Nome do Projeto
Modelagem Biométrica em café Conilon
Ênfase
Pesquisa
Data inicial - Data final
04/10/2022 - 04/10/2026
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Agrárias
Resumo
O presente projeto visa o estudo da modelagem biométrica em face aos atuais desafios da cafeicultura de Conilon no país. Assim, estudar-se-ão ensaios experimentais de áreas representativas da cultura focando diferentes genótipos e anos de colheita para as principais variáveis componentes da produção. Dar-se-á destaque também às características dos grão (pós-colheita) e sua importância no rendimento e qualidade do produto final. O foco inicial será o melhoramento genético da cultura.

Objetivo Geral

Desta forma, o objetivo do presente projeto é o estudo da modelagem biométrica e de sua aplicabilidade no melhoramento genético e no desenvolvimento de tecnologias de condução da lavora em café conilon.

Justificativa

O Brasil é o maior produtor e exportador de café do mundo. No ano de 2021, sua produção foi de 47,71 milhões de sacas de 60 kg de grãos beneficiados; destas, 31,42 milhões de sacas foram de café arábica (Coffea arabica) e 16,29 de café conilon (Coffea canephora) (Conab 2022).
O Conilon, espécie perene, caracteriza-se por suas notáveis propriedades na produção de café solúvel, sendo frequentemente utilizado em blends com café arábica na indústria de grãos torrados/moídos, conferindo ao produto final expressiva capacidade de competição de mercado, devido ao seu maior rendimento industrial e menores preços praticados em sua comercialização (Fonseca et al. 2007).
O maior produtor brasileiro de Conilon é o Espírito Santo com uma produção em 2021 de 11,22 milhões de sacas (Conab 2022). Em grande parte, isso se deve aos programas de melhoramento e adoção de tecnologias associadas, como variedades clonais, plantio em linha, poda e alta densidade de plantas, usos eficientes de irrigação e avanços na nutrição.
Até o presente, diversas cultivares de café conilon foram lançadas, que por sua vez, vêm cumprindo seu papel no tocante do aumento de suas médias de produtividade, aliando-se a isto, a melhoria da qualidade dos cafés do Brasil (Bragança, 2001; Fonseca, 2004; Ferrão et al., 2007).
O grande desafio daqui por diante é a superação da produtividade das melhores cultivares atuais, face às particularidades da cultura. Neste contexto, Ferrão (2004) e Ferrão et al. (2007) afirmam ser necessário direcionar esforços no sentido do estudo da biometria e biotecnologia, associados ao melhoramento clássico. Além disso, são imprescindíveis metodologias biométricas adequadas, que permitam classificar, identificar e selecionar genótipos superiores (Borém e Miranda, 2009).

Metodologia

Serão analisados três ensaios experimentais 157 genótipos da espécie C. canephora var. conilon, pertencentes ao programa de melhoramento genético de café conilon do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper); no Estado do Espírito Santo, Brasil. Nos ensaios I e II foram estudados 40 materiais genéticos e no III, 117. Os ensaios foram instalados em regiões representativas do café conilon no Espírito Santo, em condições de sequeiro. As práticas de manejo, adubação, tratos culturais, podas e colheitas foram realizadas de acordo com as recomendações técnicas para a cultura do café conilon.
Inicialmente proceder-se-á a análise de repetibilidade para as características dos grãos, por modelagem biométrica clássica e via modelos mistos. Também serão explorados os coeficientes de variação para essas variáveis no intuito de estudá-los e compreendê-los. Pretende-se ainda aplicar a tecnica GGEBiplot para inferencia sobre adaptabilidade e estabilidade dos genótipos estudados.

Indicadores, Metas e Resultados

1) Verificar a possibilidade de seleção precoce para características dos grãos em café conilon via estudo de repetibilidade;

2) Propor uma normatização de coeficientes de variação para as principais variáveis de importancia relacionadas a produção de grão;

3) Estudar e recomendar genótipos de conilon mais adaptados em distintos ambientes;

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ANA MARIA BERSCH DOMINGUES
FABRICIO BANDEIRA CABRAL20
GUSTAVO SESSA FIALHO20
MARCO ANDRE PALDES DA COSTA12

Página gerada em 21/06/2024 11:23:00 (consulta levou 0.230483s)