Nome do Projeto
ESTRATÉGIAS DE REPRODUÇÃO SOCIAL E TERRITORIAL DA AGRICULTURA FAMILIAR: estudos na escala local e regional
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
08/04/2014 - 08/04/2016
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências Humanas - Geografia - Geografia Agrária
Resumo
O segmento da agricultura familiar caracteriza-se por apresentar uma grande diversidade de combinações, tanto no que se refere à disponibilidade quanto ao uso e distribuição dos recursos – terra, trabalho e capital - no interior das unidades produtivas. Essa diferenciação pode ser observada em diversas escalas, tanto nacional, regional e local, ou seja, até mesmo em uma comunidade rural. A agricultura familiar, dessa forma, torna-se foco de estudos, principalmente àqueles relacionados às estratégias adotadas por este segmento para se organizar e reorganizar diante das especificidades do modo de produção capitalista. Assim, justifica-se aprofundar o conhecimento acerca da produção familiar na agricultura, vis a vis a diversidade de formas e de processos de adaptação e inserção no sistema de mercado ou ainda, na manutenção de estratégias não-capitalistas de reprodução social e permanência no contexto produtivo do espaço rural. Dessa maneira, o ponto de partida dessa pesquisa reside no reconhecimento da existência de diferentes territorialidades na agricultura familiar camponesa e dar visibilidade a esta realidade poderá representar um aporte eficaz no enfrentamento dos problemas relacionados ao desenvolvimento territorial.

Objetivo Geral

OBJETIVO GERAL:
• Identificar as possibilidades e restrições para o desenvolvimento da agricultura familiar a partir das estratégias de reprodução social e suas relações com o desenvolvimento territorial.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS:
• Compreender o referencial teórico-conceitual que permeia os estudos sobre agricultura familiar, desenvolvimento e território;
• Elaborar uma tipologia dos produtores familiares camponeses com base nas estratégias de reprodução social e territorial;
• Estabelecer comparações entre as diferentes organizações das unidades familiares, mediante análise de elementos empíricos de caráter social, técnico e produtivo;
• Identificar as territorialidades da agricultura familiar fundamentadas na valorização do patrimônio cultural e natural;

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ADAO JOSE VITAL DA COSTA1208/04/201408/04/2014
ADRIANA SILVA NORONHA1201/03/201531/07/2015
CARLOS VINÍCIUS DA SILVA PINTO408/04/201408/04/2015
GABRIELA RODRIGUES GOIS1201/08/201428/02/2015
GABRIELA RODRIGUES GOIS1208/04/201408/04/2014
JULIANA CRISTINA FRANZ1201/08/201208/04/2014
JULIANA CRISTINA FRANZ1208/04/201408/04/2014
JULIANA LIMA FAGUNDES408/04/201408/04/2015
LUCIANA VENZKE PRANKE408/04/201408/04/2015
MAIARA TAVARES SODRÉ408/04/201408/04/2015
MARIA REGINA CAETANO COSTA1208/04/201408/04/2014
RENATA MENASCHE1208/04/201408/04/2014
SIBELI FERNANDES1208/04/201408/04/2014

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
CAPESR$ 130.980,00

Página gerada em 22/10/2019 01:12:22 (consulta levou 0.074744s)