Nome do Projeto
Protocolo de indução da lactação em novilhas: aspectos metabólicos, reprodutivos e de bem-estar
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
02/12/2019 - 30/09/2020
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências Agrárias - Zootecnia
Resumo
Falhas na eficiência produtiva e reprodutiva são os fatores que mais afetam a lucratividade da pecuária leiteira. Os animais que permanecem não gestantes por um longo intervalo após o parto aumentam os custos com manejo, inseminação, além do aumento dos dias em lactação, com consequente redução da produção de leite. Uma estratégia que tem sido utilizada para minimizar estes problemas é o emprego de protocolos de indução de lactação, que possibilitam o início de uma lactação na ausência de gestação, e além disso, alguns estudos ainda relatam que após a indução as vacas retornam a reprodução (Freitas et al., 2010; Mellado et al., 2011), entretanto, um entrave em relação a utilização do protocolo é o manejo diário dos animais, o grande volume de hormônios aplicados e a variabilidade da resposta. Desta forma, o objetivo deste trabalho é verificar a eficiência de um protocolo alternativo como forma de induzir a lactação. O experimento será realizado em uma propriedade leiteira Granja 4 Irmãos S.A., localizada no município de Rio Grande (4º Distrito), onde serão utilizados 30 bovinos, fêmeas, da ração Holandês com dois a três anos de idade. Os animais serão categorizados em três grupos: Grupo Controle = será composto por 10 novilhas gestantes que serão acompanhadas desde os 21 dias pré-parto até os 150 dias pós-parto; Grupo Convencional: esse grupo será composto por 10 novilhas vazias que passarão por um protocolo de indução de lactação comercial, manejados durante 21 dias e Grupo Alternativo: composto por 10 novilhas vazias que passarão por um protocolo de indução alternativo ao comercial, com menos manejos e menores aplicações de hormônios. Esses animais passarão por coletas de sangue pré e pós parto, coleta de leite e acompanhamento reprodutivo após o parto (animais grupo controle) e após o término do protocolo (animais grupo alternativo). A hipótese do presente estudo é que é possível induzir a lactação de forma eficiente utilizando a via intravaginal para suplementação de progesterona e reduzindo significativamente a frequência de administração de estrógeno.

Objetivo Geral

1) Comparar a eficiência de um protocolo alternativo, utilizando a liberação de forma controlada de progesterona e reduzido a frequência de aplicação de estradiol.
2) Avaliar a eficiência de um protocolo alternativo, sobre a produção leiteira.
3) Avaliar a eficiência de um protocolo alternativo, sobre parâmetros reprodutivos.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ANDRESSA STEIN MAFFI210/05/201701/12/2019
BERNARDO GARZIERA GASPERIN210/05/201701/12/2019
CAROLINE OLIVEIRA FARIAS210/05/201701/12/2019
EDUARDO SCHMITT110/05/201701/12/2019
FRANCISCO AUGUSTO BURKERT DEL PINO110/05/201701/12/2019
GABRIELA BUENO LUZ1210/05/201701/12/2019
JOANA PIAGETTI NOSCHANG210/05/201701/12/2019
JOSIANE DE OLIVEIRA FEIJÓ202/12/201930/09/2020
LUCAS BALINHAS FARIAS210/05/201701/12/2019
MARCIO NUNES CORREA110/05/201701/12/2019
NATHALY ANA CARPINELLI210/05/201701/12/2019
RAÍNE FONSECA DE MATTOS210/05/201731/07/2018
RITIELI DOS SANTOS TEIXEIRA202/12/201930/09/2020
VIVIANE ROHRIG RABASSA110/05/201701/12/2019

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
CAPESR$ 5.000,00

Página gerada em 19/07/2019 15:57:50 (consulta levou 0.063576s)