Nome do Projeto
Gestão de Reservas: Atuação do Curso de Conservação e Restauração da UFPel junto as Instituições Públicas e Privadas
Ênfase
Extensão
Data inicial - Data final
07/02/2023 - 07/02/2025
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Sociais Aplicadas
Eixo Temático (Principal - Afim)
Cultura / Tecnologia e Produção
Linha de Extensão
Patrimônio cultural, histórico e natural
Resumo
Considerando que o Patrimônio Cultural de Ciência e Tecnologia se constrói dentro das instituições de ensino a partir daquilo que é preservado, e que tem sua origem na produção do conhecimento científico e tecnológico resultante das atividades de extensão, ensino e pesquisa, podemos dizer que seus objetos e documentos são testemunhos de processos científicos é resultante dos desenvolvimentos tecnológicos e artísticos, formando seus acervos museológicos e/ou arquivísticos dentro das instituições públicas e privadas. No entanto, esse patrimônio só pode ser reconhecido, se entendermos que ele existe, o que o constitui, suas tipologias e se soubermos localizá-lo nesses espaços. A partir dessa ideia entende-se a importância das ferramentas de gestão da conservação, de suas informações e divulgação, para integridade e acesso ao patrimônio dessas instituições.

Objetivo Geral

Contribuir na gestão dos Laboratórios e Reservas Técnicas do curso de Conservação e Restauração de Bens Culturais da UFPEL e instituições parceiras ao projeto.

Objetivos Específicos:
- Elaborar instrumento de busca na forma de banco de dados das peças depositadas nas
reservas técnicas do Museu da Telecomunicações e do Curso de Conservação e
Restauração que servirá de modelo para outras instituições.
- Auxiliar nas compras de materiais relacionados aos laboratórios e reservas técnicas
citadas acima;
- Documentar e registrar as peças que compõem as reservas técnicas;
- Controlar a entrada e saída de objetos dos Laboratórios e Reservas Técnicas.

Justificativa

Justifica-se este projeto pela importância dos acervos institucionais que muitas vezes estão inacessíveis ou invisibilizados, este patrimônio só pode ser reconhecido, se entendermos que ele existe, do que ele é
constituído, as suas tipologias e se soubermos localizá-lo nesses espaços. A partir dessa ideia
entende-se a importância das ferramentas de gestão da conservação e preservação, para informações
e divulgação, para integridade e acesso, democratizando os acervos dessas instituições.

Metodologia

Projetar e organizar as informações do acervo localizados nas reservas técnicas a
serem inseridas durante a implementação de um banco de dados, utilizando o plugin
TAINACAN, de livre acesso e já usado por alguns museus da Rede de Museus da UFPEL.
Realizar orçamento de materiais necessários às atividades desenvolvidas pelos
Laboratórios e Reservas Técnicas;
Documentar e registrar através da criação de fichas catalográficas, fichas técnicas
e fotografias.
Controlar a documentação, termos de recibos, de entrada e saída de bens, dos
acervos do Laboratório de Conservação e das Reservas Técnicas, bem como aqueles
provenientes de outras instituições.
Relatórios dos trabalhos desenvolvidos.

Indicadores, Metas e Resultados

Número de objetos catalogados nas reservas técnicas;
Criação do Banco de dados utilizando o Tainacan;
Criação de modelos para Documentação e registro;
Gestão do Acervo: Controle de documentação, termos de recibos, de entrada e saída de bens, dos
acervos do Laboratório de Conservação e das Reservas Técnicas, bem como aqueles
provenientes de outras instituições;
Apresentação dos relatórios dos trabalhos desenvolvidos;
Participação em eventos acadêmicos.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ANDREA LACERDA BACHETTINI2
ANNELISE COSTA MONTONE2
DEBORA DA SILVA OLIVEIRA
KELI CRISTINA SCOLARI2
MAGDA VILLANOVA NUNES
NATHÂNIA MARIA DA SILVA

Página gerada em 25/04/2024 03:58:47 (consulta levou 0.154811s)