Nome do Projeto
CARACTERIZAÇÃO GENOTÍPICA DE CEPAS DE Toxoplasma gondii ISOLADAS DE OVINOS NA REGIÃO DE PELOTAS, SUL DO BRASIL
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
08/05/2013 - 08/01/2016
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências Biológicas - Parasitologia
Resumo
A toxoplasmose é uma zoonose de distribuição mundial causada pelo Toxoplasma gondii. A transmissão ocorre principalmente através do consumo de alimentos contaminados pelo protozoário como carne crua ou mal cozida, verduras, legumes, ingestão de água e leite não pasteurizado. Outras possíveis formas de transmissão são transplacentária, transfusões sangüíneas e transplantes de órgãos. A maioria das infecções em humanos e animais é assintomática, mas a virulência diferenciada tem sido registrada, principalmente nas infecções em indivíduos imunossuprimidos e em recém-nascidos de mães primo-infectadas. Estudos moleculares têm mostrado que o protozoário apresenta uma estrutura populacional altamente clonal, o que sugere variações na epidemiologia do parasito. As cepas de T.gondii são classificadas em três linhagens designadas tipo I, II e III, que ocorrem tanto em humanos como em animais, com diferentes prevalências de acordo com a região geográfica analisada. Cepas do tipo I são classificadas como altamente virulentas, do tipo II e III são consideradas de menor virulência para os diferentes hospedeiros. A importância dos ovinos como potenciais hospedeiros intermediários do T. gondii e a falta de informações sobre as características genotípicas dos isolados deste parasito na região justificam a elaboração deste projeto de tese, o qual tem como objetivo geral Caracterizar os genótipos de T. gondii em ovinos naturalmente infectados da região de Pelotas. Serão coletados sangue e tecidos (cérebro e coração) de 100 ovinos de criação artesanal oriundos de abatedouros da região de Pelotas. A triagem dos animais será realizada pela técnica de IFI (imunofluorescência indireta) no soro e, os soropositivos terão suas amostras de cérebro e coração preparadas por digestão péptica e inoculadas em camundongos para isolamento. As cepas isoladas serão analisadas quanto ao fenótipo de virulência e e seus genótipos. O projeto já está aprovado pela Comissão de Ética em Experimentação Animal da Universidade Federal de Pelotas. Espera-se que a caracterização genotípica, aliada ao perfil de virulência para camundongos possam trazer informações importantes sobre o impacto deste parasito na produção de ovinos, bem como nos reflexos desta parasitose para a saúde pública.

Objetivo Geral

• Isolar T. gondii a partir de amostras de tecido de ovinos naturalmente infectados destinados ao abate para consumo humano;

• Realizar a caracterização genotípica dos isolados obtidos utilizando PCR-RFLP para diferentes sequências gênicas.

• Comparar os genótipos de T. gondii encontrados, com os já descritos na literatura.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
2
2
2
2
20

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
Recursos própriosR$ 0,00

Página gerada em 11/12/2018 04:58:50 (consulta levou 0.080953s)