Nome da Atividade
ANTROPOLOGIA RURAL
CÓDIGO
10910133
Carga Horária
60 horas
Tipo de Atividade
DISCIPLINA
Periodicidade
Semestral
Modalidade
PRESENCIAL
Unidade responsável
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
4
CARGA HORÁRIA EXTENSÃO
1
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
3
CRÉDITOS
4
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%
NOTA MÉDIA APROVAÇÃO
7

Ementa

Introdução a teorias e abordagens pertinentes à prática da investigação antropológica junto a populações rurais. Ações extensionistas junto ao Programa de Extensão do Bacharelado em Antropologia Código 147. Esse Programa contém projetos ativos cuja essência é o desenvolvimento de atividades práticas que contemplam as diretrizes da extensão universitária constantes na Resolução CNE nº 7 de 18 de dezembro de 2018. O/a discente deverá participar, com aproveitamento integral, do projeto desse Programa que contemple os objetivos da disciplina.

Objetivos

Objetivo Geral:

Geral:
- Oportunizar a apreensão de noções e conceitos fundamentais aos estudos antropológicos do rural e aproximação de ensino e extensão com o Programa de Extensão do Bacharelado em Antropologia
Específicos:
- Pensar Gênero e Campesinato;
-Refletir sobre trabalho, família e lógica simbólica camponesa.

Conteúdo Programático

- Antropologia Rural, Antropologia do Rural, Antropologia no Rural;
- Exorcizando fantasmas: o fim do campesinato;
- O campesinato como sistema econômico;
- O trabalho familiar;
- Família e estratégias de reprodução social do campesinato;
- Gênero e campesinato;
- Os estudos de comunidade no Brasil: uma aproximação;
- A comunidade rural camponesa;
- A comunidade rural como comunidade moral;
- A lógica e a simbólica da lavoura camponesa;
- Representações sobre a identidade camponesa;
- Relações campo-cidade.
- Práticas extensionistas

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • BRANDÃO, C. R. Plantar, colher, comer: um estudo sobre o campesinato goiano. Rio de Janeiro: Graal, 1981.
  • CANDIDO, A. Os parceiros do Rio Bonito: estudo sobre o caipira paulista e a transformação dos seus meios de vida. São Paulo: Livraria Duas Cidades, 1987.
  • WOORTMANN, E. F. Herdeiros, parentes e compadres: colonos do Sul e sitiantes do Nordeste. Brasília: Editora da UnB, 1995.

Bibliografia Complementar:

  • ALMEIDA, M. W. B. Narrativas agrárias e a morte do campesinato. Ruris, v. 1, n. 2. Campinas, 2007.
  • BOURDIEU, P. O camponês e seu corpo. Revista de Sociologia e Política, n. 26. Curitiba, 2006.
  • HEREDIA, B. M. A. de. A morada da vida: trabalho familiar de pequenos produtores do Nordeste do Brasil. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1979.
  • PAULILO, M. I. S. O peso do trabalho leve. Ciência Hoje, v. 5, n. 28, p.64-70, 1987.
  • SEYFERTH, G. As contradições da liberdade: análise de representações sobre a identidade camponesa. Revista Brasileira de Ciências Sociais, v.7, n.18, p.78-95, 1992.

Turmas Ofertadas

Turma Período Vagas Matriculados Curso / Horários Professores
T1 2020 / 2 33 33 Antropologia (Bacharelado)
Horários
ManhãTardeNoite
QUI19:00 - 19:50
19:50 - 20:40
20:40 - 21:30
21:30 - 22:20
RENATA MENASCHE
Professor responsável pela turma

Disciplinas Equivalentes

Disciplina Curso
ANTROPOLOGIA RURAL Antropologia (Bacharelado)

Página gerada em 10/04/2021 16:27:43 (consulta levou 0.108779s)