Nome do Projeto
2º Acompanhamento do diabetes mellitus na UBS Areal Leste: proposta de intervenções
Ênfase
Pesquisa
Data inicial - Data final
01/09/2023 - 31/08/2024
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências da Saúde
Resumo
O estudo pretende qualificar os cuidados assistenciais oferecidos aos usuários portadores de diabetes mellitus residentes na área de abrangência da UBS Areal Leste, intensificando o registro adequado no prontuário eletrônico. Será desenvolvido o segundo acompanhamento do estudo de intervenção iniciado em 2020 dirigido à população portadora de diabetes mellitus residente na área de abrangência da UBS Areal Leste. Por meio de entrevistas domiciliares serão aplicados questionários rápidos aos 486 usuários identificados com a condição na área de abrangência da UBS. Serão implementadas intervenções tentando captar os indivíduos que não tenham consultado no último ano, sem realização dos exames laboratoriais básicos, nem visitado nutricionista, disponibilizando-se a oferta destes procedimentos na UBS Areal Leste. Pretende-se também controlar que no registro dos prontuários eletrônicos da população alvo conste semestralmente consulta ao serviço e detalhamento do resultado do exame de hemoglobina glicada.

Objetivo Geral

Qualificar os cuidados assistenciais oferecidos aos usuários portadores de diabetes mellitus residentes na área de abrangência da UBS Areal Leste, intensificando o registro adequado no prontuário eletrônico.
Objetivos específicos:
Determinar a prevalência de diabetes mellitus compensada mediante medidas de pressão arterial, índice de massa corporal e glicemia de jejum entre os usuários residentes na área de abrangência da UBS Areal Leste.
Verificar a realização de exame físico recomendado nos usuários portadores de diabetes mellitus residentes na área de abrangência da UBS Areal Leste.
Propiciar a realização de exames laboratoriais indicados entre os usuários portadores de diabetes mellitus residentes na área de abrangência da UBS Areal Leste.
Estabelecer a utilização de serviços de nutrição entre os usuários portadores de diabetes mellitus residentes na área de abrangência da UBS Areal Leste.
Aprimorar o sistema de registro de consultas no prontuário eletrônico dos usuários portadores de diabetes mellitus residentes na área de abrangência da UBS Areal Leste.
Aumentar a captação de usuários portadores de diabetes mellitus residentes na área de abrangência da UBS Areal Leste, mas que não frequentam o serviço.

Justificativa

A Política Nacional de Atenção Básica editada em 2017 e a introdução do Programa Previne Brasil em 2019 tem provocado uma série de reações quanto ao enfraquecimento da atenção primária à saúde, incluindo uma extensa discussão sobre a diminuição dos recursos financeiros aos municípios na substituição do quociente populacional pelo número de usuários captados pelos serviços de saúde (Garcia, Socal, 2022; Giovanella et al. 2020; De Seta, Ocké-Reis, Ramos, 2021). Esta substituição certamente tem reduzido o aporte financeiro em torno de 30% (Rocha, Furtado, Spinola, 2021), percentual populacional que corresponde ao uso de planos privados de saúde. O Programa também estabeleceu alguns condicionantes ao pagamento por usuários captados. Pacientes com diabetes mellitus que consultam em unidades básicas de saúde precisam consultar pelo menos duas vezes durante o ano, tendo registro de resultado da dosagem de hemoglobina glicada no prontuário eletrônico.
A carga representada pelo diabetes mellitus tem crescido no mundo todo (Khan et al, 2020; Costa et al. 2017), pela transições populacional (Afshar et al., 2015) e nutricional (Flor et al., 2015). No Brasil, o envelhecimento populacional e o excesso de peso (Ferreira et al. 2021) tem transformado o diabetes mellitus em doença de frequência elevada a partir dos 45 anos (Malta, Szwarcwald, 2019).
O problema é que o manejo do diabetes mellitus é complexo e de difícil tratamento, pois envolve abordagem multidisciplinar e modificações dos hábitos de vida, principalmente atividade física e dieta. Os portadores de diabetes mellitus são considerados como adequadamente tratados quando apresentam normalidade nos níveis glicêmicos, no índice de massa corporal e nos níveis de pressão arterial, concomitantemente.
A equipe da UBS Areal Leste, desde 2018, vem desenvolvendo investigação sobre o diabetes mellitus nos usuários residentes na sua área de abrangência. Inicialmente, foi proposto um estudo do tipo antes-depois avaliando as condições de processo dos cuidados, conforme dimensão teórica proposta por Donabedian (Donabedian, 1988). Posteriormente, foi realizado minucioso levantamento de identificação das pessoas portadoras de diabetes mellitus que constavam nos mais de 4500 prontuários família na UBS. Foram identificados 486 indivíduos com a condição. Equipe de alunos voluntários tem realizado entrevistas com objetivo de caracterizar a qualidade dos cuidados recebidos. Este esforço tem revelado melhores cuidados oferecidos na UBS na comparação com usuários de outros serviços do município (Assis et al., 2022). Desta forma, o presente estudo pretende continuar aprimorando a qualificação dos cuidados aos usuários residentes na zona de abrangência da UBS Areal Leste e inovar ao se intensificar as orientações de registro no prontuário eletrônico apregoadas pelo Programa Previne Brasil.

Metodologia

Trata-se do segundo acompanhamento do estudo de intervenção iniciado em 2020 dirigido à população portadora de diabetes mellitus residente na área de abrangência da UBS Areal Leste.
Organização do serviço
A UBS Areal Leste do Departamento de Medicina Social da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Pelotas funciona em dois turnos, durante os cinco dias úteis das semanas. Sua zona de abrangência está dividida em três setores. Cada um dos setores é responsabilidade de equipe da Estratégia Saúde da Família composta por médico, enfermeiro, técnico de enfermagem, agentes comunitários de saúde e, no caso da UBS Areal Leste, médico cursando Residência em Medicina de Família e Comunidade. A Faculdade de Nutrição da Universidade Federal de Pelotas também atua na UBS Areal Leste oferecendo atendimento. O Programa de Residência em Medicina de Família e Comunidade é conduzido pelo Departamento de Medicina Social e seus alunos estão distribuídos nas unidades básicas de saúde da Faculdade de Medicina. Por meio do cadastro de preparação para a Estratégia Saúde da Família sabe-se que a população total da área de abrangência atinge 8000 pessoas, entretanto as três equipes cobrem aproximadamente 4003 indivíduos.
Coleta de dados
Para realização do acompanhamento serão utilizados questionários padronizados e pré-codificados aplicados por bolsista de iniciação científica e alunos voluntários da UFPEL (Anexo 1). Os entrevistadores serão arregimentados entre os inúmeros alunos do cursos de Medicina e Nutrição que executam atividades curriculares na UBS Areal Leste.
Variáveis do estudo
O questionário será de rápida aplicação (uma página) e verificará questões pertinentes que poderão desencadear intervenções.
Serão coletadas medidas de identificação, uso de serviços de saúde, procedimentos realizados durante as consultas médicas, realização de exames complementares e algumas medidas de interesse.
Os dados de identificação precisos (nome, telefones e endereço) serão fundamentais para o acompanhamento dos indivíduos, para contatos de marcações de consultas e exames.
O uso de serviços de saúde levará em conta se os participantes consultaram no ano anterior à entrevista, caso sim quantas vezes e local de consultas de saúde. Verificará também o uso de serviços de nutrição
Em relação as consultas recebidas serão verificados os procedimentos realizados, como medidas antropométricas, aferição de pressão arterial, dosagem de glicemia capilar e exame dos pés.
Será abordada a realização de exames essenciais para o cuidados dos usuários com diabetes mellitus como dosagem de glicemia, hemoglobina glicada e colesterol e frações.
Serão realizadas medidas de pressão arterial, glicemia capilar, peso e altura referidos.
Tratamento dos dados
Os questionários codificados serão entregues semanalmente na UBS Areal Leste. Os docentes participantes do estudo realizarão a revisão da codificação.
Será providenciada lista com os 486 participantes do estudo. Durante o período do estudo, todos os usuários portadores de diabetes mellitus que procurarem a UBS serão verificados na lista. Indivíduos residentes na área de abrangência da UBS com diabetes mellitus e com idade a partir de 40 não encontrados na relação serão imediatamente incluídos no estudo com aplicação do questionário.
A entrada de dados será concomitante à coleta. Será utilizado o Programa Epidata, com dupla digitação visando à detecção de eventuais erros na entrada dos dados, propiciando o planejamento e registro das ações de saúde.
Pretende-se realizar comparação dos cuidados oferecidos aos usuários com diabetes que utilizam a UBS Areal Leste com indivíduos que frequentam outros serviços. Trata-se de análise simples executada pela comparação da prevalência das variáveis por meio dos intervalos de confiança a 95% entre os dois grupos (usuários da UBS Areal Leste e dos outros serviços).
Intervenções.
Será verificada entre os participantes usuários da UBS Areal Leste a realização do exame de hemoglobina glicada durante o semestre. Caso tenha realizado será registrado no questionário a data do exame e respectivo resultado, o qual será registrado no prontuário eletrônico do usuário. Aos participantes do estudo que não tenham realizado o exame será oferecida visita à UBS para consulta e solicitação do exame.
A partir da revisão dos questionários será possível identificar usuários que não tenham consultado no último ano, realizado exames laboratoriais básicos, visitado nutricionista, disponibilizando-se a oferta destes procedimentos na UBS Areal Leste.
Aspectos éticos
O Projeto será encaminhado para aprovação no Comitê de Ética em Pesquisa da Faculdade de Medicina da UFPel. Os participantes assinarão termo de consentimento livre e esclarecido. Será garantida a confidencialidade dos participantes (Anexo 2).

Indicadores, Metas e Resultados

Aumentar em 10% as condições de assistência (características de exame físico) oferecidas aos aos usuários portadores de diabetes mellitus residentes na área de abrangência da UBS Areal Leste.
Aumentar em 10% a realização de exames laboratoriais oferecidos aos usuários portadores de diabetes mellitus residentes na área de abrangência da UBS Areal Leste.
Aumentar em 10% a realização do serviço de Nutrição aos usuários portadores de diabetes mellitus residentes na área de abrangência da UBS Areal Leste.
Ampliar em 10% a captação dos usuários portadores de diabetes mellitus residentes na área de abrangência da UBS Areal Leste.
Incrementar em 40% o registro de usuários residentes na área de abrangência da UBS Areal Leste portadores de diabetes mellitus no prontuário eletrônico.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ANA MARIA FERREIRA BORGES TEIXEIRA4
BÁRBARA HEATHER LUTZ4
EDUARDA NIKOLI MIRANDA CORTEZ
EDUARDO DA SILVA TIRLONI
EVERTON JOSE FANTINEL4
GUILHERME DA CUNHA CITA
JUVENAL SOARES DIAS DA COSTA16
Júlia Simoni Meireles
KELEN DE MORAIS CERQUEIRA4
LEYENE OERTEL BURGERT
LUIZ GUSTAVO LEAL PEREIRA JUNIOR
MARCUS VINICIUS MARQUES PEREIRA
MILENA AFONSO PINHEIRO
NADIA SPADA FIORI4
RYAN DA COSTA E SILVA

Página gerada em 13/04/2024 22:10:48 (consulta levou 0.217186s)