Nome do Projeto
Ambulatório de Patologia do Trato Genital Inferior e Colposcopia
Ênfase
Extensão
Data inicial - Data final
01/01/2017 - 31/12/2018
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências da Saúde
Eixo Temático (Principal - Afim)
Saúde / Educação
Linha de Extensão
Saúde humana
Resumo
O ambulatório especializado em patologia do trato genital inferior e colposcopia tem por objetivo preencher a lacuna de atendimento às mulheres com exames citopatológicos do colo uterino alterado ou com alterações no exame ginecológico (lesões em vulva, vagina e colo uterino) que não estão enquadradas no atendimento de rotina na atenção básica, sejam elas benignas, pré-malignas ou invasoras. A proposta também visa capacitar os médicos residentes em obstetrícia e ginecologia para a realização de exames colposcópicos genitais e atendimento as lesões benignas e pré-malignas no trato genital feminino. Os alunos da graduação podem acompanhar os exames colposcópicos, mas nunca com prestadores do serviço, pelas características mais complexas dos referidos exames. As pacientes são referenciadas do próprio ambulatório de ginecologia, de outros ambulatórios da UFPEL, da rede municipal de saúde ou mesmo dos municípios da região sul do estado. As pacientes recebem tratamento clínico ou cirúrgico conforme resultado da avaliação. Os casos com indicação cirúrgica serão atendidos no ambulatório de ginecologia ou no bloco cirúrgico do Hospital Escola, conforme a complexidade do caso. Apenas pequenos procedimentos ambulatoriais são realizados na FAMED, como biópsias ou excisões de pequenos fragmentos. Procedimentos maiores, mesmo os ambulatoriais, serão realizados no bloco cirúrgico pela equipe da PTGIC, depois de cumpridos todos os requisitos de avaliação e autorização, conforme rotina das equipes cirúrgicas do HE UFPEL. Aquelas com câncer invasor serão diagnosticadas histologicamente e encaminhadas para o serviço de oncologia clínica ou cirúrgica, conforme os protocolos em questão. Todas elas são acompanhadas até o final do tratamento e serão devolvidas a atenção básica ao final do seguimento. A importância da oferta do serviço ultrapassa as atividades de ensino e funciona como referência em assistência para a rede de atenção a saúde da UFPEL, do município de Pelotas e para a região da 3ª Coordenadoria de Saúde, uma vez que outros municípios encaminham suas pacientes com exames alterados para esse ambulatório. O ambulatório envolve também a comunidade acadêmica em atividades de pesquisa. Existe um projeto de pesquisa em andamento para avaliar a correlação entre os exames citopatológicos, colposcópicos e histológicos, com o objetivo de avaliar a qualidade do serviço e também proporcionar publicações científicas com os dados da assistência realizada. Com isso acontece o encadeamento entre ensino, assistência e pesquisa. A coordenadora do estudo é professora no Departamento Materno Infantil, mas todos os professores e preceptores do departamento e todos os médicos residentes em obstetrícia e ginecologia fazem parte da equipe de colaboradores desse projeto de extensão.

Objetivo Geral

Prestar assistência em nível secundário e terciário às mulheres com exames clínicos ou citopatológicos alterados;
Ensinar a técnica de colposcopia para alunos do Programa de Residência médica em Obstetrícia e Ginecologia da UFPEL ao mesmo tempo em que está sendo oferecido à comunidade um serviço especializado não disponível em outras unidades de atenção básica da UFPEL;
Inserir alunos da graduação em atividades de média complexidade em saúde da mulher, realizar levantamento de dados do serviço para relatar em eventos científicos ou mesmo publicar esses resultados em periódicos indexados e de notável reconhecimento acadêmico.

Justificativa

Prencher uma lacuna na assistência às mulheres com exames alterados, que necessitam acompanhamento especializado ou mesmo procedimentos cirúrgicos, tanto diagnósticos quanto terapêuticos, relativos ao trato genital inferior feminino.

Metodologia

Agendamentos em dias específicos para realizar avaliações e colposcopias, mediante encaminhamento do serviço local ou referenciada de outra unidade da rede municipal de saúde (alguns casos são encaminhados de outros municípios, conforme contratualizações na região);
Sempre que necessário será realizada biópsia no colo uterino ou em outras lesões do trato genital inferior, por exemplo, em lesões ulceradas ou verrucosas de diagnóstico incerto.
O material será encaminhado para laboratório de patologia que fornece esse serviço (terceirizado).
Na sua consulta de retorno, portando o resultado do patologista, será definida a conduta mais adequada, conforme as Diretrizes Brasileiras para Rastreamento do Câncer de Colo Uterino, 2ª edição, 2016.
Caso seja necessário um tratamento cirúrgico, o mesmo será agendado no Bloco cirúrgico do Hospital Escola da UFPEL, com internação no serviço de ginecologia ou como procedimento Hospital Dia, dispensando a internação, conforme a complexidade maior ou menor a ser realizada no dia do procedimento.
Para acompanhamento pós operatório e seguimento pós tratamento, elas ficam agendadas no prórprio serviço, nos dias específicos programados para atender a especialidade.

Indicadores, Metas e Resultados

A meta é atender todas as mulheres encaminhadas para o serviço especializado, uma vez que esse tipo de atendimento é muito pouco oferecido na cidade e na região da 3ª Coordenadoria da Saúde.
Como resultado esperado, visa fazer diagnóstico precoce de alterações identificadas em exames de rastreamento (citopatológico) ou mesmo pela inspeção clínica com suspeita de alteração passível de avaliação em unidade secundária de atendimento.
Capacitar médicos residentes em exames colposcópicos e em cirurgias diagnósticas e terapêuticas no trato genital inferior.
Estimular alunos da graduação a relatar os achados nesse setor específicos, assim como desenvolver visão crítica para avaliar os nós que entravam o adequado funcionamento dos serviços de saúde.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ALESANDRA NAIARA DOS SANTOS FEITOSA
ALINE SCHERER
ANA ELISA HARTMANN
ANDRESSA PAOLA NOVELLO
BETINA DE ALMEIDA ARTUS
BRUNA FREIRE LUNA
BRUNA LUIZA NAVARRETE SILVA
CELENE MARIA LONGO DA SILVA4
DAIANE FERREIRA ACOSTA
DOUGLAS SENEM TELES DE SOUZA
ERIKA MAUCH VAZ
LARA FLORIO REAL LOYOLA2
LAURA ROEHE COSTA
RAFAELA HELENA MEZZOMO
RANNIERI EGIDIO ROLIM DE SOUSA
RODRIGO FERREIRA GARCIA
ROSILENE JARA REIS2

Página gerada em 18/09/2019 15:17:03 (consulta levou 0.109946s)