Nome da Atividade
ZOOLOGIA DE CAMPO
CÓDIGO
09050067
Carga Horária
60 horas
Tipo de Atividade
DISCIPLINA
Periodicidade
Semestral
Unidade responsável
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
4
CARGA HORÁRIA PRÁTICA
3
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
1
CRÉDITOS
4
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%
NOTA MÉDIA APROVAÇÃO
7

Ementa

Essa disciplina possui forte caráter prático, onde os alunos terão contato com atividades de coleta e preparação de exemplares zoológicos de diferentes grupos taxonômicos.

Objetivos

Objetivo Geral:

Instrumentalizar os alunos quanto às principais técnicas de coleta e preservação de animais invertebrados e vertebrados.

 

Objetivos Específicos:

Reconhecer a relação entre as técnicas de coleta de animais invertebrados e vertebrados e os ambientes e hábitos que os mesmos possuem, viabilizando o planejamento de coletas e amostragens.
Compreender a importância e vivenciar práticas de organização do material zoológico e dos dados coletados, assim como as principais práticas de curadoria de coleções zoológicas.

Conteúdo Programático

1. Importância das coleções zoológicas, tipos de coleções e seus objetivos;
2. Principais métodos de coleta de animais terrestres, dulcícolas e marinhos, suas aplicações e objetivos;
3. Principais métodos de fixação e preservação (em via úmida e via seca) de animais invertebrados e vertebrados;
4. Armazenamento, etiquetagem e organização de material zoológico;
5. Coleta e registros de dados;
6. Determinação dos principais grupos zoológicos amostrados.

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • Almeida, L. M., Ribeiro-Costa, C. S. & Marinoni, L. 1998. Manual de Coleta, Conservação, Montagem e Identificação de Insetos. Ribeirão Preto, Holos, 78p.
  • Borror, D.J. & DeLong, D.M. 1964. Introdução ao Estudo dos Insetos. São Paulo, Edgard Blücher LTDA., 652p.
  • Buzzi, Z.J. 2002. Entomologia Didática, 4ª ed. Curitiba, UFPR, 348p.
  • Costa, C., Ide, S. & Simonka, C. E. (eds). 2006. Insetos imaturos: metamorfose e identificação. Ribeirão Preto, Holos, 249p.
  • Hildebrand, M. 1995. Análise da Estrutura dos Vertebrados, 1ª ed. São Paulo, Atheneu, 700p.
  • Kükenthal, W. 1969. Curso de Zoologia. Leon, EditorialAcademia, 635p.
  • Orr, R. T. 1986. Biologia dos Vertebrados. 5ª ed. SãoPaulo, Roca, 508p.
  • Papavero, N. (org.) 1994. Fundamentos práticos de taxonomia zoológica. São Paulo, Universidade Estadual Paulista, 285p.
  • Pough, F. H.; C. M. Janis & J. B. Heiser. 2008. A vida dosVertebrados, 4ª ed. São Paulo, Atheneu, 839p.
  • Ribeiro-Costa, C. & Rocha, R.M. 2006. Invertebrados. Manual de Aulas Práticas, 2ª ed. Ribeirão Preto, Holos, 271p.
  • Righi, G. 1990. Minhocas de Mato Grosso e de Rondônia. Brasília, CNPq, 157p.

Bibliografia Complementar:

  • Amaral, A. C. Z. & Nonato, E. F. 1996. Annelida Polychaeta: características, glossário e chaves. Campinas, Unicamp, 124p.
  • Araújo, M. L. & Alves, M. L. M. 1976. Os répteis: modos de preparação e exposição em museus escolares. Iheringia, série divulgação, 5: 81-107.
  • Auricchio, P. & Salomão, M. G. 2002. Técnicas de coleta e preparação de Vertebrados para fins científicos e didáticos. Guarulhos, Instituto Pau Brasil de História Natural, 348p.
  • Cox, F. E. G., Dales, R. P., Green, J., Morton, J. E., Nichols, D. & Wakelin, D. 1970. Practical Invertebrate Zoology: a laboratory manual. Seattle, University of Washington Press, 356p.
  • Gastal, H. A. O., Lanzer, M. E. B. & Galileo, M. H. M. 1976. Técnicas de coleta e preparação de invertebrados superiores para a organização de museus escolares. Iheringia, série divulgação, 5: 7-23.
  • Pitoni, V. L. L., Veitenheimer, I. L. & Mansur, M. C. D. 1976. Moluscos do Rio Grande do Sul: coleta, preparação e conservação. Iheringia, série divulgação, 5: 25-68.
  • Rios, E. 2009. Compendium of Brazilian Sea Shells. Rio Grande, Evangraf, 668p.
  • Rocha, R. M. & Boeger, W. A. P. (orgs.) 2009. Estado da arte e perspectiva para a Zoologia no Brasil. Curitiba, UFPR, 296p.
  • Tommasi, L. R. 1965. Lista dos crinóides recentes do Brasil. Contribuições Avulsas do Instituto de Oceanografia da Universidade de São Paulo, 9: 1-33.
  • Tommasi, L. R. 1966. Lista dos equinóides recentes do Brasil. Contribuições Avulsas do Instituto de Oceanografia da Universidade de São Paulo, 11: 1-50.
  • Tommasi, L. R. 1969. Lista dos Holothuroidea recentes do Brasil. Contribuições Avulsas do Instituto de Oceanografia da Universidade de São Paulo, 15: 1-29.
  • Tommasi, L. R. 1970. Lista dos asteróides recentes do Brasil. Contribuições Avulsas do Instituto de Oceanografia da Universidade de São Paulo, 18: 1-61.
  • Tommasi, L. R. 1970. Os ofiuróides recentes do Brasil e de regiões vizinhas. Contribuições Avulsas do Instituto de Oceanografia da Universidade de São Paulo, 20: 1-146.

Disciplinas Equivalentes

Disciplina Curso
ZOOLOGIA DE CAMPO Ciências Biológicas (Bacharelado)

Página gerada em 27/10/2020 00:30:48 (consulta levou 0.145366s)