Nome do Projeto
Inoculação de Azospirillum brasilense em azevém (Lolium multiflorum L.) e aveia preta (Avena strigosa S.)
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
12/05/2014 - 28/02/2017
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências Agrárias - Zootecnia - Pastagem e Forragicultura
Resumo
O azevém anual (Lolium multiflorum L.) é uma gramínea cespitosa de clima temperado que apresenta metabolismo fotossintético de ciclo C3. Considera-se como origem a bacia do Mediterrâneo, onde foi trazido para o Brasil pelos colonos italianos. A aveia- preta é uma gramínea que apresenta crescimento ereto, com época de semeadura de março a junho, sendo uma das espécies com maior potencial para produção de forragem, contribuindo, assim, significativamente para a produção animal na região sul do Brasil. Dentre os nutrientes essenciais ao crescimento e desenvolvimento das plantas, destaca-se o papel que o nitrogênio desempenha, como constituinte essencial dos aminoácidos, principais integrantes de proteínas. A adubação nitrogenada é um aspecto importante a ser considerado, pois o nitrogênio (N) na pastagem, além de proporcionar maior rendimento, permite a distribuição mais uniforme da forragem e um ciclo de produção maior e com aumento na produção animal . Assim, devido à crescente busca por sustentabilidade nos sistemas agrícolas de produção, alguns autores têm apresentado como forma alternativa para a economia de fertilizante nitrogenado, a fixação biológica de nitrogênio (FBN), a qual pode suplementar ou, até mesmo, substituir a utilização destes fertilizantes.As bactérias do gênero Azospirillum são endofíticas facultativas e colonizam tanto o interior quanto a superfície das raízes, são plantas hospedeiras desta bactéria o trigo, arroz, sorgo e aveia. Nesse sentido, vários trabalhos com Azopirillum spp. têm demonstrado aumento no rendimento de massa seca e o acúmulo de nutrientes por plantas inoculadas. Entretanto, resultados da interação bactérias diazotróficas e milho em termos de potencial agronômico, fixação de nitrogênio ou promoção do crescimento, depende de muitos fatores bióticos e ambientais, tais como genótipo da planta, comunidade microbiológica do solo e disponibilidade de nitrogênio. No entanto, os efeitos relatados na produção, devido à inoculação de bactérias, nem sempre sido, muitas efeito positivo ou negativo não Resultados de inoculação foram raramente relatada. Devido à escassez de informações sobre o manejo adequado da inoculação de Azospirillum brasilense em azevém e aveia preta, associado ou não a adubação nitrogenada, foi planejado este projeto.

Objetivo Geral

Avaliar a inoculação com Azospirillum brasilense sobre o potencial produtivo de azevém e aveia-preta.
Determinar o efeito da inoculação sobre ao crescimento de azevém e aveia-preta;
Determinar doses de aplicação de nitrogênio em plantas inoculadas com Azospirillum brasilense;
Determinar as características morfológicas em plantas inoculadas com Azospirillum brasilense;
Determinar o potencial produtivo em plantas inoculadas com Azospirillum brasilense;
Contribuir para o embasamento científico do manejo forrageiro local;
Minimizar o impacto ambiental através da técnica de inoculação.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ADRIANO HIRSCH RAMOS212/05/201430/12/2015
ALANDER SILVA VARGAS212/05/201430/12/2015
ALEXSANDRO BAHR KRÖNING212/05/201431/12/2014
ALINE GONÇALVES LOPES1201/08/201529/02/2016
Caroline da Cruz de Abreu203/03/201628/02/2017
CÍCERO MATEUS SELL212/05/201431/07/2014
FERNANDO AMARILHO SILVEIRA212/05/201431/12/2014
JOZIELI QUEVEDO TÂMARA212/05/201430/12/2015
JOÃO FRANCISCO JUNQUEIRA212/05/201430/12/2016
OLAVO GUTHS OTT1201/03/201631/07/2016
OLMAR ANTÔNIO DENARDIN COSTA212/05/201428/02/2017
PÂMELA PERES FARIAS212/05/201428/02/2017
RAFAEL BONADIMAN3012/05/201430/12/2016
RICARDO ZAMBARDA VAZ112/05/201428/02/2017
RODRIGO GARAVAGLIA CHESINI203/03/201628/02/2017
ROGER MARLON GOMES ESTEVES212/05/201428/02/2017
TIERRI NUNES POZADA203/03/201628/02/2017
WILLIAM CARDINAL BRONDANI212/05/201428/02/2017

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
CAPESR$ 12.000,00

Página gerada em 09/12/2018 17:42:05 (consulta levou 0.081579s)