOC assumir seus principais escopos. Atualmente, o CEDOC disponibiliza, no quadro da UFPel, de apropriado espaço. No entanto, poucos são os recursos que o Centro dispõe, prejudicando, assim, a própria consulta nos acervos e a produção de pesquisa, tanto pelos membros do Ceihe, como por usuários externos.

Objetivo Geral

A adequação do Centro de Documentação do Centro de Estudos e Investigação
em História da Educação (CEDOC/Ceihe-UFPel) a fim de potencializar pesquisas
que se subsidiem de seu acervo, investigando processos e práticas educativas –
escolares e não-escolares – no ambiente cultural, pedagógico e político local,
regional e transnacional, particularmente no que se refere à cultura escolar,
arquivos de memória, instituições educativas, imigrantes, cultura impressa e
infância. Culminando com a elaboração, organização e publicação de coletâneas
de textos que abordem aspectos da história e da memória de instituições e práticas
de ensino local, regional e transnacional.

Justificativa

O campo da História da Educação, desde a década de 1980 e particularmente na
década subsequente, assumiu relativa projeção no âmbito das pesquisas na área da
Educação ao se preocupar com as narrativas relativas aos tempos, aos objetos, às
disposições legais, à arquitetura institucional, às memórias escolares e às culturas
educacionais.
Ao evidenciarmos a História como campo privilegiado para a dinâmica intelectual
interpretativa, que organiza, compõe, constrói e critica as fontes à luz de uma teoria, a
operação historiográfica se constituiu como resultado de uma combinação de um lugar
social, de práticas científicas e de escrita (CERTEAU, 1984). Não obstante, Maria Helena
Camara Bastos (2016) ao refletir sobre o cenário da História da Educação no Brasil,
argumentou que nas últimas décadas há um ligeiro esforço, de diferentes grupos,
entidades e pesquisadores para construir uma memória do conhecimento educacional e
escolar. Nesse sentido, que o campo historiográfico da educação, notadamente no Rio
Grande do Sul, tem se fortalecido desde a criação da Associação Sul-Rio-Grandense de
Pesquisadores em História da Educação (ASPHE), ainda no ano de 1995. Essas
condições, possibilitaram a multiplicação no número de grupos de pesquisas e de
investigadores dedicados a problematizar e discutir os diferentes aspectos do campo,
abrindo ainda novas perspectivas de pesquisa por meio da interligação com outros campos
teóricos e se valendo do advento das novas tecnologias a fim de salvaguardar seus
acervos.
Entre esses grupos de pesquisas, podemos destacar o pioneiro processo de
institucionalização do Centro de Estudos e Investigações em História da Educação
(Ceihe), no âmbito do Programa de Pós-Graduação em Educação na Universidade Federal
de Pelotas (UFPel), no ano de 2000. Essa iniciativa, possibilitou a organização de um
espaço específico para o desenvolvimento de pesquisas de Mestrado e Doutorado
diretamente vinculadas com a História da Educação brasileira, com especial destaque para
os locus regional e local (Região Sul do Estado). O resultado desse empreendimento
sistemático de orientação e condução de pesquisas em muito se deve aos professores
Elomar Tambara, Giana Lange do Amaral, Eduardo Arriada, Patrícia Weiduschadt e,
agora acrescido, pelo proponente deste projeto, Fernando Cezar Ripe da Cruz.
O Ceihe está registrado junto ao CNPq e tem como proposições centrais a
promoção e desenvolvimento da pesquisa educacional de caráter histórico, o fomento das
5
investigações sobre instituições e experiências educativas de diferentes épocas, a
preservação e constituição de acervos documentais para pesquisa historiográfica, o
desenvolvimento de estudos comparados e a produção de publicações científicoacadêmicas no campo da História da Educação.
Sobre o processo de criação do Ceihe,
Sua concepção em grande parte esteve norteada pelos debates e
abordagens desse campo, onde despontam temas como: história das
instituições escolares, cultura escolar, cultura material escolar,
impressos estudantis, manuais escolares, cartilhas, memórias de
professores, etc [...] temas como a cultura material escolar, a estrutura
interna das escolas, seus programas e currículos, os manuais escolares,
os agentes educacionais, estão nas nossas análises, assim como, os
sistemas educacionais (ARRIADA; TAMBARA; TEIXEIRA, 2012, p.
23).
No que se refere ao objetivo de preservar e constituir acervos documentais, o
Ceihe foi responsável pela criação e manutenção do Centro de Documentação (CEDOC).
Um espaço dedicado à preservação da memória da História da Educação regional,
conservando todo o tipo de material e constituindo acervos documentais temáticos;
disponibilizando o acervo documental – fontes impressas, manuscritas e iconográficas;
constituir um acervo de dissertações e teses produzidas no campo da história da educação;
reconstituindo a materialidade das rotinas e do cotidiano escolar: carteiras escolares,
mesas, lousas, lápis, canetas, palmatórias, cadernos escolares, manuais escolares;
recolhendo e catalogando materiais doados por instituições ou pessoas; promovendo
exposições e mostras sobre História da Educação.
Durante muitos anos, o maior desafio do CEDOC foi vencer a exiguidade de
espaços físicos dentro da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), uma vez que o acervo
do CEDOC possui alguns milhares de títulos – destaco, aqui, a existência de manuais,
textos e documentos escolares raros. Esse obstáculo só foi completamente superado no
ano de 2021, quando o Ceihe garantiu adequadas condições para o CEDOC assumir seus
principais escopos.
Atualmente, o CEDOC disponibiliza, no quadro da UFPel, de apropriado espaço.
No entanto, poucos são os recursos que o Centro dispõe, prejudicando, assim, a própria
consulta nos acervos e a produção de pesquisa, tanto pelos membros do Ceihe, como por
usuários externos.
Em vista disso, o presente projeto tem como principal problematização a
necessidade de adequação do Centro de Documentação do Centro de Estudos e
6
Investigação em História da Educação (CEDOC/Ceihe-UFPel), com o propósito de
garantir os objetivos e metas descritos abaixo

Metodologia

O presente projeto tem como horizonte metodológico os aspectos indicados por
Frigerio e Poggi (1996) que apontam caminhos de análise do território escolar, onde são
tecidas estratégias de atuação do pesquisador junto aos arquivos e aos atores educacionais,
ressaltando ideias sobre a difícil articulação do tempo e do espaço escolar. Analogamente,
vale-se de alguns conceitos desenvolvidos por Nóvoa (1992, 1995) e Magalhães (1996),
com a intenção de perceber como a pesquisa no campo da História da Educação, das
Instituições Educativas e das Organizações Escolares são emergentes na compreensão de
um passado, cujas implicações refletem no presente. Segundo NÓVOA (1995, p. 25), a
emergência de uma sociologia das organizações escolares é um fenômeno recente, que
privilegia um nível meso de compreensão e de intervenção. Estando situado entre uma
abordagem centrada nas práticas escolares (uma percepção micro) e nas análises
socioinstitucionais focalizadas no sistema educativo (portanto, uma abordagem macro).
Para tanto, deve-se buscar conexão com as múltiplas fontes que transcendem o estudo de
estatutos, planos globais ou diretrizes que regem os mecanismos de escolarização. Esses
não bastam para definir a concretude da escola e das dinâmicas de ensino.
Pretende-se, assim, atingir os objetivos propostos realizando um estudo histórico
sobre as fontes disponíveis nos acervos do CEDOC, organizando e catalogando um banco
de dados sobre os variados temas de estudo e, ao mesmo tempo, organizando os textos
solicitados para a montagem das coletâneas que serão publicadas. Da mesma forma,
intenciona-se escrever artigos para publicação em periódicos e participar de eventos
acadêmicos para a divulgação deste trabalho.
Sobre o processo de salvaguarda das fontes, vale lembrar que
Ao romper a conexão anterior entre os textos e objetos, e entre discursos
e sua forma material, a revolução digital introduziu uma revisão radical
dos gestos e das noções que associamos com a palavra escrita. Apesar
da inércia de um vocabulário que tenta domar a novidade designandolhe palavras familiares, os fragmentos de textos que aparecem na tela
do nosso computador não são páginas, mas composições singulares e
efêmeras (CHARTIER, 2014, p. 22).
Deste modo, os “fragmentos de texto”, descritos nas palavras de Chartier (2014),
guardados pelo impresso e, posteriormente, digitalizados para garantir a sua salvaguarda,
serão fundamentais para a construção de futuras pesquisas, como relatamos a seguir nos
Resultados e Impactos Esperados.

Indicadores, Metas e Resultados

A adequação de um espaço de salvaguarda de fontes documentais e bibliográficas,
bem como de objetos da cultura material escolar no Centro de Documentação do CeiheUFPel garantirá, no futuro, a proliferação de pesquisas e investigações de características
originais e singulares devido à “preciosidade” que o acervo dispõe. Ao trazer à tona, tanto
para os membros do Ceihe, como ao público interessado, uma série de documentos e
impressos raros, o CEDOC, por meio da organização e arquivamento digital dos materiais
encontrados nos seus acervos, juntamente com referencial teórico adequado, abrirá
condições para a discussão e a elaboração de potentes pesquisas científico-acadêmicas.
Outro importante fato a considerar é a possibilidade de expandir o objeto de
estudo, uma vez que a adequação do CEDOC para a prática de pesquisas, garantirá
condições para a imersão de outros pesquisadores além dos já mencionados neste projeto
(Elomar Tambara, Eduardo Arriada, Patrícia Weiduschadt, Giana Lange do Amaral e o
proponente, Fernando Cezar Ripe da Cruz).
Por fim, cabe afirmar o caráter inesgotável, pois, a partir do acesso à alguns dados,
outros de maior ou igual relevância poderão contribuir para a compreensão da educação
local, regional e nacional justificando assim a pertinência do estudo. Ao final do projeto
se propõe efetivar a publicação de livros eletrônicos sobre as principais temáticas
investigas, contando com a colaboração de pesquisadores de diversas instituições de
ensino superior do Estado do Rio Grande do Sul.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
AMANDA RODRIGUES GUELSO
CRISTIAN KLUG PRIEBE
DIOGO FRANCO RIOS1
ELIAS KRUGER ALBRECHT
FERNANDO CEZAR RIPE DA CRUZ2
GIANA LANGE DO AMARAL1
Guilherme Felipe Pires
Laryssa Celestino Serralheiro
PATRICIA WEIDUSCHADT1

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
FAPERGS / Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado Rio Grande do SulR$ 23.500,00Coordenador

Plano de Aplicação de Despesas

DescriçãoValor
449052 - Equipamentos e Material PermanenteR$ 23.500,00

Página gerada em 30/01/2023 01:30:55 (consulta levou 1.724205s)