Nome do Projeto
Redescrição do crânio e da mandíbula de Trachemys dorbigni (Duméril et Bribon)
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
03/11/2014 - 30/12/2015
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências Biológicas - Zoologia - Morfologia dos Grupos Recentes
Resumo
A partir da revisão pelo banco internacional de dados em Testudines (Gans & Adler, 2010), foi constatado que essa espécie teve sua descrição osteológica realizada por Souza op. cit. (2000). Nesse sentido se objetiva aqui a descrição do sincrânio dessa espécie, por se considerar que o pioneiro estudo osteocraniano realizado por Souza et alii (2000), carece de maiores detalhes osteoanatômicos. Muito embora esse artigo tenha tratado do crânio e do pós-crânio dessa espécie, a utilização nesse de apenas 16 exemplares, corrobora aqui nessa proposta a necessidade de uma descrição mais detalhada de espécimens de regiões geográficas diferentes. A temática aqui apresentada busca contribuir com uma descrição (focada no sincrânio) com base em novos e mais numerosos ( mais de 70 exemplares) materiais sincranianos da região de Pelotas, RS, tombados na coleção osteológica de répteis do M.C.N.C. Ritter, I.B./UFPel. T. dorbigni é a única espécie do gênero que apresenta sua osteologia descrita na literatura. Ainda que o trabalho de Souza (2000) seja o único com este propósito ele não é limitado à descrição craniana, uma vez que também objetivou descrever as demais regiões do esqueleto. Dada a abrangente opção em descrever o esqueleto na sua integridade, o autor mostrou-se superficial quanto ao relato de importantes feições osteológicas, principalmente aquelas do sincrânio. Por considerarmos que o mesmo poderia ser mais preciso osteologicamente, consideramos ser necessária uma análise mais detalhada, quanto à estrutura sincraniana (crânio e mandíbula) de T. dorbigni, com o objetivo de produzir mais informações quanto à morfologia e osteometria craniana de novas populações contribuindo assim, para um melhor conhecimento da diagnose dessa espécie.

Objetivo Geral

Descrever o sincrânio de Trachemys dorbigni (mais de 70 espécimens) da região de Pelotas, RS; Produzir mais informações quanto à morfologia e osteometria craniana de novas populações dessa espécie; Contribuir com o conhecimento da diagnose dessa espécie;

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ALINE RICHTER103/11/201430/10/2015
ANA LUISA SCHIFINO VALENTE103/11/201430/10/2015
CESAR JAEGER DREHMER103/11/201430/10/2015
LUIZ FERNANDO MINELLO103/11/201430/10/2015
MARCO ANTONIO AFONSO COIMBRA103/11/201430/10/2015
PRISCILA ROCKENBACH PORTELA403/11/201430/10/2015

Página gerada em 18/07/2019 10:19:18 (consulta levou 0.070363s)