Nome do Projeto
Educação do Campo e o campo da educação: culturas rurais em diálogo
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
01/01/2015 - 31/12/2016
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências Humanas - Educação
Resumo
A relação entre pesquisa e ensino se estabelece a partir da proposta metodológica que direciona as ações para práticas de pesquisa, sistematização e produção intelectual a partir dos processos vivenciados junto aos líderes locais, alunos e docentes das instituições envolvidas. A relação da pesquisa se dá no momento em que participamos diretamente com as lideranças comunitárias e pais/mães de alunos. Práticas essas que no diálogo entre o saber popular e o saber acadêmico possibilitam uma maior interação da comunidade com o conhecimento sistematizado, e dos acadêmicos com os saberes populares. A presença da universidade nestes espaços potencializa a visualização e sistematização dos saberes da tradição. Diante disso, investigar junto com as comunidades os aspectos da Memória da Vida no Mundo Rural, o modo de produzir e partilhar é uma forma de produzir consciência histórica a partir da sistematização das histórias das comunidades do campo. No Brasil, os pomeranos ocupam os territórios geo-culturais que envolvem as macro regiões de São Lourenço do Sul (RS) e Santa Maria do Jetibá (ES). No caso do Rio Grande do Sul, o espaço ocupado pelos pomeranos envolve a região da Serra dos Tapes, nas zonas rurais dos municípios de Pelotas, Canguçu, Arroio do Padre e São Lourenço do Sul. O núcleo central da coleta de materiais serão as escolas Martinho Lutero, da localidade Santa Augusta, no município de São Lourenço do Sul e seu entorno e a escola Carlos Soares da Silveira, do município de Canguçu, por serem espaços que apresentam grande riqueza material e imaterial sobre a problemática. O lugar de estudo é toda a comunidade, isto é, envolve a escola, as casas, as relações sociais, festivas, religiosas, as formas arquitetônicas, as invenções, os modos de produção, ampliando-se para uma visão mais alargada de mundo e suas relações com os outros. A partir de uma ação com crianças e jovens, que buscam valorizar os conhecimentos ancestrais, a comunidade aprende a agir respeitando os valores que a fizeram ser hoje uma realidade.

Objetivo Geral

A) Interação com comunidades pomeranas de Santa Maria do Jetibá (ES):
- Realizar discussão sobre a pesquisa no âmbito do curso de Licenciatura em Educação do Campo a Distância (UFPEL) com pesquisadores da Universidade Federal do Espírito Santo.
B) Formação de professores para as escolas do campo pomeranas:
- Investigar a cultura rural pomerana das localidades de Santa Augusta (São Lourenço do Sul) Nova Gonçalves (Canguçu) e suas relações com os processos pedagógicos nas/pelas escolas através da pesquisa-formação-extensão (AXT, 2011).
- Discutir os processos pedagógicos de ensino e aprendizagens vinculados a vida produtiva rural;
- Refletir sobre a memória coletiva e patrimônio cultural que constitui a vida cotidiana local e o papel da Educação para os povos do campo;
3) Cultura material e imaterial (saberes e práticas do cotidiano rural):
- Identificar e coletar as produções de escritas ordinárias no cotidiano rural;
- Identificar os saberes, as práticas dos pomeranos e sua relação com a vida cotidiana;

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
JANAINA ALVES MARTINS1201/11/201430/04/2015
PATRICIA WEIDUSCHADT101/01/201531/12/2016
Rafaela Canez Camargo1201/05/201531/07/2015

Página gerada em 19/09/2019 08:00:47 (consulta levou 0.070800s)