Nome do Projeto
Prematuridade e Composição Corporal na Infância, Adolescência e Idade Adulta nas Coortes de Nascimentos de Pelotas de 1982, 1993 e 2004
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
01/07/2019 - 28/02/2021
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências da Saúde - Saúde Coletiva
Resumo
A prematuridade está entre as principais causas perinatais de morbidade na infância e o Brasil é o décimo país do mundo com maior número de nascimentos pré-termo. Torna-se cada vez mais evidente na literatura a relação entre crianças nascidas prematuras e risco aumentado de desenvolvimento de obesidade, hipertensão arterial, diabetes mellitus e alterações no perfil lipídico, em indivíduos cada vez mais jovens. Na Coorte de Nascimentos de Pelotas de 2004, o aumento na prevalência de partos pré-termo, em comparação à Coorte de Nascimentos de Pelotas de 1993, foi devido ao nascimento de bebês pré-termo tardios, com 34-36 semanas completas de gestação. AsCoortes de Nascimentos de Pelotas de 1982, 1993 e 2004 constituemvaliosas fontes de informações para este estudo, por possuir dados desde o nascimento dos participantes e medidas de composição corporal, em particular a pletismografia por deslocamento de ar, realizadas por meio de equipamentos sofisticados e adequados para crianças, adolescentes e adultos. Os aspectos metodológicos do estudo e logística de campo seguirão o projeto geral das coortes de 1982, 1993 e 2004. Diante disso, cumprem-se os requisitos para avaliar a composição corporal de prematuros aos seis, dezoito e trinta anos de idade.

Objetivo Geral

OBJETIVO GERAL

Investigar a associação entre prematuridade e composição corporal na infância, adolescência e idade adulta.


OBJETIVOS ESPECÍFICOS


Revisar a literatura sobre prematuridade e composição corporal na infância, adolescência e idade adulta;

Investigar a associação entre prematuridade (<37 semanas de IG) e composição corporal aos 6, 18 e 30 anos de idade,nas Coortes de Nascimentosde Pelotas de 1982, 1993 e 2004;

Havendo associação entre prematuridade e composição corporal aos 6, 18 e 30 anos de idade, investigar se há mediação pela duração da amamentação;

Havendo associação entre prematuridade e composição corporal aos 6 anos de idade, investigar se há mediação pelo excesso de peso antes e depois dos 24 meses de idade na Coorte de Nascimentos de Pelotas de 2004.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
CAROLINE CARDOZO BORTOLOTTO401/07/201928/02/2021
JULIANA DOS SANTOS VAZ101/07/201928/02/2021

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
FAPERGS (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul)R$ 106.890,50
CNPqR$ 44.951,00
CNPqR$ 97.431,00
FAPERGS (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul)R$ 50.537,00
Ministério da SaudeR$ 66.750,00
CAPESR$ 23.626,00

Página gerada em 30/06/2022 15:50:21 (consulta levou 0.047839s)