Nome do Projeto
O Ensino de Zoologia: qualificação do corpo discente.
Ênfase
ENSINO
Data inicial - Data final
04/05/2015 - 31/12/2018
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências Biológicas - Zoologia
Resumo
As disciplinas da área de Zoologia são um dos principais sustentáculos na formação do profissional biólogo, juntamente com a Botânica e a Microbiologia, pois essas três áreas abarcam e representam toda a diversidade da vida. Nesse sentido há a necessidade de qualificar as aulas (tanto teóricas quanto práticas) tanto quanto possível, o que torna a presença, participação e atuação dos alunos indispensáveis ao sucesso no cumprimento deste objetivo maior.

Objetivo Geral

Qualificar as aulas práticas de Zoologia, dos cursos de Bacharelado e Licenciatura em Ciências Biológicas, Museologia, Engenharia Ambiental e Sanitária e Mestrado em Entomologia levando atendimento diferenciado e o mais individualizado possível frente às necessidade dos alunos, quer seja em aulas de laboratório, com manuseio de material biológico, quer seja em aulas de campo com eventual manuseio e também com as observações que levam à identificação da fauna em questão.

Justificativa

Este projeto de ensino justifica-se pelo grande número de disciplinas e carga horária, incluindo aulas práticas da área de zoologia. A área de Zoologia do DEZG atende a cinco cursos distintos: Licenciatura em Ciências Biológicas, Bacharelado em Ciências Biológicas, Museologia, Engenharia Ambiental e Sanitária e Mestrado em Entomologia. As disciplinas oferecidas na graduação são: Zoologia I, Zoologia II, Zoologia III, Zoologia IV, Paleontologia, Sistemática & Filogenia, Zoologia da Museologia e Fundamentos de Biologia. Na pós-graduação são oferecidas as disciplinas de Métodos de Coleta, Preservação e Conservação de Insetos, Comportamento de Insetos e Taxonomia de Insetos. A maioria destas disciplinas, especialmente as das áreas biológicas, contam com um mínimo de 34 horas/aula PRÁTICAS por semestre, onde são oferecidas aulas de laboratório com manuseio de material biológico (peças taxidermizadas, peles, material osteológico - crânios, esqueletos, peças conservadas em meio líquido - álcool e formol, caixas entomológicas e etc.), onde os alunos precisam, com relativa frequência, de atendimento individualizado para reconhecer as estruturas, operar instrumento ópticos (lupas e microscópios), realizar ilustrações e percorrer chaves de identificação de espécies. Ressalta-se que os componentes curriculares oferecem, além das aula de laboratório, pelo menos uma aula prática (= saída) de campo (Zoologias I, II, II e IV e Paleontologia), onde a atuação dos alunos é de fundamental importância, pois eles irão vivenciar a prática, podendo no futuro auxiliar o professor na condução desta aula (na condição de alunos-monitores), que envolve ambiente amplo, a céu aberto, onde se requer muita atenção, cuidado e disciplina por parte dos alunos. Cabe lembrar ainda que as turmas de práticas se constituem, em média, de 15 alunos por turma para aulas de laboratório e 35 para aulas de campo.

Metodologia

- revisão dos conteúdos das disciplinas envolvidas: Zoologia I, Zoologia II, Zoologia III e Zoologia IV, Zoologia da Museologia, Fundamentos de Biologia, Métodos de Coletas, Comportamento de Insetos, Taxonomia, Sistemática & Filogenia e Paleontologia; revisão das aulas práticas, previamente, com seleção do material biológico adequado e revisão/atualização do roteiro de aula junto com o professor de cada disciplina; participação em todas as aulas práticas de laboratório e de campo;- preparação de material didático, tanto de vertebrados quanto de invertebrados; organização e catalogação da coleção didática; busca de conteúdos áudio-visuais na rede mundial sobre zoologia (imagens, vídeos, papers, etc.); - inserir e utilizar o Museu Carlos Ritter como espaço didático alternativo para realizações de atividades de caráter pedagógico (exposições, palestras, simpósios, visitações) bem como atividades de pesquisa (utilização dos espécimes das coleções do acervo).

Resultados Esperados

- melhorar a qualidade do material didático utilizado em aula prática; estar atento ao deterioramento eventual do mesmo a fim de fazer a substituição adequada, mantendo a coleção didática atualizada, organizada e catalogada; criar um banco de dados (vídeos, fotos, papers) que possa ser disponibilizado on-line aos alunos, de forma permanente via rede mundial; incrementar a visitação e o acervo do Museu Carlos Ritter.

Indicadores, Metas e Resultados

As disciplinas de Zoologia possuem índices baixos de retenção/evasão. No caso da evasão observa-se claramente que são casos isolados onde um aluno abandona a disciplina por ter abandonado o curso como um todo. De qualquer forma as disciplinas se propõem a melhorar o desempenho acadêmico com o reforço das aulas práticas (maior acesso ao material biológico, renovação do mesmo) e para isso conta com o auxílio do aluno-monitor. Também as disciplinas se comprometem a flexibilizar os métodos de avaliação para que os acadêmicos possam sentir-se mais incluídos (participando da escolha do método, com parcimônia e responsabilidade respeitando suas diferentes aptidões) na construção do processo de tomada de decisões didático/pedagógicas.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ALVARO MIGUEL MOREIRA MARTINS204/05/201531/12/2018
ANTONIO LUIZ GOVEA SILVEIRA JUNIOR424/04/201731/12/2018
CAMILA FURTADO DALMORRA BARCELOS1002/05/201616/12/2016
CESAR JAEGER DREHMER304/05/201531/12/2018
DINIZ LIMA FERREIRA402/05/201616/12/2016
EDISON ZEFA204/05/201531/12/2018
JOSE EDUARDO FIGUEIREDO DORNELLES304/05/201531/12/2018
LUCAS AZEVEDO VASCONCELLOS2004/05/201531/12/2018
MARCO SILVA GOTTSCHALK304/05/201531/12/2018
PATRÍCIA LEITZKE MARTINS1002/05/201616/12/2016
TAIANE SCHWANTZ DE MORAES505/06/201531/12/2018
THAMIRIS BARBOSA DOS SANTOS505/06/201531/12/2018
VINÍCIUS SCHMALFUSS ESPINDOLA424/04/201731/12/2018

Página gerada em 14/11/2019 12:15:32 (consulta levou 0.050091s)