Nome da Atividade
MUSEALIZAÇÃO DO PATRIMÔNIO ARQUEOLÓGICO
CÓDIGO
10790089
Carga Horária
60 horas
Tipo de Atividade
DISCIPLINA
Periodicidade
Semestral
Modalidade
PRESENCIAL
Unidade responsável
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
4
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
4
CRÉDITOS
4
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%
NOTA MÉDIA APROVAÇÃO
7

Ementa

Estudo dos processos de curadoria, gestão e políticas de representação de coleções arqueológicas em museus. Desdobramentos históricos dos museus de história natural e das coleções arqueológicas musealizadas. Discussão dos princípios e potencialidades dos processos de musealização aplicados às coleções arqueológicas. Princípios e parâmetros de representação pública da arqueologia, e seus limites e reciprocidades com a Arqueologia Pública.

Objetivos

Objetivo Geral:

Gerais:
Apresentar e discutir os princípios e as potencialidades dos processos de musealização do patrimônio arqueológico em museus e instituições congêneres, e suas interseções com a Arqueologia Pública e Educação Patrimonial.

Específicos:
 Discutir os princípios e as potencialidades dos processos de musealização aplicados ao patrimônio arqueológico.
 Discutir as problemáticas inerentes à exposição de materiais arqueológicos no que se refere à degradação dos mesmos por agentes ambientais e pela ação humana.
 Problematizar os procedimentos museológicos de salvaguarda e comunicação das coleções arqueológicas em museus e instituições congêneres.

 

Objetivos Específicos:

 Discutir os princípios e as potencialidades dos processos de musealização aplicados ao patrimônio arqueológico.
 Discutir as problemáticas inerentes à exposição de materiais arqueológicos no que se refere à degradação dos mesmos por agentes ambientais e pela ação humana.
 Problematizar os procedimentos museológicos de salvaguarda e comunicação das coleções arqueológicas em museus e instituições congêneres.

Conteúdo Programático

 Princípios basilares da Museologia – museu, museologia e musealização.
 A cadeia operatória da Museologia.
 História dos Museus de Arqueologia.
 Heranças de saques e espoliações.
 Formação das coleções e o colecionismo.
 Aquisição contemporânea nos museus de arqueologia.
 Musealização in situ.
 Panorama atual da gestão das coleções na arqueologia empresarial.
 Interfaces entre Arqueologia, Museologia e Conservação na práxis laboratorial. As problemáticas da gestão das coleções nos laboratórios institucionais.
 Museus de Arqueologia e a questão da comunicação.
 A representação pública da Arqueologia.

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • Básica: BRUNO, Maria Cristina Oliveira. Museologia e Comunicação. Cadernos de Sociomuseologia (9). Lisboa: Centro de Estudos de Sociomuseologia. Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias. 1996. BRUNO, M.C.O. & FONSECA, A. & NEVES, K.R.F. – Mudança Social e Desenvolvimento no Pensamento da Museóloga Waldisa Rússio Camargo Guarnieri: textos e contextos. IN: Museus como Agentes de Mudança Social e Desenvolvimento: São Cristóvão, Museu de Arqueologia de Xingo, 2008. MORAIS, J.L. – Reflexões acerca da arqueologia preventiva. IN: Patrimônio: atualizando o Debate, São Paulo: IPHAN, 2006. GALLO, Haroldo; BASTOS, Rossano L; SOUZA, Marise C. Normas e Gerenciamento do Patrimônio Arqueológico. São Paulo: 9ª SR/IPHAN, 2005.

Bibliografia Complementar:

  • Complementar: BRUNO, M.C.O. Arqueologia e Antropologia: a musealização de sítios arqueológicos. Revista do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional: 2005. BRUNO, C. Museus, Identidades e Patrimônio Cultural. In: CURY, M. X; SILVA, F. A. (eds.). Museu, Identidades e Patrimônio Cultural. Revista do Museu de Arqueologia e Etnologia, Suplemento 7, pp. 145-151, 2008. CALDARELLI, S.B. – Pesquisa Arqueológica em projetos de infra-estrutura. A opção pela preservação. IN: Revista do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. Rio de Janeiro. IPHAN. n. 33, 2007 CURY, M. X. Comunicação e Pesquisa de Recepção: uma perspectiva teórico-metodológica para os museus. História, Ciência, Saúde – Manguinhos: Suplemento, 365-380, 2005. FRONER, Yaci-Ara. Acondicionamento e Armazenamento das Coleções Etnográficas e Arqueológicas nas Áreas de Reserva Técnica. Anais do IX Congresso da ABRACOR: Política da Preservação. Salvador, 1988, pp. 257-264. PAULA, T. C. T. de. Tecidos nos Museus: argumentos para uma história das práticas curatoriais no Brasil. Anais do Museu Paulista: 253-298. 2006.

Turmas Ofertadas

Turma Período Vagas Matriculados Curso / Horários Professores
T1 2021 / 2 35 7 Museologia (Bacharelado)
Horários
ManhãTardeNoite
QUA08:50 - 09:40
10:00 - 10:50
PEDRO LUIS MACHADO SANCHES
Professor Regente

DIEGO LEMOS RIBEIRO
Professor responsável pela turma

JAIME MUJICA SALLES
Professor Regente

Disciplinas Equivalentes

Disciplina Curso
MUSEALIZAÇÃO DO PATRIMÔNIO ARQUEOLÓGICO Museologia (Bacharelado)

Página gerada em 26/06/2022 05:59:21 (consulta levou 0.125743s)