Nome do Projeto
FRUTAS, LEGUMES E VERDURAS NAS FEIRAS-LIVRES DE PELOTAS E SUA CONTRIBUIÇÃO NA SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
20/11/2013 - 18/05/2015
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências da Saúde - Nutrição
Resumo
O Direito Humano à Alimentação Adequada (DHAA) deve ser colocado em prática através de políticas públicas de Segurança Alimentar e Nutricional (SAN). Em 2010, o Grupo Técnico (GT) do Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (CONSEA) divulgou uma proposta de monitoramento da realização progressiva do DHAA no país. Há sete dimensões descritas nessa proposta; a primeira delas, foco deste estudo, é a que trata sobre a produção e a disponibilidade de alimentos. Em se tratando desta dimensão, é importante destacar a produção e disponibilidade de frutas, legumes e verduras (FLV). Neste ponto, evidencia-se a importância de refletir sobre as práticas da comercialização desses produtos. Historicamente, as trocas comerciais de alimentos remontam ao aparecimento das feiras-livres, nas quais se encontram imbricados aspectos econômicos, sociais e ambientais. Esta pesquisa está sendo proposta pela necessidade de se conhecer quais alimentos são comercializados nas feiras-livres, como os feirantes relacionam-se com os produtores de FLV e o que sabem a respeito da produção e disponibilidade desses alimentos. Busca-se investigar, portanto, o conhecimento dos feirantes sobre o processo de produção e disponibilidade das FLV e sua relação com a SAN. A presente pesquisa consiste em um estudo descritivo, ecológico e transversal. Com relação aos materiais e métodos, o estudo terá dois componentes, um com abordagem quantitativa e outro qualitativa. A coleta das variáveis quantitativas ocorrerá através de um questionário com questões fechadas, aplicado aos feirantes. Concomitantemente à aplicação dos questionários, será realizada a etapa exploratória. Essa etapa constitui uma das partes da abordagem qualitativa e terá inspiração etnográfica. Utilizar-se-á, também, técnicas de entrevista semiestruturada, observação e diário de campo. Pretende-se eventualmente observar o espaço de produção, visitando algumas propriedades rurais. O estudo será realizado no município de Pelotas, Rio Grande do Sul. Serão incluídos no estudo todos os feirantes cadastrados na Secretaria Municipal de Urbanismo da Prefeitura Municipal de Pelotas que aceitarem participar da pesquisa, não havendo critérios de exclusão. Além disso, serão investigadas informações socioeconômicas (renda e escolaridade) dos setores censitários onde as feiras estão localizadas.

Objetivo Geral

Objetivo geral
Estudar qual a contribuição das FLV na promoção da SAN, na ótica dos feirantes, avaliando a produção e comercialização desses alimentos nas feiras-livres de Pelotas/RS.
Objetivos específicos
Descrever a distribuição espacial das feiras no município de Pelotas por meio da geração de mapas temáticos com informações socioeconômicas dos setores censitários onde se localizam as feiras.
Identificar o perfil socioeconômico e demográfico dos feirantes.
Caracterizar e identificar as FLV produzidas e comercializadas nas feiras.
Entender, sob o ponto de vista dos feirantes, como ocorre e é valorada a produção e comercialização das FLVs.
Conhecer, por meio do discurso e da prática dos feirantes, que tipo de relação se estabelece entre os alimentos produzidos\comercializados e a SAN.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
CAMILA IRIGONHE RAMOS4020/11/201318/05/2015
DENISE PETRUCCI GIGANTE120/11/201318/05/2015
JÉSSICA PORTO MACHADO1201/08/201431/07/2015
RENATA MENASCHE120/11/201318/05/2015

Página gerada em 10/12/2018 20:27:07 (consulta levou 0.092048s)