Nome do Projeto
Estudo Retrospectivo de Traumatismos na Dentição Permanente Envolvendo os Tecidos Duros e Tecidos de Sustentação
Ênfase
Pesquisa
Data inicial - Data final
30/05/2023 - 30/05/2027
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências da Saúde
Resumo
Os traumas dentais têm alta prevalência em dentes permanentes, especialmente em jovens, podendo levar a sequelas de repercussão estética e funcionais importantes. A literatura ainda é escassa de estudos clínicos com longo tempo de acompanhamento de traumas dentais e sua associação com o tratamento e o desfecho. Avaliar o perfil demográfico, principais causas e desfechos clínicos e radiográficos de traumatismos alvéolo-dentários envolvendo os tecidos duros e/ou de sustentação em dentes permanentes tratados em um serviço de referência em traumatismo dentário. O estudo já foi aprovado pelo Comitê de Ética e Pesquisa da Faculdade de Odontologia da Universidade Federal de Pelotas, e será desenvolvido no Centro de Estudos, Tratamento e Acompanhamento de Traumatismos em Dentes Permanentes (CETAT), que é um projeto de extensão atuante na Faculdade de Odontologia há quase 20 anos, referência para traumatismos alvéolo-dentários na cidade de Pelotas e região e também na disciplina de Traumatologia, do Departamento de Cirurgia, Traumatologia e Prótese Buco-Maxilo-Faciais. Serão analisados os prontuários e exames imaginológicos de pacientes atendidos no período de janeiro de 2004 a janeiro de 2023 por dois pesquisadores devidamente calibrados. Os casos incluídos serão aqueles com traumatismo alvéolo-dentário envolvendo tecidos duros e/ou de sustentação em dentes permanentes com rizogênese completa ou não. Serão excluídos do estudo pacientes com prontuários incompletos, com radiografias inadequadas para avaliação ou com radiografias iniciais e de acompanhamento faltantes; dentes portadores de outras injúrias dentárias associadas; e dentes com histórico de TAD prévio ou tratamento endodôntico. Os resultados serão analisados de forma descritiva e testes estatísticos serão aplicados de acordo com a normalidade da amostra.

Objetivo Geral

Avaliar o perfil demográfico, principais causas e desfechos clínicos e radiográficos de traumatismos alvéolo-dentários envolvendo os tecidos duros e/ou de sustentação em dentes permanentes tratados em um serviço de referência em traumatismo dentário.

Justificativa

Dentro do contexto de que os traumatismos constituem um dos maiores problema de saúde à nível mundial e de que o tratamento e o prognóstico dessas injúrias na Odontologia são desafiadores, tanto para o clínico geral quanto para o especialista, torna-se importante realizar estudos que descrevam longos períodos de acompanhamento relacionados aos diferentes tipos de trauma e seus respectivos desfechos, a fim de garantir uma maior previsibilidade do tratamento e nortear o clínico na tomada de decisão.

Metodologia

4.1 Delineamento e aspectos éticos
O estudo se insere no método de estudo transversal retrospectivo. O presente projeto seguirá as normas previstas pela Resolução 466/12 do Conselho Nacional de Saúde – MS e foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa (CEP) da Faculdade de Odontologia (FO) da Universidade Federal de Pelotas (UFPel) (Parecer CAAE: 77687417.2.0000.5318).
O estudo dispensa Termo de Consentimento Livre e Esclarecido (TCLE) específico, uma vez que será baseado em dados secundários, pregressos dos pacientes, sem causar nenhum dano ou identificação aos sujeitos de pesquisa. Os dados coletados são uma fonte inestimável de informações, não configuram sobretratamento ou trazem necessidades adicionais aos pacientes envolvidos. Estas informações permitem entender melhor o evento trauma e avançar no tratamento dos pacientes no futuro. Além disso, todos os pacientes ou responsáveis envolvidos no estudo assinaram o TCLE padrão presente no prontuário utilizado no Serviço.
4.2 Seleção dos casos
Será realizado um levantamento epidemiológico dos registros contidos nos prontuários do projeto Centro de Estudos, Tratamento e Acompanhamento de Traumatismos em Dentes Permanentes (CETAT) e na disciplina de Traumatologia, do Departamento de Cirurgia, Traumatologia e Prótese Buco-Maxilo-Faciais da FO-UFPel. Serão analisados os prontuários de pacientes atendidos no período de janeiro de 2004 a janeiro de 2023. Os casos incluídos serão aqueles com TAD envolvendo tecidos duros e/ou de sustentação em dentes permanentes com rizogênese completa ou não.
Serão excluídos do estudo: 1) Pacientes com prontuários incompletos, com radiografias inadequadas para avaliação ou com radiografias iniciais e de acompanhamento faltantes; 2) Dentes portadores de outras injúrias dentárias associadas; 3) Dentes com histórico de TAD prévio ou tratamento endodôntico.
4.3 Coleta dos dados
Os prontuários serão analisados independentemente por dois pesquisadores devidamente calibrado. Após, os dados serão comparados e eventuais divergências serão resolvidas pela análise de um pesquisador experiente. A classificação do TAD adotada pelo Serviço e pela pesquisa baseia-se na classificação Andreasen et al. (1995) e o protocolo de tratamento realizado segue as Diretrizes da IADT.
Os dados serão coletados em planilha estruturada no software Excel (Microsoft 2019, versão 16.0, Albuquerque, Novo México, EUA). As variáveis a serem coletadas são: gênero, idade, etiologia do trauma, tipo de TAD, dentes envolvidos, teste de sensibilidade, palpação, percussão, tratamento inicial realizado, tempo de acompanhamento e número de consultas de retorno. Dependendo do tipo de trauma, variáveis específicas serão coletas.
Nos casos de fratura não complicada de coroa e fratura complicada de coroa, serão coletados: escurecimento da coroa, mobilidade e presença de sintomatologia.
Nos casos de fratura corono-radicular e fratura radicular, serão coletados: extensão da fratura (sub ou supra alveolar), escurecimento da coroa, mobilidade e presença de sintomatologia.
Nos casos de avulsão, variáveis diferentes serão avaliadas: tratamento realizado (se reimplantado ou não), tempo extra-alveolar, meio de conservação, onde os dentes foram encontrados, se realizou antibioticoterapia ou não, imunização anti-tetânica e qual protocolo adotado nos casos de reimplante (imediato ou mediato).
Nos casos de fratura de tábua óssea, as seguintes variáveis também serão coletadas: localização e extensão da linha de fratura e injúrias concomitantes.
4.3.1 Dados clínicos e radiográficos
Um protocolo clínico e radiográfico de atendimento aos TADs é realizado a cada consulta de retorno. As variáveis avaliadas são baseadas em uma adaptação dos critérios da World Health Organization (FILIPPI et al., 2000), e todas são coletadas no atendimento inicial, após 30 dias, 3 meses e anualmente. As seguintes variáveis serão coletadas de cada dente envolvido: teste de sensibilidade, palpação, percussão, mobilidade, presença ou não de fístula, escurecimento dentário, grau de rizogênese, tratamento executado, presença de reabsorção (inflamatória externa, inflamatória interna, por substituição), calcificação pulpar, necrose pulpar, lesão periapical, permanência do dente reimplantado ou tipo de reabilitação realizada (em casos de avulsão) e número de dentes com retrauma no período de acompanhamento.
Os exames radiográficos serão analisados por dois examinadores independentes, em uma sala escura, com auxílio de negatoscópio e lupa. Os examinadores serão previamente calibrados por meio de estudo piloto, utilizando o coeficiente Kappa com índice de concordância acima de 80%.
4.4 Análise estatística
Os dados coletados serão avaliados através do programa Statistical Package for the Social Sciences (SPSS) (Statistical Package for the Social Sciences, Chicago, IL, EUA), versão 22.0. Será realizada uma análise descritiva dos dados e testes estatísticos serão aplicados de acordo com a normalidade da amostra. Para verificar associação entre as variáveis qualitativas, será utilizado o teste de associação qui-quadrado ao nível de significância de 95% e, quando rejeitada a hipótese nula, análise dos resíduos Z para verificar associação entre variáveis. Caso o número de casos seja pequeno, será realizado Teste Exato de Fisher.

Indicadores, Metas e Resultados

Estima-se que o número de pacientes que abandonam o tratamento antes do primeiro ano é significativo, e que os desfechos encontrados a partir de um ano de acompanhamento apresentam associação com o tipo de TAD e o tempo decorrido entre trauma e o início de tratamento.

Página gerada em 19/05/2024 12:24:37 (consulta levou 0.201636s)