Nome do Projeto
EFEITOS CARDIOVASCULARES DA INGESTÃO AGUDA E CRÔNICA DE CAFEÍNA
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
01/06/2013 - 02/06/2015
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia Cardiovascular
Resumo
A associação do consumo de cafeína com as complicações cardiovasculares tem sido mostrada como divergente. Por ser uma substância amplamente consumida, uma vez que é componente de bebidas populares bastante apreciadas em todo o mundo,18 sua influência nas doenças cardiovasculares tem despertado o interesse de alguns pesquisadores. Em sua grande maioria os estudos indicam um efeito cardioacelerador da cafeína sobre o sistema cardiovascular. Ou seja, tem sido associada com efeitos como, por exemplo o aumento da frequência cardíaca (efeito cronotrópico positivo) e o aumento da pressão arterial sanguínea. Nesse sentido, sua influência sobre parâmetros cardiovasculares mensurados em repouso parece ser significativa. De fato, estudos mostraram que a ingestão crônica de 6 mg/kg de cafeína, elevou em 11% a pressão arterial em relação ao grupo controle sem alterar a frequência cardíaca entre os grupos.5 Tendo em vista que as mensurações cardiovasculares de repouso servem como parâmetro de referência para o diagnóstico clínico, assim como para a indicação da carga de trabalho dos exercícios físicos, sua adequada e real verificação é fundamental para o manejo adequado dos indivíduos investigados. Portanto, com a identificação da influência da cafeína sobre os parâmetros cardiovasculares de repouso poderemos sinalizar quais as recomendações que os indivíduos devem seguir para uma análise adequada. Consequentemente, essa identificação também dara suporte para um manejo (dos exercícios físicos e farmacológico) mais adequado.

Objetivo Geral

Objetivo Geral
Avaliar o comportamento da pressão arterial e da frequência cardíaca em consumidores pesados crônicos de cafeína em três diferentes tratamentos, assim como, avaliar a influência da metabolização da cafeína nesses parâmetros.

Ojetivos Específicos

- Avaliar a resposta da pressão arterial sistólica e diastólica em consumidores crônicos e pesados (acima de 400 mg/dia) de cafeína em três diferentes tratamentos: consumo crônico, abstinência e ingestão aguda de 100 mg.
- Avaliar a resposta da frequência cardíaca em consumidores crônicos e pesados (acima de 400 mg/dia) de cafeína em três diferentes tratamentos: consumo crônico, abstinência e ingestão aguda de 100 mg.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
1
20
ROGÉRIO NOGUEIRA SOARES4016/04/201402/06/2015
SANDRA COSTA VALLE216/04/201402/06/2015

Página gerada em 15/12/2018 09:56:44 (consulta levou 0.089077s)