Nome do Projeto
Conhecimento de estudantes e profissionais das áreas da saúde e da alimentação sobre Doença Celíaca
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
15/12/2011 - 15/12/2013
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências da Saúde - Nutrição
Resumo
A Doença Celíaca (DC) é uma intolerância permanente ao glúten, principal proteína presente no trigo, cevada, centeio, aveia e malte, subproduto da cevada. Até pouco tempo atrás se acreditava que poucas pessoas tinham DC, mas o diagnóstico desta patologia aumentou e hoje pode ser considerada frequente em todo o mundo, afetando cerca de uma pessoa a cada 100 ou 300 pessoas, dependendo da região. O tratamento convencional e único até o momento é a Dieta Isenta de Glúten - DIG. Isso implica evitar alimentos contendo trigo, centeio, cevada e aveia. Mesmo pequenas quantidades de glúten podem ser prejudiciais. A dieta deve ser mantida por toda a vida e, quando bem aceita, resulta na recuperação completa da inflamação intestinal. A observância à dieta não constitui prática de fácil execução, especialmente em decorrência da contaminação dos alimentos, da incorreta discriminação da presença ou não do glúten em alimentos industrializados, custo da dieta e falta de opções e conhecimento. Pacientes assintomáticos e aqueles que têm pouco conhecimento sobre a sua doença são geralmente os que menos aderem à dieta. Infere-se ainda que, uma outra dificuldade na observância à dieta, seja a de que os alimentos que contém glúten estão presentes freqüentemente no cardápio do ocidental, além de exercerem em nossa sociedade importante papel; como por exemplo, a presença do trigo nos rituais cristãos de partilha do pão, a cevada e o malte como ingredientes da cerveja, o centeio e a aveia como cereais com propriedades intestinais pró-cinéticas. O portador de DC possui grande dificuldade de se alimentar, visto que a maioria dos alimentos contêm glúten em sua composição, como: pão, massas de pizzas, massas em geral, bolachas, cereais matinais, panquecas, granolas, entre outros. Além disso, o trigo é utilizado para engrossar diversas preparações em restaurantes, como feijão e molhos, além de ser usado para polvilhar formas para assar alimentos. Diante disso, o celíaco possui uma certa restrição social em diversos ambientes, como restaurantes, cafeterias, sorveterias, bares, serviços de catering em vôos, aniversários, eventos sociais e até mesmo na alimentação escolar.

Objetivo Geral

- Avaliar o conhecimento de estudantes e profissionais da área da saúde e da alimentação sobre Doença Celíaca na região de Pelotas - RS.

Objetivos específicos

- Avaliar o conhecimento de profissionais e estudantes dos cursos de medicina, nutrição e enfermagem sobre DC;
- Avaliar o conhecimento de chefes de cozinha, estudantes de cursos de gastronomia, culinária e demais profissionais envolvidos com a manipulação e comercialização de alimentos sobre a DC.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
2
2
2
2
2
2
2
2
2

Página gerada em 12/12/2018 13:20:11 (consulta levou 0.069354s)