Nome do Projeto
Análise osteológica comparativa do membro locomotor anterior de três espécies de corujas (Strigiformes).
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
09/02/2015 - 31/12/2015
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências Biológicas - Zoologia - Morfologia dos Grupos Recentes
Resumo
O uso da morfologia como ferramenta para o auxílio de análises de parentesco entre espécies de Aves é tido até hoje como forma de classificação filogenética. Os ossos contêm informações evolutivas e anatômicas que podem ser usadas em diversas áreas da Biologia, como em análise paleontológica de fósseis, ecomorfologia, taxonomia entre outros. As corujas pertencem à ordem Strigiformes e apresentam padrões similares de estruturação anatômica e morfológica. Devido ao fato de as análises osteológicas em Strigiformes estarem mais voltadas aos representantes fósseis e pelos ossos do braço apresentarem traços evolutivos como estruturas vestigiais (dígitos IV e V) e diferenças na estrutura óssea entre as famílias, este trabalho tem por objetivo fazer a comparação osteológica e evolutiva dos ossos que compõe o braço, em três diferentes espécies de corujas atuais (Tyto furcata, Bubo virginianus e Asio clamator). Serão utilizados em torno de 30 indivíduos naturais do Rio Grande do Sul, vindos do Núcleo de Reabilitação da Fauna Silvestre da Universidade Federal de Pelotas, assim como esqueletos da Coleção Ornitológica Cientifica do Museu Carlos Ritter. Para o preparo do material se utilizará maceração biológica, e com o material já pronto serão tomadas as medidas de todos os ossos que compõe o membro locomotor anterior - úmero, rádio, ulna, carpometacarpo, falange do dígito I, falanges do dígito II e falange do dígito III - seguidas pela descrição morfológica dos mesmos. Esses dados serão comparados nas três espécies analisadas, por meio de testes estatísticos, para verificar se há diferenças entre elas.

Objetivo Geral

Realizar uma comparação osteológica e evolutiva dos ossos que compõe o membro locomotor anterior, em três espécies de corujas (Bubo virginianus, Asio clamator e Tyto furcata), através da morfometria e descrição dos ossos (úmero, ulna, rádio, carpometacarpo, dígito I, falange proximal e distal do dígito II e dígito III).
Realizar comparações morfológicas e morfométricas entre os elementos nas três espécies de corujas e se analisará os elementos ósseos que possuam caráter evolutivo, como dígitos vestigiais, vendo se há distinções de uma espécie para outra.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ALINE RICHTER809/02/201531/12/2015
JOSE EDUARDO FIGUEIREDO DORNELLES109/02/201531/12/2015
NATÁLIA SIMONI PORZIO109/02/201531/12/2015

Página gerada em 18/07/2019 15:07:12 (consulta levou 0.055112s)