Nome do Projeto
Determinantes precoces das doenças crônicas não transmissíveis (DCNT) ao longo do ciclo vital: 30 anos da Coorte de Nascimentos de 1993, Pelotas, RS
Ênfase
Pesquisa
Data inicial - Data final
09/05/2023 - 30/06/2025
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências da Saúde
Resumo
Todas as crianças que nasceram nas maternidades da cidade de Pelotas, RS, em 1993, moradoras da zona urbana, vêm sendo acompanhadas periodicamente. A partir do segundo semestre de 2023 pretende-se realizar mais um acompanhamento com o objetivo de investigar a influência de exposições precoces e atuais como precursores de doenças crônicas não transmissíveis como as cardiovasculares, alterações de função pulmonar, asma, doenças mentais, dentre outras, aos 30 anos de idade; ainda, estimar a infecção por SARS-CoV02 durante a pandemia. Os membros desta coorte, aos 30 anos, serão entrevistados online e avaliados fisicamente na clínica situada junto ao Centro de Pesquisa em Saúde Dr. Amílcar Gigante, da UFPel. Os questionários dos adultos (membros da coorte) serão aplicados online, quando serão coletadas informações sobre dados demográficos, socioeconômicos, de alimentação, atividade física, hábitos de vida, eventos estressores, saúde mental e outros aspectos relacionados à saúde (incluindo a pandemia COVID-19). A realização das avaliações e exames físicos, como coleta de sangue, aferição de pressão arterial, espirometria, avaliação do tônus vascular, ultrassom de carótida e de fígado, exame de urina para avaliação de drogas, avaliação da composição corporal, polissonografia portátil e antropometria ocorrerão na Clínica do estudo e serão feitas após o recebimento do questionário online. Exceção ocorrerá se o membro chegar à Clínica sem ter completado seus questionários. Nesses casos, eles completarão o(s) instrumento(s) na Clínica de modo autoaplicado. Os exames, assim como o questionário, serão realizados somente após concordância do participante, com assinatura digital (para questionário online) e no local (para avaliação física) do Termo de Consentimento Informado. Questões relacionadas à sexo, drogas ilícitas, violência e aborto serão respondidas em questionário autoaplicado (confidencial). Aos 30 anos daremos seguimento ao acompanhamento da segunda geração (93 Cohort II), iniciada aos 22 anos, avaliando a saúde dos filhos dos membros da Coorte, entrevistando e medindo as crianças e entrevistando os pais (mãe ou pai não membro da Coorte). Todos os pais biológicos dos filhos dos membros da Coorte serão convidados a responder um pequeno questionário sobre a sua saúde e do seu(s) filho(s), assim como os pais não biológicos, ambos na Clínica do estudo. Para eles também o instrumento será online e a avaliação física das crianças será presencial, na mesma Clínica, quando será avaliado peso, altura, massas magra e gorda, e coleta de saliva. Esta coleta permitirá identificar relações intergeracionais entre aspectos sociais, ambientais, comportamentais e biológicos.

Objetivo Geral

Investigar determinantes precursores da saúde aos 30 anos, sendo que os desfechos
principais incluem doenças cardiovasculares, pulmonares, obesidade, saúde mental,
violência/estressores e capital humano.

Documentar as tendências temporais dos indicadores de saúde na infância,
adolescência e vida adulta, relacionando estas tendências às desigualdades
socioeconômicas e demográficas, como também a mudanças culturais, ambientais,
violência e na atenção à saúde, em um período de três décadas.

Coletar dados de qualidade sobre o estado nutricional e de saúde que serão utilizados
como variáveis de exposição para desfechos no futuro, como as DCNT.

Coletar dados sobre a COVID-19 e avaliar suas consequências à saúde.

Identificar novos membros da 93 Cohort II, de Pelotas, RS, e acompanhá-los, além
dos membros identificados anteriormente, para analisar a transmissão intergeracional
de doenças e o desenvolvimento de comportamentos de risco à saúde.

Justificativa

Este projeto tem por objetivo apresentar uma proposta de acompanhamento aos 30
anos de idade, dos nascidos na zona urbana da cidade de Pelotas, Rio Grande de Sul, Brasil,
em 1993, a qual deverá ser realizada a partir de outubro de 2023 até metade de 2024.
Os estudos de coorte de nascimentos têm obtido alta prioridade na agenda de pesquisa
dos países mais ricos em termos de investigação e avanço tecnológico. Tais estudos envolvem
a definição de um grupo de nascidos vivos em determinado período e incluem o
monitoramento da saúde destes indivíduos ao longo de suas vidas.
A importância das coortes de nascimentos vem do reconhecimento de que muitos dos
problemas que afetam a vida adulta têm sua origem no início da vida, incluindo a gestação
(Barker, 1999; Kuh et al., 2003). Apenas estudos que consigam coletar dados ao longo da
vida terão informação em qualidade e quantidade suficiente para explorar estas questões.
Nesse contexto, apresentamos uma proposta de investigação científica que contempla
um conjunto de atividades focalizadas em questões de alta prioridade ligadas à saúde do
adulto jovem: a investigação de fatores precursores das doenças crônicas não transmissíveis
(DCNT). Ainda, pretendemos continuar o acompanhamento dos filhos dos nascidos em 1993
(93 Cohort II) que, ao estudá-los, nos permitirá identificar relações entre aspectos sociais e
relacionados à saúde nas duas gerações.
Este projeto tem por objetivo apresentar uma proposta de trabalho para um novo
acompanhamento da Coorte de Nascimentos de 1993 (30 anos) e da sua segunda geração (da
93 Cohort II), previsto para ter início no segundo semestre de 2023.

Metodologia

Entre o final do primeiro semestre de 2023 e início do segundo semestre de 2024, os
nascidos em Pelotas em 1993 com idade de 30 anos serão convidados a responder os
questionários online (geral e confidencial) autoaplicados e a comparecer ao Centro de
Pesquisa em Saúde Dr. Amílcar Gigante para um novo acompanhamento da sua saúde.
Esperamos entrevistar e examinar cerca de 3.600 indivíduos, visto que muitos não mais
residem na cidade. Todos serão procurados a partir dos endereços registrados por ocasião da
visita dos 22 anos, os quais vêm sendo atualizados, via mídias sociais, através do projeto
“coortesnaweb” (https://coortesnaweb.com/web/), utilizando as informações de telefone
pessoal e de contatos e suas mídias ali disponibilizadas por eles.
Adicionalmente, como já mencionado, todos os membros da Coorte de 1993 com
filhos serão convidados a levá-los à Clínica do estudo para que esses sejam também avaliados.
Assim sendo, os participantes da Coorte de 1993 serão avaliados entre os anos de 2023 e
2024, quando estarão com 30-31 anos. Todos os participantes irão receber um link dos
instrumentos e poderão respondê-los de forma remota ou se preferirem, serão disponibilizados
computadores com acesso à internet na clínica situada na sede do PPGEpi, onde eles serão
convidados a comparecer de forma presencial para a realização das avaliações físicas.

Indicadores, Metas e Resultados

As seguintes ações estão previstas no cronograma do projeto: treinamento de pessoal, realização entrevistas gerais, realização exames composição corporal, entrada e limpeza dos dados, edição das variáveis, análise do banco de dados e redação de artigos científicos e relatórios.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ADRIANA KRAMER FIALA MACHADO
ANA MARIA BAPTISTA MENEZES2
ANA PAULA OLIVEIRA ROSSES4
BRUNA GONÇALVES CORDEIRO DA SILVA8
Diego Luiz Rovaris
FERNANDO CESAR WEHRMEISTER4
GABRIEL CALEGARO
GABRIELA AVILA MARQUES
HELEN DENISE GONCALVES DA SILVA8
ISABEL OLIVEIRA DE OLIVEIRA8
Ingrid Medeiros Lessa
LARISSA PICANÇO PILTCHER DA SILVA
LUCIANA TOVO RODRIGUES2
MANUELLA RASCH SARAIVA
MICHELE KRÜGER VAZ MOREIRA
THAYNÃ RAMOS FLORES

Página gerada em 27/05/2024 07:25:37 (consulta levou 0.195720s)