Nome da Atividade
HIGIENE SEGURANÇA NA INDÚSTRIA DE ALIMENTOS
CÓDIGO
12000187
Carga Horária
60 horas
Tipo de Atividade
DISCIPLINA
Periodicidade
Semestral
Unidade responsável
CRÉDITOS
4
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
2
CARGA HORÁRIA PRÁTICA
2
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
4
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%

Ementa

Alimentos Seguros, Fontes de Contaminações e Doenças Veiculadas por Alimentos. Processos de Higienização na Indústria de Alimentos. Boas Práticas de Fabricação. Análise de Perigos e Pontos Críticos de Controle. Procedimento Padrão de Higiene Operacional. Procedimentos Operacionais Padronizados. Segurança no trabalho. Legislação Pertinente.

Objetivos

Objetivo Geral:

Conhecer fundamentos relacionados à higiene e segurança de alimentos. Reconhecer os procedimentos de limpeza e sanitização.; Distinguir os agentes de limpeza e sanitização; Examinar a eficiência dos métodos; Reconhecer os princípios das Boas Práticas de Fabricação, Análise de Perigos e Pontos Críticos de Controle e do Controle Integrado de Pragas; Apontar a legislação pertinente.

 

Objetivos Específicos:

Reconhecer os procedimentos de limpeza e sanitização.; Distinguir os agentes de limpeza e sanitização; Examinar a eficiência dos métodos; Reconhecer os princípios das Boas Práticas de Fabricação, Análise de Perigos e Pontos Críticos de Controle e do Controle Integrado de Pragas; Apontar a legislação pertinente.

Conteúdo Programático

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • HAZELWOOD, D. Manual de higiene para manipuladores de alimentos. São Paulo: Varela, 1995
  • ANDRADE, N.J.; MACEDO, J.A.B. Higienização na industria de alimentos. São Paulo: Varela, 1996
  • BOULOS, M.E.M.S. Guia de leis e normas para profissionais e empresas da área de alimentos. São Paulo: Varela, 1999

Bibliografia Complementar:

  • GUIA PARA IMPLANTAÇÃO DE BOAS PRÁTICAS DE FABRICAÇÃO (BPF) E DO SISTEMA APPCC. Brasília: SENAI/DN, 2002
  • BRASIL. Resolução 275 de 21 de outubro de 2002. Regulamento Técnico de Procedimentos Operacionais Padronizados aplicados aos Estabelecimentos Produtores/Industrializadores de Alimentos e a Lista de Verificação das Boas Práticas de Fabricação em Estabelecimentos Produtores/Industrializadores de Alimentos. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília, 98 2002.
  • BRASIL. Portaria 326 de 30 de julho de 1997. Regulamento Técnico sobre as Condições Higiênico-sanitárias e de Boas Práticas de Fabricação para Estabelecimentos Produtores/Industrializadores de Alimentos. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília, 1997.
  • BRASIL. Portaria 368 de 14 de setembro de 1997. Regulamento Técnico sobre as Condições Higiênico-sanitárias e de Boas Práticas de Fabricação para Estabelecimentos Elaboradores/Industrializadores de Alimentos. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília, 1997.
  • BRASIL. Portaria 1428 de 26 de novembro de 1993. Regulamento Técnico para Inspeção Sanitária de Alimentos, Diretrizes para o Estabelecimento de Boas Práticas de Produção e de Prestação de Serviços na Área de Alimentos e Regulamento Técnico para o Estabelecimento de Padrão de Identidade e Qualidade (PIQ's) para Serviços e Produtos na Área de Alimentos. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília, 1993.

Disciplinas Equivalentes

Disciplina Curso
HIGIENE SEGURANÇA NA INDÚSTRIA DE ALIMENTOS Farmácia (Bacharelado)

Página gerada em 28/07/2021 11:46:46 (consulta levou 0.319921s)