Nome do Projeto
Competição de treliças de espaguete
Ênfase
ENSINO
Data inicial - Data final
16/10/2014 - 15/10/2015
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências Sociais Aplicadas - Arquitetura e Urbanismo - Tecnologia de Arquitetura e Urbanismo
Resumo
Produção de uma estrutura treliçada de espaguete pela turma da disciplina de Sistemas Estruturais 4 seguindo as recomendações especificadas no regulamento da competição. Os protótipos serão submetidos a ensaios destrutivos, onde a treliça que apresentar maior resistência será declarada vencedora.

Objetivo Geral

Construir uma estrutura treliçada, utilizando macarrão do tipo espaguete (tipo específico) e submeter a ensaio destrutivo.

Justificativa

Este projeto, " Competição de Treliças em Espaguete” da Universidade Federal de Pelotas, visa motivar os estudantes de arquitetura e engenharia civil para a aplicação dos conhecimentos da Mecânica Estrutural na análise, dimensionamento e construção de estruturas treliçadas em espaguete. Também, incentivar o uso de softwares para resolver este tipo de problema, com o intuito do raciocínio e interpretação dos resultados obtidos através destas ferramentas computacionais. O desenvolvimento da capacidade de trabalho em grupo e da realização de tarefas, bem como o aprimoramento das formas de apresentação dos resultados obtidos pelo grupo é, também, um fator motivador deste projeto.

Metodologia

Os grupos participantes deverão construir uma estrutura treliçada, utilizando macarrão do tipo espaguete (tipo específico) seguindo as recomendações especificadas no regulamento da competição. Após a fase de elaboração do projeto, os grupos deverão fazer uma análise analítica, ou com o uso de softwares específicos, para a determinação dos esforços internos às barras da estrutura treliçada, tendo como objetivo a determinação da área da seção transversal de cada barra. Para tal, devem ser utilizadas as propriedades físicas do material obtidas experimentalmente sob a orientação do Prof. Luis Alberto Segovia González da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Como fase final, as treliças de espaguete serão submetidas a ensaios destrutivos para a obtenção da sua carga de ruptura. É importante que a carga teórica de ruptura (previsão da máxima carga que a estrutura poderá suportar) obtida por cada grupo seja informada em um memorial de cálculo que será entregue aos organizadores da competição. Cada treliça deve ser capaz de vencer um vão livre de 1m, com peso não superior a 750g. A construção da treliça deverá ser precedida da análise de algumas opções possíveis de tipos de treliças e do projeto detalhado do tipo da treliça escolhida.

Resultados Esperados

Serão consideradas satisfatórias a produção de no mínimo 10 trabalhos em condições de serem submetidos a competição em cada semestre letivo.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
AFONSO CARLOS REGINATTO116/10/201415/10/2015
ALAN FREITAS DE CARVALHO116/10/201415/10/2015
ALINE RIBEIRO PALIGA116/10/201415/10/2015
ALINE SILVEIRA MORAES116/10/201415/10/2015
ALVARO SILVA XAVIER116/10/201415/10/2015
ANA CAROLINA MARCON ZAGO116/10/201415/10/2015
ARIELA DA SILVA TORRES116/10/201415/10/2015
BERTHRAND DWORAKOWSKI DALL'AGNOL116/10/201415/10/2015
BRUNA RABAIOLI116/10/201415/10/2015
CAMILA CANILHAS CAMPELO116/10/201415/10/2015
CHARLEI MARCELO PALIGA116/10/201415/10/2015
FERNANDO WULFF AL-ALAM116/10/201415/10/2015
FRANCIÉLLI PRIEBBERNOW PINZ116/10/201415/10/2015
GUILHERME SPIAZZI TERRA116/10/201415/10/2015
IOHANA STEINWANDTER116/10/201415/10/2015
JORGE LUIZ DE LIMA CURI HALLAL116/10/201415/10/2015
JORGE MANUEL VIEIRA BORGES LOURENCO RODRIGUES116/10/201415/10/2015
JULIANA HOFLER DIAS116/10/201415/10/2015
JUNCRIS NAMAYA JUNIOR116/10/201415/10/2015
LEONARDO SCHERER116/10/201415/10/2015
LETÍCIA AGUILERA LARROSA DA ROCHA116/10/201415/10/2015
LORENA MAIA RESENDE116/10/201415/10/2015
LOURENÇO KALLIL TOMAZ116/10/201415/10/2015
LUIZA COELHO QUINTANA116/10/201415/10/2015
MANUELA CAMERINI DA ROSA116/10/201415/10/2015
MARIA LUIZA RIGON BORSA116/10/201415/10/2015
MATHEUS LÜTKEMEYER REUSCH116/10/201415/10/2015
MAÍRA MARTIM DE MOURA116/10/201415/10/2015
RENAN YOKEMURA MARQUES116/10/201415/10/2015
RODOLFO BARBOSA RIBEIRO116/10/201415/10/2015
SILVANA DE OLIVEIRA BATISTA116/10/201415/10/2015
THAMARA BRUGNHAGO VITALINO116/10/201415/10/2015
VANESSA PERES MARTINS116/10/201415/10/2015
VINICIUS CASAGRANDE GASPARINI DA SILVA116/10/201415/10/2015

Página gerada em 20/09/2019 16:22:28 (consulta levou 0.059020s)