Nome do Projeto
Pedagogias culturais surdas: educadores surdos refletindo sobre práticas, concepções e possibilidades através da tecnologia – Parte II
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
13/05/2019 - 26/08/2021
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Humanas - Educação - Tópicos Específicos de Educação
Resumo
Pedagogias culturais surdas: educadores surdos refletindo sobre práticas, concepções e possibilidades através da tecnologia Parte II Embora com uma história de mais de duzentos e cinquenta anos, a educação de surdos ainda não tem uma tradição de pesquisa sobre o trabalho dos docentes surdos. Com o advento da diminuição das proibições de uso das línguas de sinais, surgiram tentativas de sua implementação nos meios educacionais em diversas partes do mundo, principalmente a partir dos anos 80. Atualmente, as experiências que se autodescrevem como abordagens bilíngues nos meios educativos para surdos, com seus avanços e limitações, apontam para uma necessidade de investigação das funções linguística, cultural e pedagógica dos profissionais surdos que atuam nestas instituições. (Marschark, M., & Spencer, P.E 2009; Cooper, 2012). Nesse sentido, este trabalho procura analisar concepções e práticas pedagógicas culturais surdas provindas de espaços formais e informais em que a comunidade surda circula, revisitando dados coletados e descritos por Gonçalves (2009), Reis (2006 e 2016), Taveira (2014) e González (2017), com o intuito de reunir os dados coletados nestes estudos e mapear práticas pedagógicas ainda não identificadas e reconhecidas com o intuito de revalidar aspectos apontados nestes estudos e mapear práticas pedagógicas ainda não identificadas e reconhecidas, para, logo após, disseminá-las por vários meios, inclusive digitais. A metodologia do estudo seguirá aquela descrita em Goncalves (2009) e González (2017), obedecendo a orientação da etnografia aplicada a educação (Carspecken, 1996; Beijaard, Meijer &Verloop, 2004; Blommaert & Jie, 2010; Blomberg, & Karasti, 2012).

Objetivo Geral

Pedagogias culturais surdas: educadores surdos refletindo sobre práticas, concepções e possibilidades através da tecnologia Parte II

O objetivo geral que norteia esta pesquisa é:

Analisar concepções e práticas pedagógicas culturais surdas provindas de espaços formais e informais em que a comunidade surda circula, revisitando dados coletados e descritos por Gonçalves (2009), González (2017) e outros profissionais pesquisadores da area, com o intuito de reunir os dados coletados nestes estudos e mapear práticas pedagógicas ainda não identificadas e reconhecidas para, logo após, disseminá-las por vários meios, inclusive digitais.

Os objetivos específicos desta pesquisa são:

(a) Examinar as práticas pedagógicas surdas apontadas nos estudos selecionados a fim de organizá-las em categorias para apresentá-las aos grupos de discussão e revalidá-las;
(b) Entrevistar educadores surdos a fim de revalidar os dados coletados nos estudos selecionados e mapear possíveis novas práticas;
(c) Construir canais de disseminação das pedagogias surdas organizadas neste estudo para profissionais surdos e ouvintes atuantes em educação de surdos, através da escrita de artigos, organização de eventos e divulgação por meios digitais;

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ALINE DE CASTRO E KASTER613/05/201926/08/2021
ANTONIELLE CANTARELLI MARTINS613/05/201926/08/2021
MARILIZA DOS SANTOS GOMES613/05/201926/08/2021
SABRINA PORTO REGO613/05/201926/08/2021
SAMIR ROSA DOS SANTOS613/05/201926/08/2021

Página gerada em 21/11/2019 17:14:44 (consulta levou 0.069715s)