Nome do Projeto
Mostra de Filmes Etnográficos: Olhar, escutar e sentir a sabedoria ameríndia
Ênfase
Extensão
Data inicial - Data final
30/10/2017 - 31/12/2018
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Humanas
Eixo Temático (Principal - Afim)
Cultura / Direitos Humanos e Justiça
Linha de Extensão
Direitos individuais e coletivos
Resumo
A III Mostra de Filmes Etnográficos visa contribuir para uma aproximação e maior compreensão das culturas dos Povos Originários, suas relações sociais, cosmovisões e lutas por seus direitos. Este Projeto de Extensão se propõe apresentar e discutir temáticas presentes em filmes produzidos por indígenas, no sentido de construir referenciais para refletir criticamente sobre as imagens veiculadas na mídia, as emergências políticas e socioculturais destes povos. Através da exibição de vídeos etnográficos, seguida de debate com moderador/a responsável, buscará atingir não apenas estudantes da UFPEL, como, também, o público em geral, de modo a fomentar discussões sobre as temáticas elencadas. Os/as integrantes do Núcleo de Etnologia Ameríndia (NETA) contribuirão promovendo debates de caráter informal entre os/as participantes. Contaremos, na IV Mostra com a presença de mediadores/as indígenas e pesquisadores/as das mais diversas áreas do conhecimento, da UFPel, na medida do possível, convidadas/os externos à Universidade. O Projeto será em parceria com o Núcleo de Estudos Afro-brasileiros e Indígenas (NEABI) do Colégio Municipal Pelotense (CMP), do Laboratório de Ensino, Pesquisa e Produção em Antropologia da Imagem e do Som, do Departamento de Antropologia( LEPPAIS), ICH/UFPel e da Universidade Latino Americana (Unila).

Objetivo Geral

Projetar e debater filmes no contexto da etnologia ameríndia, para construir uma forma de pensar criticamente as imagens produzidas e veiculadas na mídia sobre as diversas culturas indígenas.

Justificativa

A Mostra de Filmes Etnográficos: olhar, escutar e sentir a sabedoria Ameríndia se insere, neste ano, como um evento em parceria com a Unila, em vista do Curso de Extensão "Histórias e Culturas Indígenas", ofertado pela mesma em julho de 2017, ter previsto a realização de um projeto final. Este curso, em que a discente Andressa Santos Domingues participou, possibilitou grandes parcerias não só com a Unila como, também, com o Conselho Indigenista Missionário (CIMI), fornecendo subsídios para a continuidade deste Projeto.
Desta forma, o evento contará com a participação efetiva de docentes e discentes do Núcleo de Etnologia Ameríndia (NETA), vinculado ao Bacharelado em Antropologia do Instituto de Ciências Humanas e a participação indireta do Professor Clóvis Brighenti, coordenador do curso de extensão de Histórias e Culturas Indígenas promovido pela Unila. Este projeto visa aprofundar, através do uso de imagens, os conteúdos desenvolvidos nas disciplinas de Etnologia Ameríndia e do grupo de estudos de Intelectuais e Epistemologias Ameríndias do Bacharelado em Antropologia, abrangendo a temática de forma a propiciar a participação de um público mais amplo nesta discussão. Assim, será possível sensibilizar o público, promovendo uma reflexão em relação às culturas e aos direitos dos Povos Originários no Brasil.

Metodologia

A metodologia da "III Mostra de Filmes Etnográficos: olhar, escutar e sentir a sabedoria Ameríndia" será realizada de forma participativa e constitui-se da seguinte maneira: a) Realização de reuniões com um grupo de docentes e discentes que participam do NETA para planejar a Mostra (escolha dos temas, dos filmes, da bibliografia, dos debatedores, do cronograma, do local, entre outros); b) Exibição de filmes etnográficos, seguido de debate com moderador/a responsável; c) Apresentação e discussão das temáticas presentes nos filmes selecionados a partir do contexto da etnologia ameríndia, da arqueologia, da história e da educação; d) Promover o debate, as intervenções, as perguntas e os comentários de caráter informal entre os/as participantes; e) Realizar um processo continuado de avaliação no decorrer da realização do projeto e outra após o seu término.
As instituições parceiras, NEABI/CMP e LEPPAIS contribuirão na elaboração, divulgação e implementação.
A participação da Unila dar-se-á através da orientação do Prof. Dr. Clóvis Brighenti, fornecendo subsídios teóricos e metodológicos.

Indicadores, Metas e Resultados

- Projetar e debater filmes pelo menos sete filmes no contexto da etnologia ameríndia.
- Construir, a partir de debate, uma forma de pensar criticamente as imagens produzidas e veiculadas na mídia sobre as diversas culturas indígenas.
- Atingir, através de pessoas formadoras de opinião, pelo menos 40 pessoas diretamente e mais de 100 pessoas indiretamente.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ABICAEL MOREIRA
ANDRESSA SANTOS DOMINGUES
CLAUDIA TURRA MAGNI1
ELIZA DE MELLO SILVA
FELIPE NUNES NOBRE
HAMILTON OLIVEIRA BITTENCOURT JÚNIOR
JOSIANE ABRUNHOSA DA SILVA ULRICH
LAISA ARLENE SALES RIBEIRO
LORI ALTMANN3
MARIA HELOISA MARTINS DA ROSA
MARIA RAQUEL RODRIGUES VIEIRA
MAÍRA DE MELLO SILVA
ROGERIO REUS GONCALVES DA ROSA2
VITÓRIA DE LIMA CARDOSO

Página gerada em 20/10/2021 01:02:26 (consulta levou 0.228435s)