Nome do Projeto
Educação em Saúde e Serviços Clínicos Farmacêuticos no HE UFPel/EBSERH
Ênfase
Extensão
Data inicial - Data final
27/06/2022 - 31/12/2025
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências da Saúde
Eixo Temático (Principal - Afim)
Saúde / Educação
Linha de Extensão
Fármacos e medicamentos
Resumo
A área clínica da Farmácia vem se desenvolvendo ao longo das últimas décadas em virtude da importância de assegurar o tratamento certo, na dose correta, no tempo adequado, para determinado problema de saúde, ao menor custo possível,A educa à pessoa certa. Isso caracteriza o uso racional de medicamentos. No âmbito hospitalar, é imprescindível garantir a segurança do paciente. Segundo a Organização Mundial de Saúde e a Política Nacional de Segurança do Paciente, uma das metas da segurança do paciente é evitar erros de medicação. A academia fortalece a prática do serviço em uma instituição escola por meio de auxílio no planejamento, organização e desenvolvimento de processos na logística do medicamento, avaliação e revisão de indicadores para garantir que o medicamento certo chegue até a pessoa certa, sem ou com a menor probabilidade de riscos. Sendo assim, esse projeto tem como objetivo desenvolver ações de educação em saúde aos pacientes internados e seus cuidadores e promover educação permanente aos colaboradores do Serviço de Farmácia, de modo a fortalecer serviços clínicos farmacêuticos essenciais para a garantia da qualidade do tratamento recebido pelo paciente. Dessa forma, será possível promover maior segurança ao paciente internado por meio de um serviço de farmácia mais qualificado, explorando novas ações e fortalecendo ações já existentes, de forma interprofissional, envolvendo pacientes, cuidadores, colaboradores do Serviço de Farmácia Hospitalar e acadêmicos do Curso de Farmácia UFPel.

Objetivo Geral

Desenvolver ações de educação em saúde aos pacientes internados e seus cuidadores e ações de educação permanente aos colaboradores do Serviço de Farmácia do Hospital Escola (HE) UFPel/EBSERH.

Justificativa

A educação em saúde é uma ferramenta crucial para a promoção do uso racional de medicamentos e, consequentemente, garantia da segurança do paciente internado (BRASIL, 2013). Já que ela esclarece informações importantes sobre o processo saúde-doença do indivíduo, orienta sobre o uso do tratamento no hospital e após a alta hospitalar, indica redes de apoio para a sequência do tratamento na atenção primária e fortalece a confiança entre o profissional de saúde e o usuário, de forma integral e interdisciplinar. Do mesmo modo, a educação permanente de profissionais fortalece a qualidade do serviço prestado à comunidade ao aperfeiçoar conhecimentos e ao desenvolver novas habilidades clínicas (BRASIL, 2010). Diante disso, justifica-se ações de educação em saúde no Hospital Escola tanto para os pacientes internados e seus cuidadores, quanto para os colaboradores do Serviço de Farmácia Hospitalar e de Análises Clínicas, uma vez que promoverá melhorias na segurança do paciente internado, fortalecerá os serviços clínicos farmacêuticos já desenvolvidos na instituição e despertará novos processos de cuidado aos pacientes e seus cuidadores.

Metodologia

O projeto será caracterizado por dois braços principais de ações. Um será caracterizado por ações de educação em saúde direto em leito, com o paciente, por meio de anamnese farmacêutica, conciliação medicamentosa, revisão da farmacoterapia, acompanhamento clínico e orientações de alta hospitalar, sob supervisão do serviço de farmácia clínica do HE e de docentes do Curso de Farmácia UFPel. Ações de educação em sala de espera e com materiais educativos impressos/digitais também serão realizadas. O outro braço será caracterizado por ações de educação em saúde (palestras, roda de conversa, oficinas, webconferências etc) por meio de um programa de desenvolvimento permanente do Serviço de Farmácia Hospitalar e Análises Clínicas, em parceria com a Gestão de Ensino do HE. Serão realizados encontros de 1h por mês. Neste ano de 2022, será de junho a dezembro, fechando 7h de capacitação (os certificados serão fornecidos conforme a frequência). E assim, a ação será renovada a cada semestre. A equipe terá uma CH maior em virtude da organização.

Indicadores, Metas e Resultados

Indicadores: redução de erros de prescrição e dispensação; redução de problemas relacionados aos medicamentos.
Metas: melhoria da segurança do paciente; maior compreensão pelo paciente/cuidador do tratamento utilizado durante a internação; maior compreensão e garantia do acesso ao tratamento ao paciente após a alta hospitalar; maior confiança para a realização do processo de cuidado integral do paciente por parte da equipe do Serviço.
Resultados esperados: redução de riscos relacionados ao uso incorreto de medicamentos, promoção do uso racional de medicamentos, maior qualidade do serviço farmacêutico clínico e laboratorial prestado e maior satisfação dos usuários.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ANDRYELLE REIS OSVALD
DIOVANA PADILHA BUENO
GABRIELA KLEIN COUTO
JULIANE FERNANDES MONKS DA SILVA
LUCIANE D AVILA ROSENTHAL
NICOLE PAVELAK BECKER
PATRÍCIA CRISEL BARBOZA TUST
PAULO MAXIMILIANO CORREA
REJANE GIACOMELLI TAVARES
Tiara Furtado Dos Reis Machado

Página gerada em 22/02/2024 08:58:14 (consulta levou 0.160952s)